Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Um passeio pelos salões do Clube Juvenil

30 de abril de 2014 0
Orquestra Dominó durante um animado baile em 1955. Foto: acervo pessoal de Nóris Pezzi D'Andréa Curra, divulgação

Orquestra Dominó passou pelo clube em 1955. Imagem traz uma dedicatória à rainha do Grupo das Falenas, Nóris D’Andréa Curra. Foto: acervo pessoal de Nóris D’Andréa Curra, divulgação

Uma das mais tradicionais agremiações de Caxias do Sul, o Clube Juvenil foi palco dos mais diversos eventos ao longo de seus 109 anos. Bailes, orquestras, carnavais, debus, casamentos, formaturas e todo tipo de solenidade fizeram parte do cotidiano de sócios e convidados desde a fundação, em 1905.

Registros disponibilizados pela leitora Nóris Pezzi D’Andréa Curra, rainha do Clube Juvenil em 1959, mostram a efervescência cultural da sede social nas décadas de 1940 e 1950, quando a entidade chegou a receber até a Orquestra do Cassino de Sevilha.

Na foto acima, a Orquestra Dominó “incendiando” os metais em um baile em 26 de novembro de 1955. A imagem traz ainda uma dedicatória do grupo a Nóris, então a rainha do Grupo das Falenas (abaixo).

O Bloco das Falenas no carnaval de 1954 do Clube Juvenil. Nóris D'Andréa Curra é a penúltima da fila. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Nóris D'Andréa Curra, divulgação

O Bloco das Falenas no carnaval de 1954 do Clube Juvenil. Nóris D’Andréa Curra é a penúltima da fila. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Nóris D’Andréa Curra, divulgação

Nóris D'Andréa Curra, rainha do Juvenil em 1959, possui vasto acervo sobre a história do clube. Foto: Juan Barbosa

Nóris D’Andréa Curra, rainha do Juvenil em 1959, possui vasto acervo sobre a história do clube. Foto: Juan Barbosa

Abaixo, uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul, durante a temporada de 1948.

Temporada da Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul em 1948, no salão principal do clube. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Nóris Pezzi D'Andréa Curra, divulgação

Temporada da Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul em 1948, no salão principal do clube. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Nóris Pezzi D’Andréa Curra, divulgação

Formatura em 1948

Na foto abaixo, a formatura do ginásio da turma de 1948 da Escola Normal Duque de Caxias, realizada nas dependências do clube.

Formatura do ginásio da Escola Normal Duque de Caxias em 1948. Foto: Studio Tomazoni, acervo pessoal de Lourdes Curra, divulgação

Formatura do ginásio da Escola Normal Duque de Caxias em 1948. Foto: Studio Tomazoni, acervo pessoal de Lourdes Curra, divulgação

A imagem destaca as formandas Lucinda Beux e Carmem Sosa (sentadas, com os buquês). Em pé, a partir da esquerda, aparecem Rui Sosa, Lourdes Curra, Maria Frigeri, Rudemir Marchioro, Roque Ponzi, Vilma Rivoire, Edelweiss Rossarola, Ceci Puerari, Ida Reis, Ione Adami, Mario Faccioli, Veimar Adami, Vanda Tronca e Teresinha Carnezelli.

O grupo de professores era formado por Juliana Lamb, Demétrio Niederauer, Lígia Rosa, Iole Festugatto, Dario Granja Santana e Guilherme Stangherlin. Ao centro, o então prefeito Luciano Corsetti.

O registro integra o acervo da escritora e professora aposentada Lourdes Curra (abaixo).

Lourdes Curra, professora aposentada e escritora, foi uma das formandas do ginásio de 1948 da Escola Normal Duque de Caxias. Foto: Juan Barbosa

Lourdes Curra, professora aposentada e escritora, foi uma das formandas do ginásio de 1948 da Escola Normal Duque de Caxias. Foto: Juan Barbosa

O surgimento do clube

O Clube Juvenil foi fundado em 19 de junho de 1905. Porém, a inauguração da sede social localizada na Av. Júlio de Castilhos com a Marquês do Herval ocorreu apenas em 1928.

O Clube Juvenil em um raro bico de pena, assinado pelo artista Xico. Foto: reprodução

O Clube Juvenil em um raro bico de pena, assinado pelo artista Xico, em 2009. Foto: reprodução

Projeto do arquiteto Silvio Toigo, a construção original oferecia, no subsolo, patinação, pista de bolão e restaurante. No primeiro andar ficavam a secretaria e a boate. E no segundo, o salão principal, com os clássicos camarotes (na foto do meio, à direita). O terceiro andar, onde hoje situa-se o salão principal, surgiu em 1965, reproduzindo detalhes da arquitetura original.

O Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

O centenário Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

O Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

O Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

O Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

O Clube Juvenil hoje: um dos símbolos arquitetônicos do Centro. Foto: Nereu de Almeida

Envie seu Comentário