Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cripta do Santo Sepulcro na década de 1930

18 de abril de 2014 2
A cripta junto à antiga capela de madeira, em meados da década de 1930. Foto: Julio Calegari, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A cripta junto à antiga capela de madeira, em meados da década de 1930. Foto: Julio Calegari, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Um dos templos mais representativos da religiosidade dos caxienses, a Igreja do Santo Sepulcro também é destino de centenas de fiéis nesta Sexta-Feira Santa. Tudo por conta do ritual do Beijo do Senhor Morto, uma tradição na cripta da igreja.

A criação do espaço remete a finais do Século 19, quando o imigrante italiano Benvenuto Conte ergueu uma pequena capela de madeira para receber os moradores dos arredores da Avenida Júlio de Castilhos, futuro bairro Nossa Senhora de Lourdes. A inspiração foi o espaço do Santo Sepulcro na igreja homônima, em Jerusalém.

Esculpidas em tamanho natural pelo próprio Conte, as imagens de madeira pintada representam José de Arimatéia, a Virgem Maria, Maria Madalena, Maria Mãe de Thiago, os quatro soldados romanos, o menino que teria recolhido os cravos da crucificação e o Senhor Morto.

A cripta do Santo Sepulcro é destino obrigatório na Sexta-Feira Santa, atraindo centenas de fiéis. Foto: Roni Rigon

A cripta do Santo Sepulcro é destino obrigatório na Sexta-Feira Santa, atraindo centenas de fiéis. Foto: Roni Rigon

Conforme informações disponibilizadas no site da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, durante a confecção da imagem de Cristo, Conte recebeu o auxílio de Pietro Stangherlin, que esculpiu o rosto e as mãos. Com exceção do Cristo, todas as outras imagens possuem as pernas e os braços articulados.

O Senhor Morto, escultura de Benvenuto Conte. Foto: Ricardo Wolffenbüttel

O Senhor Morto, escultura de Benvenuto Conte. Foto: Ricardo Wolffenbüttel

Detalhes

A igreja que conhecemos hoje surgiu em 1937, substituindo a antiga capela de madeira. Porém, desde os primórdios, as imagens citadas acima foram organizadas no pequeno espaço da cripta.

O interior do templo é enriquecido ainda por esculturas de gesso de Michelangelo Zambelli, por 14 vitrais representando a Via Sacra e pelo Afresco da Ressurreição, pintado por Aldo Locatelli em 1952, atrás do altar.

Em 2006, a igreja passou a integrar o rol de bens tombados pelo Patrimônio Histórico do município.

A igreja que substituiu o antigo templo de madeira foi erguida em 1937. Foto: Daniela Xu

A igreja que substituiu o antigo templo de madeira foi erguida em 1937. Foto: Daniela Xu

Comentários (2)

Envie seu Comentário