Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fim do jejum

23 de agosto de 2009 65

Olha eu aqui de novo!! Mil desculpas pelo sumiço, mas não dava para ficar grudada num computador em plena ilha de Fernando de Noronha, concordam? Bom, antes de mais nada, obrigada pelas mensagens de carinho, vocês são demais. Deu pra reparar que tem uma turma que mora no norte/nordeste que quer se comunicar por e-mail. O meu e-mail costuma ser publicado nas minhas colunas em Zero Hora e O Globo, mas para quem não tem acesso a esses jornais, lá vai: 

marthamedeiros@terra.com.br

Mas não briguem comigo se eu não conseguir responder. Eu tento sempre mandar ao menos um oi de volta, mas nem sempre dá.

 

Por onde começar a contar pra vocês sobre esses meus últimos 6 dias? Tudo começou quando cheguei segunda à noite em Recife, minha segunda viagem a uma capital nordestina (a primeira foi Fortaleza e espero ter a oportunidade de conhecer as outras). Como eu estava sedenta por uma praia (e ali na Boa Viagem, onde eu estava hospedada, cartazes alertavam para não entrar no mar devido a presença de tubarões, que coisa…) rumei terça de manhã para Porto de Galinhas. Foi o aperitivo do que ainda estava por vir. Adorei! Grande banho de mar, vigoroso frescobol, boa pernada pelo centrinho… e comecei a tirar o desbotado da pele.

À noite, de volta a Recife, participei do bate-papo na Livraria Cultura e me senti verdadeiramente em casa. As perguntas foram ótimas e me diverti junto com o pessoal da plateia, todos muito afetivos comigo – ainda vou ficar mal acostumada!! Obrigada ao pessoal da organização do Festival Recifense de Literatura por esse convite que só me trouxe bons momentos.

Na manhã seguinte, segui na estrada, fui visitar Olinda. Adoro essas cidades históricas, patrimônio cultural do Brasil, a exemplo também de Ouro Preto e Paraty. Estando ali ao lado de Recife, não podia deixar Pernambuco sem conhecê-la. Mas o coração estava batendo mesmo é pelo meu próximo destino, não posso negar. Às quatro da tarde eu desembarcava em Fernando de Noronha

O comandante do avião foi de uma generosidade inesquecível: sobrevoou a ilha duas vezes antes de aterrissar. A maioria dos passageiros se espremeu nas janelinhas para apreciar aquele arrebatamento: a visão da ilha, do alto, pela primeira vez. Eu perdi o fôlego, juro. Um paraíso perdido no meio do oceano, uma visão tão inebriante que deixei meu ceticismo de lado e acreditei pra valer na existência de Deus: ali estava a prova, diante dos meus olhos.

Depois dos trâmites de chegada (pagar o taxa de preservação ambiental, esperar a bagagem, etc) pegamos o buggy que havíamos alugado (eu e meu namorado) e fomos pra Pousada Sueste da dona Josefa, lugar muito simples e muito simpático, e depois de abandonar as mochilas, tomamos o rumo do por-do-sol na praia do Boldró. Começava os nossos três dias de desligamento do universo aqui fora.

Essa noite jantamos no restaurante da Edilma, na Vila dos Remédios. Provei pela primeira vez o famoso filé de tubarão. Aprovado. Mas boa mesmo estava a caipirinha de pinga…

No dia seguinte, amanheci com flores no café da manhã (meu aniversário, mereço!!) e fomos conhecer a praia mais bonita do Brasil, segundo os entendidos: a Baía do Sancho. O que é a vista lá de cima? Tum-tum, tum-tum. O coração parecia que ia sair pela boca. E quase saiu mesmo ao encarar aquela escadinha vertiginosa que nos leva à beira da praia. Nadei, mergulhei, foi tudo um espetáculo. E o dia estava só começando. Como era aniversário, caprichamos na comilança: almoçamos (muito bem) na pousada Maravilha, do Luciano Huck. E à tarde teve mais praia, dessa vez na Cacimba do Padre, com esticada na Baía dos Porcos que, pra meu gosto, é a verdadeira praia mais bonita do Brasil – a do Sancho eu cedo um honroso segundo lugar, com estrelinha.

 

Na Baía dos Porcos, mergulhei ao lado de tartarugas imensas, nem acreditava. Me senti a Brooke Shields em Lagoa Azul (guardadas as proporções, não me achincalhem). Foi um final de tarde pra ficar pra sempre na memória, e ainda teve o jantar à noite na Pousada Zé Maria, onde comi um peixe com purê de castanha de se ajoelhar, tudo isso numa varanda sob um céu estrelado. Eu sei, eu sei, estou humilhando… Mas como não compartilhar com vocês? Olha, adoro estar com a família e os amigos, mas vai ser difícil um outro aniversário meu bater esse último 20 de agosto…

Dia seguinte: passeio de barco para ver os golfinhos. Pena que amanheceu nublado e o mar não estava tão transparente como poderia, mas eles estavam todos lá, e depois uma bela circundada pela ilha, com parada no Sancho para um almoço dentro do barco e mais mergulho - e o sol abriu!! À tardinha mergulhamos na baía Sueste, mas a água estava turva e não dava pra se ver muita coisa (ainda assim, quase tive um colapso quando dei de cara com outra tartarugona enorme, aqui na cidade a gente não tem disso não… ). Falando nisso, o jantar foi no rest. Tartarugão, e depois assistimos a uma palestra promovida pelo projeto Tamar (tem todas as noites, mas no dia em que estávamos lá havia um evento especial e quem palestrou foi o repórter Francisco José, da TV Globo, contando “causos” da ilha e falando sobre algumas reportagens feitas para o Globo Repórter).

Ontem (ontem!!!!!!!) passamos a manhã na Baía dos Porcos novamente, eu me beliscando porque ainda não acredito que aquilo lá exista, só pode ser miragem, depois ainda demos um pulo na Praia do Cachorro, onde almoçamos (das raríssimas praias que tem algo para comer na areia) e à tarde voltamos para Recife, onde dormimos. Embarcamos hoje, domingo, às 6h da manhã, de volta para Porto Alegre. Tô moída.

Se valeu? Que pergunta. A ilha é rústica, exuberante, selvagem – mas cara! Um lugar para a gente descansar da neura urbanóide que nos envolve no dia-a-dia. É um spa mental (e também físico, porque o que se caminha, se sobe e se desce por trilhas não é pouca coisa). Eu me senti resgatada com o melhor da vida: a natureza, o silêncio, a simplicidade, a beleza e a consciência de que é preciso preservar tudo isso. Pelo menos uma vez na vida, havendo possibilidade, vá!

Mas também é bom estar de volta.

Um beijo enorme!

 

    

 

 

 

  

Postado por martha medeiros

Comentários (65)

  • Cristiane Klamt kuhn diz: 23 de agosto de 2009

    Que coisa boa um aniversário desses…..
    E que bom que compartilhou esta experiência, pois meu sonho de consumo é uma viagem a Fernando de Noronha, que pelo visto é algo fenomenal.

  • fernanda rosa coelho diz: 26 de agosto de 2009

    martha…..posta umas fotinhos pra gente ver!!!!ahhh do namorado também…somos curiosos!!!!bjkssssss

  • Sandra diz: 24 de agosto de 2009

    A descrição que tu fez foi tão perfeita que enxerguei a cena e senti cada situação que contaste. A chegada olhando do avião. Foi show.
    É uma delicia te ler. Eu adoro!
    Bom, precisa dizer q quero ir a Noronha? Já havia pensado mas desistido por várias razões, foi o empurrão que faltava…agora falta a companhia!rs
    Beijo e linda semana.

  • Fleur diz: 27 de agosto de 2009

    Martha, dessa vez venho te agradecer por ter me apresentado Carpinejar. Venho acompanhando o blog dele desde uma vez em que foi comentado aqui algo que ele disse sobre mulheres ao volante. É soberbo o jeito dele com as palavras, e aguardo ansiosa a oportunidade de comprar seus livros. Obrigadíssima. Abraço.

  • Mariana Marini diz: 24 de agosto de 2009

    Oi martha! Não sabia q teu aniversário era bem pertinho do meu! Eu fiz na quarta, dia 19. Parabéns, adoro tudo q tu escreves! Ainda te esperamos aqui em Pelotas, a vontade de te conhecer pessoalmente é enorme em todas as mulheres da minha família heheh. Quem sabe na Feiro do Livro desse ano. Um beijão!

  • Claudia diz: 23 de agosto de 2009

    feliz aniversário, comemoraste num lugar maravilhoso, as lembranças vão te encher de alegrias de agora em diante

  • Odair Cabrera diz: 24 de agosto de 2009

    Sempre querida Martha,
    Tudo bem? (que pergunta!….rsrs)
    Realmente, o Brasil é um país maravilhoso, com tantas e diversificadas belezas naturais…
    Com certeza, Fernando de Noronha ficou ainda mais bela com a sua presença por lá e depois do seu relato, fiquei com mais vontade de conhecer a Ilha. Confesso que não sou muito chegado em locais rústicos, mas você me convenceu!
    segue…

  • Anderson Gonçalves diz: 28 de agosto de 2009

    “Mil desculpas pelo sumiço, mas não dava para ficar grudada num computador em plena ilha de Fernando de Noronha, concordam?” Definitivamente não! Só perdoamos se trouxer fotos e vídeos do paraíso para dividir com a gente. Hehehe

  • Andresa diz: 23 de agosto de 2009

    Que humilhação heim?!! e a gente aqui com uma semana de chuva e frio!!
    Mas vc merece!! Parabéns pelo teu niver!!

    Bjos

  • Nilo Valentim Pereira diz: 24 de agosto de 2009

    Provavelmente aqui não seja o local ideal, entretanto, se puder me dar uma dica de como fazer para submeter a apreciação, livro que escreví a quase um ano. Excelente história de ficção(já recebí alguns elogios) Título “FACES DO DESTINO”, estilo e desnvolvimento poderá lembrar Sidnei Sheldon. Se vc puder ler e avaliar . . .
    Sou seu leitor, louco por livros, leio de tudo um pouco em média 2/3 por mês.
    Parabéns – Belo passeio !!!
    Obrigado

  • Sheila diz: 24 de agosto de 2009

    Que delícia, Martha!

    Que bom que sua semana foi tão gostosa :)

    Que a que começa seja muito especial também.

  • Soraya Naffah diz: 25 de agosto de 2009

    Parabéns pelo seu aniversário… e pela sensacional escolha de estar em Noronha nesse período!!! Eu estive lá em julho e achei tudo isso e mais – ainda não achei as palavras pra contar!! Adoro passar meu aniversário a cada ano em um lugar diferente… É como dar F5… Como atualizar a vida e ganhar energia pra começar de novo!! Que esse seu `novo ano` comece com muita energia, muitos sonhos e sucesso!! São os votos da sua fã!
    Soraya

  • Fabíola diz: 24 de agosto de 2009

    Olá Martha!!
    Parabéns pelo seu aniversário!!
    Senti sua falta esse semana.. mas competamente justificada!
    Fiquei com vontade de conhecer esses lugares…!!
    Viajar é preciso!
    Grande abraço e boa semana!

  • Fleur diz: 24 de agosto de 2009

    Pois é, eu já tinha procurado teu e-mail justamente por não ter acesso às colunas nos jornais. Achei, mas o site não estava atualizado e larguei de mão essa idéia. Mas agora tá anotado. Abraço.

  • daiane diz: 24 de agosto de 2009

    oi marta, que prazer enorme em enviar um pequeno comentario aqui no seu blog…
    como é primeira vez post aqui…queria te dizer q sou uma admiradora e “devoradora” de seus textos.Acho todos que você escreve tão relacionados com o cotidiano que fico fascinada.
    ENFIM, DESEJO QUE VOCÊ CONTINUE ESSA ESCRITORA SEMPRE INSPIRADA E ATUALIZADA…
    forte abraço e sucesso sempreeeeeeeeee….

  • Silvia Dantas diz: 24 de agosto de 2009

    Parabéns pelo aniversário e pela ótima escolha para comemorar uma data especial: Noronha é simplesmente fantástico. Estive lá há pouco mais de um ano e também acho que é um lugar que todo mundo deve ir. No meu caso, mais de uma vez. Não vejo a hora de voltar!

  • Cátia diz: 26 de agosto de 2009

    Olá

    Confesso que não a conhecia, tive o 1º contacto com a sua escrita apenas hoje. Ao ler a sua descrição de Noronha, percebi que alguem pôs em palavras aquilo que senti em Junho quando visitei a ilha.
    voltei ao lugar ao ler a sua crónica. Descrição perfeita dos lugares que visitei. Minha vez de humilhar, volto em Outubro :)
    Certamente a partir de hoje seguirei as suas crónicas.
    beijos de Portugal

  • Avner Posner diz: 26 de agosto de 2009

    Martha, esqueci de lhe desejar feliz aniversário atrasado. Antes tarde do que nunca né? Fico aliviado de saber que aproveitou, e muito, a data.

    Beijos e parabéns.

  • Graça Tavares diz: 26 de agosto de 2009

    Leio seu blog toda semana, ADORO !
    ja comprei 3 livros, Trem bala – Divã -Doidas e Santas –
    abraço…

  • Bárbara diz: 24 de agosto de 2009

    Olá Marta :D
    Senti muito sua falta aqui no blog! Entrava aqui todos os dias pra ver se tinha algo novo rs
    Que ótimo aniversário que você teve hein hauahuah *-*
    Parabéns, tudo de melhor pra você o/
    Continue assim, cada vez mais talentosa e com esses textos maravilhosos :D
    beijos

  • Ana Frantz diz: 27 de agosto de 2009

    Querida Martha,
    La em 98 eu te conheci. Em 99, consegui, comprar um livro teu-Trem BALA,como gostei. Como gostava daquele livrinho. Tanto que tenho ele ate hoje na minha estante, agora em Londres. De onde moro a sete anos.
    To te escrevendo para dar um ola. Para falar do quanto tuas palavras, tuas entrelinhas, marcaram minha adolescencia e o inicio da minha vida adulta. Caso de amor que deu certo e continua.
    Um beijo com asas, linda escritora, e que elas te levem para alem do sonho

  • Cátia Porsche diz: 23 de agosto de 2009

    Olá Martha! Sou sua fã…novidade. rsrsrs. Me conta, lá em Noronha não encontraste com nenhuma Mabuya? Eu amei Noronha, mas sempre que penso neste paraíso surreal, lembro das Mabuyas. rsrs. Abração!

  • Roseli Ferraz diz: 23 de agosto de 2009

    Oi Martha, atrasado mas de coração, um abração pelo aniversário!
    Nossa, viajei contigo ao ler!!! Q belíssimo jejum!!! Com certeza bem merecido!Obrigada por compartilhar conosco essa maravilha que é Fernando de Noronha, sonho de consumo de muitos de nós!!!!
    bjão

  • Natacha Bischoff diz: 23 de agosto de 2009

    Oi Martha… o lugar é LINDÍSSIMO mesmo, mas você não concorda comigo que as praias podiam ter nomes melhores? Baía dos Porcos, Praia do Cachorro… Se fosse para tirar conclusões pelo nome pensaria em lugares feios. hehe
    Um super beijo.

  • Gabriela diz: 24 de agosto de 2009

    Martha!
    Assim como algumas opbras que li, este post tb me tocou!
    Fiquei até emocionada, desde mto novinha digo que qdo casar vou passar a lua-de-mel em Fernando de Noronha… espero que esse desejo vire realidade num futuro não tão, tão distante…rs rs Boa semana!

  • Lidiane Assunção diz: 24 de agosto de 2009

    Oi Martha, Parabéns pelo niver…ano passado logo após conhecer o meu atual namorado fizemos exatamente esse pacote que você fez, foi MARAVILHOSO…engraçado que você conseguiu descrever exatamente o que eu passei, tudo muito parecido mesmo…Noronha é tudo de bom…como muitas pessoas já comentaram, é um lugar que devemos obrigatoriamente conhecer antes de morrer…simplismente inesquecivel…depois disso não nos desgrudamos mais!!! e Olinda…realmente linda, não é??? Bjus e boa semana.

  • Roberto Schultz diz: 25 de agosto de 2009

    Pois é, Martha. Ainda sobre o filme HORAS DE VERÃO, o comentei no BUNDA NA POLTRONA. Concordo com as suas observações sobre os objetos. Mas eu achei que o filme valorizou DEMAIS os objetos e MENOS as PESSOAS. Porque quem vai para Fernando de Noronha são as pessoas e não um vaso Lalique, né?

  • Samanta Reis de Bittencourt diz: 24 de agosto de 2009

    Martha, você é de Leão??? Faz sentido! Bjos

  • Jonas diz: 24 de agosto de 2009

    Oi Martha,
    legal ler seu relato…ja tive a oportunidade de viajar muito por este mundo afora e posso te dizer que Noronha esta no top 3 da minha vida…que lugar espetacular!! realmente o paraiso na terra…
    demais

  • Laura Marcello diz: 25 de agosto de 2009

    Oi Martha!
    Parabéns atrasado! Tudo de maravilhoso para você!
    Que bom que aproveitou a viagem! Imagino que seja mesmo maravilhoso Fernando de Noronha!

    Beijo!

  • Cristina Borensztajn diz: 23 de agosto de 2009

    Parabéns pelo aniversário!!!!!

  • Maracia diz: 29 de agosto de 2009

    Só passando pra dizer o quanto gosto de de ler você……..bjus.. Goianos

  • Marcos A. da Luz diz: 26 de agosto de 2009

    Ohhh inveja!!!!!!!
    Da boa,fique bem claro….
    Esse eh o meu passeio dos sonhos,um dia chego la.
    A descricao foi pra babar,quem nao quer um aniver assim,,,,,,,
    Parabens vc merece,,,,,,,,,,,,,,

  • Tatiana diz: 23 de agosto de 2009

    Martha,
    tenho lido bastante suas crônicas e poemas.
    Nem sei como dizer o quanto é bom e especial nesse momento.
    Gostei bastante de saber que também tem um blog e que ainda é possivel te enviar um e-mail! Farei hoje mesmo isso! rs
    Parabéns e obrigada…
    por tudo…

    Um beijo e bem vinda de volta! ;)

  • Belisa diz: 26 de agosto de 2009

    Martha,
    Demais sua crônica”Desacorrentadas” no Globo de domingo.Não acreditei qdo acabei de ler,emocionada com a dose de afinidade;neste momento sou uma das sozinhas da silva,quase sexagenária(que horror)que não está mais a fim de procurar sarna pra coçar.Independente,apaixonada pela vida e em condições de usufruir dela,convivo bem comigo e com os amigos; Seu textofoi sucesso instantâneo,correndo já na net via e-mail.Corajoso em seu momento afetivo atual e pelo espaço poderoso em que veicula.

  • Andressa diz: 27 de agosto de 2009

    Oi querida, que bo que aproveitou seu descanso!!

    Você vai estar na bienal do livro no Rj ñ é?
    quero saber se vou poder pedir autógrafo para você, ou se você vai lançar algum livro novo por lá. beijão!

  • leticia freitas diz: 29 de agosto de 2009

    oi Martha, adoro vc e seus escritos.Eu coleciono ímãs de geladeira com frases. Comprei um e percebi que já conhecia a frase;não deu outra: é uma frase tua, que foi um pouquinho mudada(pra pior,claro).Está lá:Minha alegria é pouca pro desejo que anda à solta.Vc sabia disso??/Um abraço Leticia, superfã.

  • Armando diz: 29 de agosto de 2009

    Ôi, Martha; nesse momento em que aqui em Porto a gente começa a sair da hibernação pra um princípio de sol e calorzinho, a descrição da tua estada em Noronha chega mesmo a dar uma inveja boa (aquela que equivale à admiração) e, como alguém já disse, nos transporta pra ilha, pelo talento com que a fazes. De quebra ainda tiveste um bom banho de informação sobre o local. Parece que quem tem conteúdo atrai conteúdo em tudo o que faz … Quem dera fosse sempre assim mesmo … (risos) …

  • Pedro Girardi diz: 23 de agosto de 2009

    que bom que voltaste, enriqueces mais as colunas jornalisticas, e nos brinda com o teu conhecimento e experiencia na area literária,,,,seja ben vinda,um abraço martha

  • Odair Cabrera diz: 24 de agosto de 2009

    continuação…
    Estou, neste exato momento, terminando um trabalho (que vou utilizar amanhã) no Micro, ouvindo a (sempre) boa e consistente entrevista do Tarso Genro no Canal Livre e lendo essas maravilhas, essas delícias, que você nos traz…
    São os nossos paradoxos!
    Muitos beijos e tenha uma excelente semana!

  • Monica Carvalho diz: 24 de agosto de 2009

    Olá Martha, nossa seu relato foi tão verdadeiro que me senti um pouquinho lá em Noronha. Realmente este deve ser um daqueles lugares em que a gente não pode deixar de ir antes de morrer! Parabéns atrasado pelo aniversário!!!

  • Anita diz: 24 de agosto de 2009

    Martha!
    Nós, gaúchos, mas morando em Recife, tivemos o imenso prazer de participar da tua entrevista e te conhecer pessoalmente.Tua simplicidade, o sotaque forte(ai, que saudade dos meus pampas…), a forma clara e sem rodeios de dar tua opinião, expressar teu sentimento, nos encantou!
    Volte sempre! O Recife e nós, merecíamos este encontro!
    Ah, doidas e santas é show!!!
    Bjão,
    Anita

  • Thais diz: 24 de agosto de 2009

    Martha, é claro que sentimos sua falta, mas a ausência foi belamente justificada, que delícia é poder ter momentos assim!
    Parabéns!

  • Armando diz: 29 de agosto de 2009

    Volto pra acrescentar: aquela tua crônica sobre a `turma do dãããã` deu na veia, e foi providencial pra mim. Comentando num blog bati de frente com uns integrantes dela. Postei um link para a crônica como resposta e liquidei com o assunto. Além de tê-los feito pensar um pouco (espero). Outras crônicas tuas já me foram úteis também pra dar uns toques pra uma ou outra namorada. Rezo muito pra que tu estejas sempre inspirada … (risos) … De qualquer forma, terás sempre a minha admiração. Bjos.

  • Alessandra Lima diz: 30 de agosto de 2009

    Oh Martha, apesar de morar em Recife, acabei viajando nas suas palavras também… Mas, Pernambuco tem mais viu… Apareça mais vezes!!! Vamos gostar muito! Abraços, Alê

  • BEATRIZ GROHS DE SOUZA diz: 24 de agosto de 2009

    Realmente Martha Noronha é magica, uma energia maravilhosa.
    Estive lá no início deste ano e sei o quanto é inesquecível, os lugares, as pessoas, a culinária… enfim tudo….
    Quero voltar com certeza!!!
    Bjuss

  • Mirtes diz: 27 de agosto de 2009

    Nossa, com esse relato sobre Noronha, não tenho dúvidas que o fluxo turismo por lá vai aumentar em 100%.
    Maravilhoso, nós pernambucanos, agradecemos comovidos!

  • Avner Posner diz: 25 de agosto de 2009

    Martha, estive domingo numa exposição na Caixa Econômica no centro do rio. Uma das atrações era sobre uma artista chamada Maria Leontina. E uma das frases dela me chamou muito a atenção “Se estou com os azuis dentro de mim, liberto-os”. Queria compartilhar com você.

    Beijos e boa semana.

  • Jussara diz: 24 de agosto de 2009

    Só de ler já me sinto lá…srsrsr..parece que fiz um tour em alguns segundos.
    Martha, parabéns e que outros aniversários venham e que sempre regado do melhor da vida pra vc.Vida longa !!!
    bjss
    Jussara

  • Bia* diz: 25 de agosto de 2009

    Martha, você sabe quando “Divã” vai ser lançado em DVD? procurei no site da saraiva e americanas e não achei… estou esperando sair em dvd porque na minha cidade não tem cinema…

  • Raísa diz: 23 de agosto de 2009

    Ai Martha, que bom que voce gostoooooou :D Que maravilha! Queria muito ter visto você mas nem deu, estava trabalhando :/ um abraço e FELIZ ANIVERSARIO \o/ atrasado :D

  • Juliana Amaral diz: 24 de agosto de 2009

    Sorry, i forgot your birthday :(, but I read you have a great time!!!
    Happy birthday to you, from the bottom of my heart!!!later but not forgotten!! Love,
    Juliana Amaral

  • alania diz: 24 de agosto de 2009

    oi da proxima vez va a praia de carneiros em PE um paraiso!

  • Juliana diz: 23 de agosto de 2009

    Ai que delícia de passeio Martha, e vc descreve cada detalhe como ninguém…Parabéns atrasado querida, que a vida lhe traga mais momentos como esses e que a felicidade esteja sempre contigo, vc merece…
    Que bom que voltou, já estava com saudades…
    Bjãooo!!

  • Fabíola Barillo diz: 23 de agosto de 2009

    Martha, querida,
    Acabo de descobrir que minha admiração por você tem mais fundamento do que eu supunha… és Leoninha. Mulher guerreira, que luta pelo que quer, mas que tem a docilidade suficiente para enxergar a beleza das pequenas coisas, dos raros momentos… como esse, que você divinamente dividiu com a gente.
    Feliz Aniversário e infinitas comemorações ao longo da vida, é o que te desejo.
    Um beijo

  • Eduardo Ritter diz: 24 de agosto de 2009

    Olá Martha! Bom, vim aqui para procurar o texto que saiu em ZH para comentar, e me deparei com esse outro belo texto seu. Sobre ele, bom, aproveite bem as viagens, uma dia quero viajar desse jeito! Por hora, tenho que me contentar com viagens tipo Santo Ângelo-Porto Alegre, em um pinga-pinga, passando por estradas esburacadas e ficando 8 horas sem dormir pq o cara da poltrona ao lado ronca pacas… mas detalhes.. Pelo menos tenho os seus textos para ficar imaginando como são as belas praias!bjs

  • Jeferson Batista diz: 24 de agosto de 2009

    A proxima vez que fores em PE nao deixe de
    conhecer outro paraiso que existe por la…
    A ilha de Itamaraca!!!! Tambem gosto do Recife…de suas pontes….rios….pracas e
    sobrados!

  • Silvana- Pereleca`s BLOG diz: 25 de agosto de 2009

    Tu descreveu com tanta emoção que vi cada detalhe, as tartarugas enormes, a água limpida e transparente e o mais importante vi tua cara de felicidade ao receber as flores e o café da manhã…Tu tava linda mulher…Com certeza vou ter que fazer uma viagem destas…só to dependendo do namorado, que não tem jeito de aparecer…É a TREVA…..

  • Tatiana diz: 24 de agosto de 2009

    Oi Martha!
    Que bela comemoração, hein?!
    Concordo plenamente contigo, a Baía dos Porcos é deslumbrante, a mais bonita do Brasil… não consigo descrever o que eu senti quando cheguei naquele pedacinho de paraíso…
    São lembranças pra toda a vida!!!
    Bjos e Parabéns atrasadinho

  • Andrea Dall´Agnol diz: 24 de agosto de 2009

    Martha: Que legal! Pelo visto vou ter a honra de ser a primeira a comentar esse post. Não sei se alguma vez já comentei aqui no teu blog, mas confesso que sou tua fã de carteirinha: desde tuas colnas nos jornais, livros, filmes, etc. E comento aqui pois um dos lugares que sempre sonhei em conhecer foi Fernando de Noronha, e o dia que meu pai chegou com essa proposta à família de irmos pra lá, fiquei muito emocionada. E a viagem, inesquecível!Fico feliz que aproveitaste! Beijos, Andrea

  • camila diz: 23 de agosto de 2009

    Que show!! Também quero conhecer …um dia !!

    Parabéns pelo aniversário !!! :)

    beijos!

  • Ana Beatriz Willcox diz: 24 de agosto de 2009

    O Nordeste pra mim é isso que você bem descreve. Spa físico e mental, onde eu lavo e enxáguo a alma e onde algumas angústias no peito viram calma e sorriso…Estive com voc~e na casa do saber, você me passou seu email e eu perdi…Se incomoda de me passar novamente? Queria trocar ideías mais pessoais sobr eum livro… Bj grande!

  • Lígia Pazetti diz: 23 de agosto de 2009

    Martha.
    Ai que descuido meu.
    Nem sabia que você faria aniversário
    essa semana, senão teria passado aqui
    no dia exato pra te dar PARABÉNS!
    Mas, já que fiquei sabendo somente agora sobre o seu níver não seja por isso, vou te dar PARABÉNS atrasado mesmo: PARABÉNS!
    Martha. Admiro muito o seu trabalho como escritora e tenho você como uma referência.
    Quem sabe um dia eu consiga escrever algo tão bom quanto os livros e os textps que você faz. Este é um dos meus sonhos!
    Linda semana pra vc!
    Bjo

  • Nathália Hecz diz: 24 de agosto de 2009

    Florzona, só Deus sabe a saudade que sinto deste blog. Hoje deu tempo de ler um post,maravilha. Que aniversário dos deuses, hein?! Ui, ui, Martha arrasando pelo nordeste!Um dia ainda farei uma viagem pra um lugar desses – e claro, pretendo ter uma bela companhia ;). Adoro tartarugas, sabe, são bichinhos tão simpáticos! Que bom poder ler sobre essa viagem, obrigadão por dividir isso conosco (apesar de não ser surpresa, tu sempre faz isso). Um beijo e um abração apertado! Amooo! =D

  • Ana Carolina diz: 24 de setembro de 2009

    Oi Martha, conheci “você” meio q por acaso. Estava na rodoviária Tietê,5h da manhã,entediada esperando um ônibus para o interior,com 3 livros na bolsa e sem vontade de ler nenhum,pensei:vou alí naquela livraria e comprar 1 livro de alguém q nunca ouvi falar.Confesso q nem olhei p o nome,li:doidas e santas,deve ser bom…comprei,me apaixonei,já li todos os outros seus! Mais uma fã!. Mais me diga,please,qnd vc volta ao Rio?meu pé resolveu doer justo nos dois dias que vc estaria na bienal.. abçs

Envie seu Comentário