Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Malharia Salatino na década de 1950

24 de março de 2014 1
Funcionárias da Malharia Salatino trabalhando nos teares em 1948. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Funcionárias da Malharia Salatino trabalhando nos teares em 1948. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A Malharia Salatino foi uma das mais importantes do setor têxtil em Caxias do Sul a partir da década de 1940. Fundada em 1946 pelo empresário Salvador Salatino, a fábrica produzia as mais variadas peças em lã (casacos, blusas, mantas, pulôveres, cardigans, gorros, coletes), além de maiôs e calções para banho.

Surgida inicialmente na esquina das ruas Pinheiro Machado e Dr. Montaury, a empresa mudou-se, no início dos anos 1950, para um majestoso prédio construído na Rua Garibaldi, entre a Bento Gonçalves e a Pinheiro, onde hoje funciona o Cartório Eleitoral de Caxias (foto abaixo).

O novo prédio da malharia em 1953, na Rua Garibaldi, entre a Bento Gonçalves e a Pinheiro Machado.  Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O novo prédio da malharia em 1953, na Rua Garibaldi, entre a Bento Gonçalves e a Pinheiro Machado. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Junto a outras referências do setor, como as malharias Santo Antônio e Pettenatti, o empreendimento teve papel fundamental no desenvolvimento da indústria de malharia retilínea em Caxias – diretamente associado aos conhecimentos técnicos e artesanais em tecelagem trazidos pelos primeiros imigrantes italianos, a partir de 1875.

Funcionárias do setor de costura em 1948.  Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Funcionárias do setor de costura em 1948. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Funcionários e diretores conferindo a produção em 1956.  Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Funcionários e diretores conferindo a produção em 1956. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O fundador

Filho do imigrante italiano Antônio Salatino, natural da Calabria e chegado ao Brasil em 1892, Salvador Salatino também foi um dos fundadores da antiga Malharia Caxiense. A residência da família situava-se na Avenida Júlio de Castilhos, 1.967, esquina com a Rua Visconde de Pelotas, onde hoje funciona a Relojoaria Beretta.

A Malharia Salatino encerrou as atividades em meados da década de 1970.

Comentários (1)

  • Luiz Gustavo Salatino diz: 5 de maio de 2015

    Muito legal esta matéria. O tio Salvador era irmão do meu Bisavô Rafael Salatino.

Envie seu Comentário