Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Restaurante Quitandinha na Avenida Júlio de Castilhos

26 de março de 2014 0
O interior do Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O interior do Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Um olhar mais atento pela Av. Júlio Castilhos, no trecho entre a Visconde de Pelotas e a Dr. Montaury, garante algumas surpresas. Estabelecimentos comerciais como as Lojas Colombo e a Ótica Martinato já aderiram às normas de adequação visual e retiraram o excesso publicitário das fachadas. Um movimento que dialoga com lembranças do passado recente da área central.

O Edifício Geremia e o Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O Edifício Geremia e o Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Nos anos 1950, o Edifício Geremia, onde hoje ainda funciona a óptica, fazia vizinhança com a Sociedade União Caixeiros Viajantes do Rio Grande do Sul e o tradicional Restaurante Quitandinha (foto acima).

De propriedade de Guilherme Oscar Ruschel e Dante Bertola, o local abrigava um mix de bar e restaurante, reunindo ao redor de suas mesas parte da elite caxiense e moradores do Centro.

O interior do Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O bar do Restaurante Quitandinha nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

As fotos a seguir são de autoria de Ulysses Geremia, que mantinha seu clássico estúdio do outro lado da rua, bem em frente ao edifício homônimo. Inclusive a famosa marca d´água do estúdio até hoje nomina o prédio (detalhe na última foto).

O Edifício Geremia nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O Edifício Geremia nos anos 1950. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O Edifício Geremia em meados dos anos 1960. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O Edifício Geremia em meados dos anos 1960. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Envie seu Comentário