Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Sociedade Caxiense de Bochas Mútuo Socorro em 1971

21 de maio de 2014 1
O time de bochófilos de Caxias, acompanhado por Waldemar Lazzarotto (à direita), em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

O time de bochófilos de Caxias, acompanhado por Waldemar Lazzarotto (à direita), em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Um dos esportes mais tradicionais e antigos da Serra, o jogo de bocha está diretamente relacionado com a chegada dos primeiros imigrantes italianos à região, no final do século 19. A partir da década de 1870, eles fundaram as chamadas “Società Italiana di Mútuo Soccorso”, que, além de prestarem um serviço de ajuda aos pioneiros colonizadores, promoviam o ensino e a difusão da língua e da cultura italiana.

Essas agremiações também foram responsáveis por introduzir a bocha em municípios como Caxias do Sul, Bagé, Pelotas, Porto Alegre e Rio Grande. A “Società Italiana di Mutuo Soccorso di Caxias”, por exemplo, foi fundada em 11 de novembro de 1887.

Em 1944, a entidade passou a identificar-se como Sociedade Caxiense de Bochas, denominação modificada para Sociedade Caxiense de Bochas Mútuo Socorro em 1963, quando o grupo já era uma referência na modalidade em todo o Rio Grande do Sul.

Técnico e membro do Conselho Fiscal da entidade, Waldemar Lazzarotto (1921-1984) acompanhou a visita de uma comitiva de bochófilos de Caxias a Buenos Aires, para um amistoso em 1971 (fotos abaixo).

O time de bochófilos de Caxias, acompanhado por Waldemar Lazzarotto (segundo à direita), em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

O time de bochófilos de Caxias, acompanhado por Waldemar Lazzarotto (segundo à direita), em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

O grupo de bochófilos e amigos de Caxias, acompanhado por Waldemar Lazzarotto (em pé), em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Waldemar Lazzarotto (em pé) e o grupo em Buenos Aires, em 1971. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Em meados dos anos 1990, a associação, então localizada na Rua Garibaldi quase esquina com a Sinimbu, adotou o nome Sociedade Caxiense de Mútuo Socorro. Atualmente, os campeonatos também são promovidos por diversas ligas regionais, citadinas e estaduais.

Acervo precioso

Além de integrar a Sociedade Caxiense de Bochas Mútuo Socorro, Waldemar Lazzarotto atuou como fotógrafo no antigo Studio Geremia, entre os anos de 1940 e 1950. Posteriormente, trabalhou no extinto Estúdio Tomazoni, onde, entre outras funções, era responsável por retocar os negativos.

Waldemar Lazzarotto e a Terceira Légua de Caxias em 1939.

Waldemar Lazzarotto em ação, retocando negativos em meados dos anos 1950, no antigo Studio Tomazoni. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Waldemar Lazzarotto em ação, retocando negativos em meados dos anos 1950, no antigo Studio Tomazoni. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Nessa época, o estúdio localizava-se no prédio do antigo Bar Pastelão, na Sinimbu quase esquina com a Marquês do Herval. É defronte a ele que Lazzarotto aparece na foto abaixo, junto com o colega e futuro sócio Vasco Rech, em meados dos anos 1950.

Vasco Rech e Waldemar Lazzarotto defronte ao antigo Studio Tomazoni, na Rua Sinimbu quase esquina com Marquês do Herval, nos anos 1950. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Vasco Rech e Waldemar Lazzarotto defronte ao antigo Studio Tomazoni, na Rua Sinimbu quase esquina com Marquês do Herval, nos anos 1950. Foto: acervo pessoal de Sonia Lazzarotto, divulgação

Na década de 1960, seu Waldemar fundou o próprio atelier, o Estúdio Fotográfico Lazzarotto, localizado em uma casa de madeira na Rua Garibaldi quase esquina com Sinimbu. É lá que hoje localiza-se o Edifício Adélia Lazzarotto.

Colaboração

As imagens deste post integram o acervo de família de Sônia Lazzarotto, filha de seu Waldemar. Em 10 de agosto de 1990, uma rua do Loteamento Jardim Esmeralda passou a denominar-se Waldemar Lazzarotto.

Comentários (1)

  • Catiuscia diz: 21 de maio de 2014

    Atualmente, moro na rua Waldemar Lazzarotto, muito bom saber um pouco da história do cara que deu origem ao nome dela!

Envie seu Comentário