Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "ambiente"

Mulher que agrediu cão pagará multa de 2,6 mil

11 de abril de 2014 0

A mulher que foi flagrada por um vizinho agredindo um filhote da raça poodle em Porto Alegre, em maio do ano passado, terá de pagar multa de R$ 2,6 mil. O dinheiro será revertido ao Fundo Municipal de Defesa dos Animais da Capital.

Ela respondeu a uma ação civil pública movida pelo Ministério Público e aceitou uma proposta de conciliação.

O caso teve grande repercussão depois que o vizinho postou o vídeo (veja abaixo) da agressão na internet. Nas imagens, a mulher aparece agredindo o filhote com 40 dias de vida e incentivando seu filho, de três anos, a agir da mesma forma.

O vídeo mostra ainda que a mulher continua com os atos de violência, mesmo após o cão desmaiar devido ao espancamento. Ela não socorreu o animal.

O processo permanecerá suspenso até o cumprimento da obrigação. Conforme o MP, a mulher está em tratamento médico e está sendo acompanhada pela Promotoria de Justiça da Infância e Juventude.

Segundo o promotor do Meio Ambiente de Porto Alegre, Alexandre Sikinowski Saltz, a ação deve servir de exemplo para a população:

_ O objetivo da ação foi punitivo e pedagógico, para que, de alguma forma, a sanção servisse como contraestímulo não só para ela, mas toda a sociedade.

(Informações da Assessoria de Imprensa do Ministério Público)

 

Cachorro é salvo após cair em bueiro em Santa Maria

21 de março de 2014 0

Por volta das 11h desta sexta-feira, um filhote de cachorro, caiu em um bueiro, na Rua João Lino Pretto, bairro Parque Pinheiro Machado, em Santa Maria. Depois de muita angústia, ele foi salvo.

Foto: Ronald Mendes

Foto: Ronald Mendes

Os ganidos do cãozinho foram ouvidos por uma moradora de perto do local onde ele caiu. Preocupada, ela começou a pedir socorro para a vizinhança, além de ligar para o Corpo de Bombeiros e para a Patrulha Ambiental.

Integrantes do Grupo de Apoio Santa-Mariense de Proteção Ambiental (Gaspa) souberam do caso e foram até o local para fazer o resgate.

O adestrador do Gaspa, Sérgio Loreto, abriu a tampa do bueiro, que tinha cerca de dois metros de profundidade e entrou para resgatar o filhote. Em homenagem ao seu herói, o animalzinho foi batizado de Serginho.

Por volta das 14h desta sexta-feira, Serginho estava a caminho do veterinário, já com a garantia de um lar temporário. Assim que o cãozinho estiver pronto para adoção, o Gaspa vai disponibilizar informações para os interessados, na página do grupo no Facebook.

(Texto retirado do site do Diário de Santa Maria)

O funil da impunidade

13 de março de 2014 0

Os casos de maus-tratos contra animais sempre existiram. Mas, nos últimos anos, não só tem aumentado o número de denúncias aos órgãos responsáveis como a gravidade e violência dos atos praticados.

Em menos de um mês, em dois resgates, 12 cães foram retirados dos donos porque estavam extremamente debilitados e sendo mantidos em condições não adequadas. O último foi na quarta-feira em Camobi.

Foto: Ronald Mendes

Foto: Ronald Mendes

Mas, como disse, infelizmente, situações de maus-tratos são constantes. Em 2013, o Grupo de Apoio Santa-mariense de Proteção Animal (Gaspa) _ um dos que atua em Santa Maria _ recolheu pelo menos 200 cachorros vítimas de maus-tratos na cidade. Todos foram medicados, tratados e doados. Lembrando que as ONGs contam com doações da população e de veterinários voluntários para cuidar dos bichos.

Ocorre que os casos, principalmente os mais graves como o da cadela enterrada viva em Vera Cruz, tem ganhado mais visibilidade. Mesmo assim, o que ainda permanece infinitamente pequena é a responsabilização.

No ano passado, a Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) responsável pelos crimes considerados de menor potencial ofensivo _ sim, maus-tratos contra animais está neste rol _, recebeu apenas oito ocorrências desse tipo. Todas se transformaram em Termos Circunstanciados e foram encaminhadas ao Juizado Especial Criminal.

Foram enviadas mas, não chegaram. E não chegaram porque, segundo informações extraoficiais, o setor de distribuição do Fórum tem mais de 4 mil processos esperando para serem distribuídos. E a deficiência de estrutura do judiciário acaba sendo mais um entrave.

Na Brigada Militar a realidade é um pouco diferente. O Batalhão Ambiental recebeu 38 denúncias somente neste ano. Segundo o comandante do batalhão, major Luiz Antônio de Oliveira Floresta, cerca de 40% configuram crimes, realmente. Os outros 60% são casos de briga entre vizinhos, barulho causados por latidos, etc. O encaminhamento também é para a Justiça.

Ou seja, todo o processo acaba sendo como um imenso funil. Um grande número de casos de violência se transforma em um número menor de ocorrências registradas, que tem uma quantidade ainda menor de provas constatadas e resultam em raros julgamentos, que, em geral, acabam em acordos para o pagamento de multa ou prestação de serviços.

A sensação de impunidade nos casos de maus-tratos contra os animais, na verdade, não é só uma sensação. A Lei de Crimes Ambientais  (Lei Federal nº 9.605 de 98) prevê pena de detenção, de três meses a um ano, e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

A população e os protetores estão fazendo a sua parte com campanhas de conscientização, vacinação, castração e adoção. Acabar com os maus-tratos contra animais implica ir além. Fazer cumprir a lei. Dar exemplo.

Brechó para ajudar animais abandonados na UFSM

12 de março de 2014 0

Mais uma ideia bacana para ajudar os animais abandonados: nesta quinta-feira acontece um brechó no campus da UFSM em prol dos bichos que moram no local.

Segundo os organizadores, o dinheiro arrecadado será revertido no custeio de castrações, medicamentos, alimentação, internações e vacinas.

A iniciativa é do grupo Amigos dos Animais (UFSM) e conta com o apoio da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) e do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

A ação faz parte da semana da calourada.

Mais um projeto que deve causar discussões em Santa Maria

06 de março de 2014 0

Depois de gerar polêmica com a sugestão de um projeto que queria proibir a circulação de animais em praças onde existissem pracinhas de brinquedos para crianças em Santa Maria, a vereadora Anita Costa Beber (PR) lança outra proposta que deve causar discussões, mas, desta vez, em defesa do meio ambiente.

A parlamentar acredita que as concessionárias da cidade que vendam veículos zero quilômetro devem realizar uma compensação ambiental:

_ A cada dia, essas concessionárias devem colocar mais e mais carros novos nas ruas, não é mesmo? O que estou propondo é algo que funciona e, muito bem, em cidades como Canoas, Novo Hamburgo, Pelotas e em Curitiba. Onde está a preocupação com o meio ambiente? Vivemos numa cidade em que não se vê mais árvores, já o número de carros é crescente _ argumentou a vereadora em entrevista ao jornalista Marcelo Martins, repórter do Diário de Santa Maria.

O projeto obriga concessionárias de automóveis a plantarem árvores para abrandar o efeito estufa. Estabelece que, para cada carro, motocicleta ou veículo automotor novo vendido, a concessionária deve plantar uma árvore. A sugestão de Anita é que a prefeitura cobre multa de R$ 1 mil a cada veículo para o qual a concessionária não fizer o plantio.

O plantio, de acordo com o texto, deve ser  feito em áreas de preservação permanente, reservas florestais, entre outros. O plantio deverá ser apontado pela prefeitura, provavelmente pela Secretaria de Meio Ambiente.

A proposta passará primeiro pelo crivo da Procuradoria Jurídica da Câmara de Vereadores. Não sendo constatada nenhuma inconsistência, o projeto é encaminhado para alguma das comissões da Casa.

Sem animais em praças

No ano passado, a mesma vereadora foi alvo de críticas de protetores dos animais e donos de animais domésticos após protocolar um projeto na Câmara que pedia a proibição de animais em praças onde existissem pracinhas para crianças. A proposta teve parecer contrário da Procuradoria Jurídica. Anita acabou retirando o projeto, mas diz que não desistiu da ideia e deve protocolar novamente, com modificações, ainda no primeiro semestre deste ano.

(Colaboração Marcelo Martins, repórter do Diário de Santa Maria)

Sacrifício de filhote de girafa sadio na Dinamarca provoca indignação

10 de fevereiro de 2014 1

A morte de um filhote de girafa em um zoológico na Dinamarca neste domingo causou a revolta entre protetores de animais daquele país e já está repercutindo por aqui também.

Foto: KASPER PALSNOV/SCANPIX DENMARK

Foto: KASPER PALSNOV/SCANPIX DENMARK

O zoo é criticado por ter optado por matar o filhote quando havia a possibilidade de doá-lo para outras entidades. Além disso, a necessidade da morte é questionada, já que o filhote era saudável. O zoo justifica o ato pela para evitar a consanguinidade entre exemplares da espécie. A administração também descartou a venda e a castração.

Zero Hora traz uma reportagem relatando o fato, que por si só já é revoltante. Somado ao sacrifício do animal, que foi abatido com uma pistola, a necropsia foi feita diante do público, mais parecendo um espetáculo de horror.

Foto: KASPER PALSNOV/SCANPIX DENMARK

Foto: KASPER PALSNOV/SCANPIX DENMARK

Depois de morta, a girafa foi dada como comida a outros bichos do zoológico. As fotos são chocantes.

Lamentável. Triste. Incompreensível. Revoltante. Inaceitável.

Vídeo mostra potro se divertindo com brinquedo novo

08 de fevereiro de 2014 0

Este vídeo sensacional está circulando nas redes sociais.

As imagens mostram o potro se divertindo com o brinquedo que ganhou.

Ele deita sobre uma bola de plástico, escorrega e salta sobre ela como se estivesse em uma aula de pilates. Em determinados momentos, parece até fazer carinho na bola.

Apesar dos compartilhamentos dos últimos tempos, o vídeo é antigo. Foi postado há mais de três anos no youtube. Mesmo assim, vale a pena assistir.

Segundo um site que divulgou o vídeo, à época da gravação, o potro, que se chamaria Cruz, teria quatro meses. O que, talvez, explicasse tanta diversão.

Confere aí:

Cuide do seu animalzinho no Verão

07 de fevereiro de 2014 0

O calorão de quase 40ºC dos últimos dias causa mal-estar nas pessoas e também nos animais. Por isso, se temos de ter cuidado com a nossa hidratação e alimentação, a atenção com os bichinhos de estimação tem de ser redobrada no Verão.

Se você for viajar com seu pet, é importante se certificar se a vacinação está em dia. Zero Hora trouxe uma reportagem sobre cuidados que devem ser tomados ao levar animais para a praia.

 

Foto: Michell Botetano

Foto: Michell Botetano

Algumas dicas valem para quem vai ficar pelo interior mesmo. Elas podem ajudar a tornar o seu veraneio e do seu mascote mais agradável evitando problemas. Confira abaixo.

Mas, se o seu bicho de estimação é um felino, considere a probabilidade de ele não ficar faceiro com um passeio. Segundo os veterinários, os gatos podem ter sérios problemas de adaptação a novos ambientes. As consequências podem ser parar de comer e baixar o sistema imunológico.

Os cinco mandamentos

1 _ Mantenha o animal sempre com a guia. Isso evita que o bicho fuja, ataque outros animais e pessoas ou circule em ambientes não apropriados, como a faixa de areia (na praia ou na beira de rios). Deixe o seu cãozinho solto apenas em locais privados e nos quais ele não ofereça perigo aos veranistas

2 _ Não leve o animal para a beira da praia ou rio. O que deveria ser um passeio inocente pode ser nocivo para o cão e para as pessoas devido a brigas com outros animais e transmissão de feridas e de doenças

3 _ Evite passeios longos em dias de calor extremo. Programe os passeios com seu cão para até as 10h ou depois das 16h. O sol intenso pode causar desidratação, hipertermias e queimaduras de pele ou das patas

4 _ Fracione a alimentação. Dar um pouco de ração várias vezes ao dia é fundamental para que o animal se sinta leve e bem disposto. Evite excessos como pedaços de churrasco ou restos de almoço ou janta. Aguarde de 15 a 20 minutos antes ou depois da alimentação para levá-los a passeios ou agitá-los com brincadeiras

5 _ Utilize protetores solares específicos. A longa exposição ao sol provoca queimaduras também em animais, principalmente os de pele clara. Em alguns casos mais severos os pacientes podem desenvolver tumores de pele devido à excessiva exposição aos raios ultravioletas

Felinos abandonados precisam de um lar

05 de fevereiro de 2014 0

Pessoal, estas belezinhas de felinos foram abandonados no pátio da casa da Beatriz há alguns dias. Eles estavam dentro de uma sacola térmica. Ela não pode ficar com eles, então, procura pessoas que cuidem deles com muito amor.

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Esses quatro acima são machos, com idade aproximada de 2 meses e meio.

 

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

A pretinha é femea e também tem 2 meses e meio.

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

A mestiça siamesa tem em torno de 45 dias.

 

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Foto: Beatriz/arquivo pessoal

Este filhote é macho e tem em torno de 45 dias.

Todos estão vermifugados, e saudáveis, apenas aguardando um novo lar.

Quem quiser levar um desses lindos para casa pode entrar em contato com a Beatriz pelos telefones (55) 3211-8157 e 55 9963 2615.

Seja feliz! Adote!!

Parque Itaimbé terá caminhos asfaltados

29 de janeiro de 2014 3

A prefeitura está programando uma série de medidas para revitalizar o Parque Itaimbé, em Santa Maria. As obras, segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços,  Tubias Calil, devem começar na próxima semana.

Entre as obras, está previsto o asfaltamento dos caminhos do parque, que, atualmente, são de pedra. A ideia é dividir os caminhos, metade será pista de caminhada e outra parte ciclovia. Quando perguntei ao secretário se a pavimentação não acarretaria uma mudança muito drástica na natureza do parque, ele justificou a medida dizendo que o calçamento é irregular, está sempre soltando e pode provocar acidentes entre os caminhantes, já o asfalto, garantirá uma caminhada sem tropeços e que o formato é usado em parques em Porto Alegre com boa aceitação.

A revitalização também inclui poda das árvores que estão encobrindo a iluminação, troca de lâmpadas comuns por outras de led e criação de uma equipe permanente de manutenção com sede no local.

_ As pessoas vão ter um ponto de referência ali mesmo para falar sobre o parque, com servidores que atenderão somente o Itaimbé _ disse o secretário.

A prática de esportes será incentivada no local com uma pista de Parkour e uma quadra de tênis pública (saiba mais sobre a construção dos espaços na edição impressa do Diário de Santa Maria desta quinta-feira).