Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2009

E na polêmica...

31 de agosto de 2009 11

Quanta raiva. Não sei por que as pessoas se sentem ofendidas por tão pouco. Na fúria de alguns, cheguei até a ser confundida com a Martha Medeiros.

Eu não gosto de Paulo Coelho e ponto. Assisti ao filme por curiosidade, com coração aberto, e não gostei. Provavelmente porque o roteiro é baseado num livro de Paulo Coelho, cujas obras não gosto. Já li quatro livros dele e foram suficientes para eu saber que é um estilo que não me agrada. Acho ele um CHARLATÃO E SEUS LIVROS FRACOS E INSIGNIFICANTES. Só isso.

Sou arrogante por isso? Não acho. É só o meu gosto, que é expresso aqui no blog. Mas se quiserem achar isso, não posso fazer nada.

Ódio? Confesso que senti um pouco de ódio por ter gastado um ingresso para ver um filme ruim.

Não sou escritora e nem tenho intenção de ser, até porque sei que não escreveria tão bem quanto gostaria. Mas se fosse, com certeza Paulo Coelho não seria uma inspiração para mim.

Respeito quem gosta de Paulo Coelho. Assim como respeito quem gostou do filme.

Acho que as pessoas precisam ler. Ler qualquer coisa é melhor do que não ler.

Gostaria que cinema fosse mais barato e todos pudessem ver os filmes que quisessem. Até mesmo este.

Quem eu penso que sou para falar mal de Paulo Coelho e do filme? Sou apenas mais uma devoradora de livros e uma pessoa que AMA, assiste e lê muito sobre cinema e que tem um blog onde expressa suas opiniões e troca ideias.

Seu tudo de literatura e cinema? Não. Leio muito e pesquiso sobre os dois. Sei um pouco, mas ainda quero aprender muito mais. E sempre.

Adoro filmes de Hollywood, da mesma forma que estou amando esta leva de filmes da França que estão passando no Brasil, da mesma forma que gosto de filmes alternativos, argentinos, brasileiros. Para eu gostar de um filme, ele precisa me marcar.

Acho que triste que muitas pessoas não tenham acesso ao que eu tenho, em termos de cultura. Assim como acho triste que pessoas como eu também não tenham acesso a tantos outros filmes e livros.

Hummm, acho que era só isso, né?

E reforço: NÃO GOSTEI DO FILME. ACHEI FRACO E INSIGNIFICANTE! E quem gostou tem todo o direito de discordar. E não me acho melhor nem pior por isso.

Se quiserem continuar me xingando, tudo bem. É desnecessário, mas um direito. Só aviso que não posso publicar palavras de baixo calão (regras da empresa).

Postado por Ju Lessa

Veronika deveria morrer

31 de agosto de 2009 65

Eu tentei. Eu juro que tentei. Meu grande amigo e cinéfilo Marcelo Machado ainda havia me recomendado para ir de coração aberto e despida de minhas opiniões sobre Paulo Coelho. E eu fiz isso. Mas não adiantou. Não consegui engolir o filme Veronika Decide Morrer (Veronika Decides to Die), baseado do romance homônimo do grande charlatão (perdoem-me os fãs de Paulo Coelho, mas eu já deixei bem claro aqui no blog que não gosto de sua literatura. Enfim, gosto pessoal).


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Fui tanto de coração aberto, que confesso que não achei o filme tão horrível como eu pensei que seria. Achei muuuuito ruim, mas menos do que imaginava. O que, se tratando de um roteiro baseado num livro de Paulo Coelho, até me surpreendeu.

No fim da sessão a única coisa que pensei foi que a maldita Veronika deveria ter morrido mesmo. Teria sido mais fácil para os espectadores. Acabava ali, logo no início, sem delongas e nos pouparia das filosofias medíocres e soluções simplistas sobre vida e morte feitas por um cara que escreveu um livro sobre Santiago de Compostela percorrendo o caminho de CARRO. Ah, pobre Veronika, por que você não morreu no início?


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Pobre Veronika mesmo! Bem que ela tentou. Mas não adianta. Quando se tem um roteiro pobre, com diálogos pobres, não há quem salve o filme. Até uma Liz Taylor ou Lauren Bacall, ou mesmo Gwyneth Paltrow, poderiam tentar fazer bonito, mas com um roteiro tão deplorável, acredito que seria uma missão quase impossível. O que dizer então de Sarah Michelle Gellar?!

O bom disso tudo é que pelo menos mudei meu conceito sobre Sarah. Num post anterior sobre o filme, havia escrito que somente uma atriz medíocre blá blá blá… (clique aqui) O filme serviu, pelo menos, para eu repensar a respeito da “Buffy”. A sua interpretação é emocionante e corajosa. Ela não está mal não. Talvez porque o filme seja muito ruim, mas achei sua atuação bem séria e convincente.


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Apesar de ter achado uma porcaria, Veronika Decide Morrer valeu para me mostrar uma faceta de Sarah Michelle Gellar que até então desconhecia. Agora tenho um mínimo de respeito por ela. Tomara que consiga ter desempenho parecido em algum filme de valor!

Postado por Ju Lessa

Que tal um ménage?

28 de agosto de 2009 1

Nã nã ni nã nã. Não é nada disso não!

Como sou muito querida e sei que cinema é caro para caramba, o Matine junto com o clicRBS e o Vida Feminina lançou uma promoção bem bacana para os fãs do Rui e da Vani. Aproveitando a estreia de Os Normais – A Noite Mais Maluca de Todas e esta onda de ménage à trois do filme, responda à pergunta ‘Quem você convidaria para um ménage?’. As cinco frases mais criativas ganharão um par de ingressos cada para o filme.

Mas assim, prestem bem atenção agora! PARA PARTICIPAR CLIQUE AQUI. AQUI AQUI AQUI AQUI AQUI AQUI.

 Não adianta responder no espaço de comentários aqui do blog.

Se você já é cadastrado no clicRBS, é só chegar lá e mandar a resposta. Para quem não é, mas está a fim de participar, é só preencher alguns dados e mandar bala. É bem fácil, de graça e está valendo um par de ingressos. Além disso, você vai poder participar de várias outras promoções bacanas do clic.

As respostas podem ser enviadas até o meio-dia do dia 8. Pelo amor de Deus, CRIATIVIDADE!!!! Sem baixarias. Antes de começar a escrever, sugiro que leiam o regulamento que está naquele link que eu dei.

Postado por Ju Lessa

Ingresso mais barato

28 de agosto de 2009 1

Além de cinema, tenho outro vício: Coca-Cola. Sério, pode acabar a água no mundo, mas se ainda tiver Coca-Cola eu me garanto.

Pois parece que a fome se juntou com a vontade de ‘beber’. A Coca-Cola se uniu à rede Cinemark e lançou uma promoção para os cinéfilos e “cocacolanéfilos” de plantão. Até 30 de setembro a promoção “Coca-Cola & Você no Cinema” dá desconto no ingresso para as salas de exibição da rede em todo o país.

Na compra de um pacote com seis latas de Coca-Cola ou Coca-Cola Zero em qualquer supermercado ou hipermercado basta recortar o selo impresso na embalagem plástica e apresentá-lo na bilheteria da rede Cinemark. O ingresso sai por R$ 7,00 (desconto não cumulativo). A promoção não é válida para sessões 3D.

Não preciso nem dizer que vou correndo para o super fazer meu rancho!!!!!!

Postado por Ju Lessa

Tarantino no Brasil

27 de agosto de 2009 3

O filme Bastados Inglórios (Iglourious Basterds) tem nova data de lançamento no Brasil – 9 de outubro (EBAAAAA!!!!) – e contará com a presença do diretor Quentin Tarantino no país para a estreia (Uhuuuuuuu!!!!). Originalmente marcado para estrear em 23 de outubro, o filme teve seu lançamento antecipado diante do grande sucesso no mercado norte-americano e internacional e também por conta da vinda do seu diretor ao Rio de Janeiro. A pré-estreia nacional do filme será durante o Festival do Rio, no dia 7 de outubro.

Bastados Inglórios teve sua pré-estreia mundial no Festival de Cannes, em maio, e foi lançado nos Estados Unidos e em países da Europa e Ásia na última sexta-feira. Só nos Estados Unidos o filme arrecadou US$ 37,6 milhões no primeiro fim de semana e se tornou a maior abertura do diretor até hoje.

Produzido pela Weinstein Company e distribuído internacionalmente pela Universal Pictures, o longa tem em seu elenco os atores Brad Pitt, Eli Roth, Christoph Waltz e as atrizes Diane Kruger e Mélanie Laurent.

 

* Imagem cedida pela Universal Pictures

Postado por Ju Lessa

Previsivelmente engraçado

27 de agosto de 2009 1


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Rui e Vani continuam se divertindo e divertindo a platéia. E para os que forem assistir ao Os Normais – A Noite Mais Maluca de Todas, que estreia nesta sexta, dia 28, o recado é este: você vai morrer de rir. E só isso.

Luiz Fernando Guimarães e Fernanda Torres continuam ótimos com seus alter egos e totalmente à vontade num roteiro inteligentíssimo, mas previsível. O que se vê diante das telas, são dois grandes amigos, atores consagrados, que sabem fazer humor e que têm uma química maravilhosa se divertindo com um estilo que eles conhecem muito bem.


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Como no primeiro filme, o diretor José Alvarenga Jr. e os roteiristas Alexandre Machado e Fernanda Young acertaram o ponto. É um filme divertido, com diálogos rápidos, piadas engraçadas (embora, em alguns momentos, não muito inteligentes), cenas bizarras e surreais e ótimas participações especiais.

Não existem sutilezas, o sexo permeia toda a história. Depois de 13 anos juntos, Rui e Vani entram naquela crise do cotidiano, onde nada tem mais graça e, para apimentar a relação, parte dela a iniciativa de um ménage à trois, ideia que Rui sempre adorou, mas que sempre foi repudiada por sua noiva. Se na sinopse já se tem isso, dá para imaginar o que se tem nas telas. Mas tanto José Alvarenga quanto Fernanda Young e Alexandre Machado são inteligentes o suficiente para amenizar cenas grotescas com muitas piadas, perdendo, assim, a vulgaridade. E tem todo o carisma de Luiz Fernando e Fernanda, com suas caretas e seus trejeitos, dando ritmo à trama.


Foto: Divulgação, Imagem Filmes

Para os fãs deste casal paranóico e divertidíssimo, não há novidades. Muito engraçado e pouco inovador. Mas no melhor dos sentidos. É como um bom feijão com arroz. Feijoada é bom, é mais apimentada, mas na falta dela, o básico de sempre já nos agrada muito. E misturando culinária com jargão futebolístico, se existe o risco de não acertar no tempero, para que mexer em time que está ganhando?

Os fãs de Rui e Vani ficam agradecidos!

Postado por Ju Lessa

Nada Vai nos Separar chega a mil espectadores

27 de agosto de 2009 17

Depois do sucesso do filme Gigante – Como o Inter conquistou o mundo, chegou a vez do documentário Nada Vai nos Separar lotar as salas de cinema de todo o país. Mais de mil e quinhentas pessoas já assistiram ao filme do centenário colorado no primeiro fim de semana de exibição, uma das maiores bilheterias da rede Unibanco Arteplex em todo o país. O filme que tem a direção de Saturnino Rocha, roteiro de Luis Augusto Fischer e montagem de Giba Assis Brasil está em cartaz em Porto Alegre, Curitiba e São Paulo. E estreia no dia 28 de agosto em Florianópolis, Tubarão e Brasília, além de entrar em mais um cinema de Porto Alegre, o Assis Brasil Strip Center. No dia 4 de setembro o filme tem estreia confirmada no Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

* Foto: Divulgação/Site filmecentenario.com.br

Postado por Ju Lessa

Para curtir no computador

26 de agosto de 2009 0


Foto: Walt Disney Studios Motion Pictures

 

Para quem é adulto como eu, mas adora desenho animado aí vai uma dica. Foi lançado o site oficial do novo longa-metragem de animação da Disney-Pixar Up – Altas Aventuras. O site é bem bonitinho e está cheio de joguinhos interessantes para as crianças (os papais, titios, dindos etc.) curtirem. É só acessar www.disney.com.br e se divertir. Lá também é possível baixar conteúdo para celular.

UP- Altas Aventuras inaugurou a 62ª edição do Festival de Cannes e estreia no Brasil no dia 4 de setembro. Com bilheteria mundial de cerca de US$ 400 milhões até o momento, o longa é assinado por Pete Docter, que já dirigiu Monstros S.A., e Bob Peterson, que foi animador nos dois longas de Toy Story e co-roteirista de Procurando Nemo.

Ah sim, e vale lembrar que o grande Chico Anysio é quem dubla o protagonista Carl Fredricksen, um velhinho de 78 anos que consegue fazer a sua casa voar, amarrada a milhares de balões, até as florestas da América do Sul.
Detalhe: vejam como Carl é até bem parecido com a sua voz no Brasil.

Postado por Ju

Só em 2010

26 de agosto de 2009 1

Lembram que tempos atrás falei de Shutter Island (leia aqui), novo filme do grande Scorsese, com Leonardo Di Caprio, Mark Ruffalo, Patricia Clarkson e Ben Kingsley. A previsão de estreia era para outubro, mas INFELIZMENTE, sei la por que a estreia foi adiada para 5 de março de 2010.

Ah, a tradução do título ficou A Ilha do Medo. Não gostei muito, qualquer título que tenha a palavra `ilha` não me soa bem e perde a credibilidade. Sei la, me lembro da ilha da fantasia, da ilha do tesouro perdido, coisas deste tipo. Já que a tradução não é literal, nossos tradutores poderiam ter usado a criatividade para dar um pouco mais de seriedade ao título em português.

E como o que nos resta é esperar até 2010, pelo menos a Paramount Pictures nos fez o favor de divulgar algumas imagens e o trailer legendado. Só para deixar com o gostinho …

 


Imagens cedidas pela Paramount Pictures


Imagens cedidas pela Paramount Pictures

 

Postado por Ju Lessa

Deborah Secco será Bruna Surfistinha

24 de agosto de 2009 4

Depois de uma longa procura em torno de quem viverá no cinema uma das garotas de programa mais famosas do Brasil, a distribuidora Imagem Filmes e a produtora TV Zero confirmam a contratação de Deborah Secco como protagonista de Bruna – O Doce Veneno do Escorpião, de Marcus Baldini.

Deborah começa sua preparação, um mês antes do início das filmagens, para sua estreia como protagonista no cinema.

– Apesar das opções diferentes, a personagem Raquel/Bruna tem sentimentos parecidos com os meus. É uma garota que rompe com o universo em que vive pra descobrir seu lugar no mundo, num caminho que ela escolheu. Mesmo os erros que tive na minha vida serviram como aprendizado pra chegar a ser quem eu sou hoje – diz a atriz sobre seu novo desafio.

O filme conta a história de Raquel, uma menina da classe média paulistana que estuda num colégio tradicional da cidade. Um dia, ela toma uma decisão surpreendente: vai ser garota de programa. Raquel se torna Bruna Surfistinha, que ganha destaque nacional ao contar aventuras sexuais e afetivas num blog.

Bruna – O Doce Veneno do Escorpião é uma livre adaptação do best-seller que vendeu cerca de 300 mil cópias no Brasil, com roteiro escrito por Antonia Pelegrinno, Homero Olivetto e José Carvalho. O filme marca a estreia de Marcus Baldini na direção de um longa-metragem.

– É pelos olhos de Raquel que quero contar essa história. Estou muito feliz com o encontro com a Deborah, nos entendemos sobre o roteiro logo na primeira leitura. Ela enxergou de cara o mesmo filme que eu.

O filme começa a ser rodado em setembro, em São Paulo e Paulínia e chegará aos cinemas de todo Brasil no segundo semestre de 2010.

Foto: Divulgação, Banco de Dados

Postado por Ju Lessa