Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aldo Locatelli nas posições de Cristo

09 de junho de 2014 1
Locatelli costumava se deixar  fotografar nas posições de Cristo em seu atelier, em Porto Alegre. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

Locatelli costumava fotografar-se nas posições de Cristo em seu atelier, em Porto Alegre. Aqui, a queda de Jesus, representada na terceira estação. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

A queda de Jesus, representada na terceira estação. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

A queda de Jesus, representada na terceira estação. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

No mês em que se comemora o aniversário de Caxias do Sul, a coluna recorda da confecção da Via-Sacra de Aldo Locatelli, expoente entre todas as obras do pintor italiano na Igreja São Pelegrino.

Embora dezenas de imagens eternizem Locatelli pintando os afrescos da nave e do teto, quase nenhum registro traz o artista trabalhando na Via, já que ela foi toda desenvolvida em seu atelier em Porto Alegre.

O que se conhece dessa fase é a pré-produção, visto que Locatelli costumava fotografar-se nas posições de Cristo, para depois dedicar-se aos quadros.

Na foto acima, o pintor busca a melhor posição para a tela que retrataria a queda de Jesus (a terceira estação, Pegadas de Sangue no Caminho da Dor). Abaixo , Locatelli simula o carregamento da cruz, traduzido na segunda estação (Cruz e Vilipêndios).

Locatelli simula a segunda estação: Cruz e Vilipêndios. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

Locatelli simula a segunda estação: Cruz e Vilipêndios. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

A segunda estação, Cruz e Vilipêndios. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

A segunda estação, Cruz e Vilipêndios. Foto: reprodução do livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti

Pintadas aleatoriamente entre 1958 e 1960 – Locatelli não seguiu a ordem das 14 estações –, as obras foram expostas inicialmente em Porto Alegre, para testar a receptividade do público. Como o artista baseou-se no livro A Paixão de Jesus Cristo Segundo o Cirurgião, do médico francês Pierre Barbet, ele temia que o realismo dramático do flagelo de Cristo chocasse os fieis mais conservadores de uma cidade do interior.

O vernissage no Espaço Mata-Borrão, no entanto, foi um sucesso, tranquilizando o artista a trazer as obras para a Serra. Em maio de 1960, o padre Eugênio Giordani (1910-1985), pároco de São Pelegrino, estava prestes a entregar à comunidade caxiense a obra máxima do pintor.

A inauguração

Antes de serem descerradas, em 22 de maio de 1960, as 14 estações permaneceram cobertas por semanas dentro da igreja, despertando a curiosidade dos fieis.

A solenidade, realizada na semana em que a Serra prestava homenagens a Nossa Senhora de Caravaggio, contou com a presença do bispo auxiliar de Caxias, Dom Cândido Maria Bampi, de Giordani e dos padres auxiliares Waldomiro Minella, Ruy Bosa e Sidney Zanettini, além de Locatelli e da esposa, Mercedes Biancheri.

O pintor faleceria apenas dois anos depois, em 3 de setembro de 1962, aos 47 anos, em decorrência de um câncer de pulmão.

Aldo Locatelli em 1959, enquanto entregava o primeiro prêmio de um concurso de desenho ao artista plástico Orevil Bellini, então desenhista da Metalúrgica Abramo Eberle. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Orevil Bellini, divulgação

Aldo Locatelli em 1959, enquanto entregava o primeiro prêmio de um concurso de desenho ao artista plástico Orevil Bellini, então desenhista da Metalúrgica Abramo Eberle. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Orevil Bellini, divulgação

Parte das informações acima constam no livro Locatelli no Brasil, de Luiz Ernesto Brambatti, lançado em 2008.

O autor Luiz Ernesto Brambatti, autor do livro Locatelli no Brasil: Foto: Daniela Xu, banco de dados, 12-06-2009

O professor Luiz Ernesto Brambatti, autor do livro Locatelli no Brasil. Foto: Daniela Xu, banco de dados, 12-06-2009

Comentários (1)

  • Isaias Klipp diz: 4 de janeiro de 2016

    Muito obrigado pelas informações. Danke!

Envie seu Comentário