Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O começo feliz de Arthurzinho...

26 de abril de 2010 6

Tão bom ver que alguns pequenos tem uma segunda chance!!!

Bookmark and Share

Comentários (6)

  • Marina diz: 26 de abril de 2010

    Ai que história mais linda e comovente! Eu já estava com saudade de ler histórias como essa aqui no Mascotes! Bravo, Rodrigo! você deve ser um excelente amigo!!!

  • Lucas Susin diz: 27 de abril de 2010

    Parabéns. Sem palavras este grupo GUAPECAS.

  • Fernanda diz: 27 de abril de 2010

    Nooossa… que liiindo!! não sei quem é mais fofo, se é o Arthur ou o Rodrigo, com seu coração cheio de amor pra dar!! Felicidades!!

  • Fernanda diz: 27 de abril de 2010

    Linda história! Que outras crianças tenham a pureza do Rodrigo e que outros pais aceitem que seus filhos tenham amiguinhos como o Arthurzinho.

  • Isabel Claudine Paiva diz: 27 de abril de 2010

    AMOOOO DE PAIXAO CACHORROS!!! TENHO 04!!! SO NAO TENHO MAIS PQ MEU PAI NAO DEIXE E FALTA ESPAÇO..RSRS
    NÃO TEM COMO NÃO SE EMOCIONAR COM ESSA HISTÓRIA!!! PARABENS PARA O RODRIGO PELA LINDA ATITUDE, QUE DEUS O ABENÇOE E PERMITA TER UMA VIDA LINDA AO LADO DESSE CAOZINHO GUERREIRO, QUE DEPOIS DE TANTO SOFRIMENTO, TEVE SEU MERECIMENTO AO LADO DE UMA FAMÍLIA QUERIDA!!!

  • Ana diz: 29 de abril de 2010

    Esta oração é para o Rodrigo ,de coração puro ,que Deus te abençoe,e para todos aqueles que amam seus animaizinhos.
    Para Fifi,Frida e Helga ,o trio da bagunça.

    ORAÇÃO DO CÃO

    Senhor de todas as criaturas, fazei que o homem,
    meu dono, seja fiel aos outros homens, como eu próprio lhe sou fiel.

    Fazei-o afeiçoado à minha família e aos amigos,
    como eu próprio lhe sou afeiçoado.

    Fazei que ele guarde honestamente os bens que tu lhe confias,
    como eu, honestamente, guardo os que ele me confia.

    Dai-lhe Senhor, um sorriso fácil e expontâneo,
    como fácil e expontâneo é o mover da minha cauda.

    Fazei-o tão pronto à gratidão,
    como eu, sempre tão pronto, lhe lambo as mãos.

    Dai-lhe uma paciência igual à minha, que lhe aguardo sem queixume.

    Que ele tenha a minha coragem, e a minha prontidão no sacrifício,
    desde a comodidade à própria vida.

    Conserva-lhe a juventude do meu coração, e a alegria do meu conhecer.

    Por fim, ó Senhor de todas as criaturas,
    fazei-o sempre tão verdadeiramente homem,
    como eu sempre, tão verdadeiramente, sou cão.

    (Autor desconhecido)

Envie seu Comentário