Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Lembranças de São Romédio da Quinta Légua

08 de março de 2014 0
Família Tessari, uma das primeiras de São Romédio, em imagem de 1910; Foto: acervo pessoal Família Tessari, divulgação

Família Tessari, uma das primeiras de São Romédio, em imagem de 1910. Foto: acervo pessoal Família Tessari, divulgação

A comunidade de São Romédio abriga até hoje muitos moradores descendentes dos primeiros imigrantes italianos que se fixaram em Caxias do Sul. Várias famílias mantinham parreirais e abasteciam vinícolas próximas, como a Luiz Antunes. Entre elas a família Tessari.

No registro acima vemos vários antepassados da moradora Mafalda Tessari Salvadori. Repare que todos exibem o principal produto do trabalho e da sobrevivência naqueles primórdios da colonização: a uva.

Na fila de trás, da esquerda para a direita, os irmãos Giuseppe, Francesco e Pedro Tessari. Na fila do meio, à esquerda (de preto), o patriarca da família, Egídio Tessari. Ao lado direito dele, a filha Madalena Tessari e o outro filho, Antônio Tessari, com a esposa Elisa. À frente, sentada à esquerda, Rosina Tessari. As outras pessoas da imagem não foram identificadas.

Em 1890

Em 1890, em São Romédio, já havia duas serrarias, três moinhos, três alambiques, uma fábrica de cadeiras, uma fábrica de brocas, um barbaquá, uma fábrica de pipas, duas ferrarias, uma carpintaria, uma fábrica de móveis e sete cantinas de vinho, além de uma casa comercial.

São Romédio na Festa da Uva

Nos registros abaixo vemos a participação da comunidade nas Festas da Uva de 1932 e 1933, com os carros alegóricos ainda puxados por bois. As informações foram fornecidas pelo leitor Gilmar Pedron Lorenzi, a partir dos relatos de Mafalda Tessari Salvadori.

Foto: Giácomo Geremia, acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Carro alegórico da Associação da Igreja de São Romédio da Quinta Légua na Festa da Uva de 1932. Foto: Giácomo Geremia, acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Foto: Giácomo Geremia, acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Carro alegórico de São Romédio na Festa da Uva de 1933. Foto: Giácomo Geremia, acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

A seguir, mais dois registros: na festa de 1937 e na edição de 1950, quando os bois, charretes e carroças começaram a ser substituídos por caminhões e tratores.

Foto: acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Carro da comunidade, provavelmente na Festa de 1937. Foto: acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Foto: acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Carro alegórico de São Romédio na Festa da Uva de 1950. Caminhão pertencia a Henrique Dalfovo e foi decorado pela família e por moradores da comunidade. Foto: acervo pessoal de Gilmar Pedron Lorenzi, divulgação

Aniversário dia 16

No próximo dia 16 de março serão comemorados os 138 anos de fundação da sociedade da igreja de São Romédio, com uma festa em homenagem ao padroeiro no salão paroquial. O lema é: “Aqui nasceu Caxias do Sul”, visto que a localidade foi a primeira comunidade constituída dentro da área da sede municipal, que era a Quinta Légua. A organização informa que os ingressos para o almoço estão esgotados.
A Igreja de São Romédio é patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul desde 2006.

Agende-se:

Dia 14: missa da bênção da família, às 20h, com apresentação dos músicos formados pelo Projeto Florescer Randon
Dia 15: procissão do padroeiro e missa, às 18h30min

Envie seu Comentário