Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O organista da Catedral Diocesana

24 de junho de 2014 7
Louseno Menegotto regendo o Coral Santa Tereza, em 1959, no palco do Cine Ópera. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Louseno Menegotto, divulgação

Louseno Menegotto regendo o Coral Santa Tereza, em 1959, no palco do Cine Ópera. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Louseno Menegotto, divulgação

Ex-aluno do Seminário Nossa Senhora Aparecida, o empresário Louseno Menegotto, 85 anos, é um entusiasta da música clássica. Tanto que recebeu um convite especial do bispo Dom José Barea (1893-1951) para tocar órgão na Catedral Diocesana de Caxias do Sul.

O apelo fez Menegotto desistir da futura ordenação a padre – a partir de 1951, ele atuou como organista, tocando em missas solenes, casamentos, batizados crismas e cerimônias de primeira comunhão.

Louseno Menegotto regendo o Coral Santa Tereza, em 1959, no palco do Cine Ópera. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Louseno Menegotto, divulgação

Louseno Menegotto regendo o Coral Santa Tereza, em 1959, no palco do Cine Ópera. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Louseno Menegotto, divulgação

Menegotto emociona-se ao recordar da morte do bispo, em novembro de 1951, quando foi responsável pelo fundo musical do velório durante 24 horas, revezando-se com a amiga Dyna Braghirolli. Sua afeição à música religiosa o fez ascender à regência do Coral Santa Tereza, pertencente à igreja.

Nas imagens acima, por exemplo, vemos Menegotto regendo o grupo no palco do antigo Cine Ópera, em 1959.

Louseno e seu clássico órgão, mantido em casa. Foto: Roni Rigon, agência RBS

Louseno e seu clássico órgão, mantido em casa. Foto: Roni Rigon, agência RBS

Louseno e seu clássico órgão, mantido em casa. Foto: Roni Rigon, agência RBS

Louseno e seu clássico órgão, mantido em casa. Foto: Roni Rigon, agência RBS

Atuação na área jurídica

Menegotto também foi professor de Ciências no Senai Nilo Peçanha e na rede estadual. Seu desejo de cursar Direito, juntamente com alguns amigos, inspirou a idealização da Faculdade em Caxias do Sul.

A proposta foi concretizada pelo médico Virvi Ramos, e Menegotto integrou a primeira turma de formandos. A colação de grau foi em março de 1964, no Cine Ópera.

A Faculdade de Direito foi uma das que impulsionaram a criação da Universidade de Caxias do Sul, em 1967. Na advocacia, Menegotto atuou com o conceituado Dilmo Sbravati.

Louseno integrou a primeira turma de formandos da Faculdade de Direito de Caxias do Sul, em 1964. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal

Louseno integrou a primeira turma de formandos da Faculdade de Direito de Caxias do Sul, em 1964. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal

Aventura nos ares

O espírito aventureiro fez de Menegotto um amante da aviação. Com um monomotor Cesna, chegou a voar até Campo Grande, num percurso direto, realizado em 4 horas e 20 minutos.

No verão, costumava deslocar-se para o litoral gaúcho com seu avião, quando os aeroportos de Capão da Canoa e Torres tinham pistas em grama. Abaixo, a família de Menegotto em Santa Maria, durante uma visita ao irmão Egídio Menegotto, em 1986.

Louseno Menegotto e a família em 1986. Foto: acervo pessoal, divulgação

Louseno Menegotto e a família em 1986. Foto: acervo pessoal, divulgação

Louseno Menegotto e a família em meados dos anos 1980, quando viajavam ao litoral gaúcho de monomotor. Foto: acervo pessoal, divulgação

Louseno Menegotto e a família em meados dos anos 1980, quando viajavam ao litoral gaúcho de monomotor. Foto: acervo pessoal, divulgação

Louseno Menegotto presidiu o aeroclube caxiense na gestão 1982/83.

As informações deste post são uma colaboração do repórter fotográfico Roni Rigon.

Comentários (7)

  • Ivan Zeni dos Santos diz: 24 de junho de 2014

    Grande Louzeno Menegotto! Homem de sete instrumento: organista, maestro, professor, técnico eletronico, aviador, advogado e empresário.
    Longa vida a essa figura que moldou a personalidade de muita gente em Caxias do Sul.

  • Liliana Menegotto Cassina diz: 24 de junho de 2014

    Lindo relato! Creio que as homenagens em feitas em vida trazem muito mais realsimo à história de vida de uma pessoa. Parabéns Rodrigo Lopes e Roni Rigon e agradeço em meu nome e da nossa familia!!

  • André Detanico diz: 24 de junho de 2014

    Tio Zeno, para nós sobrinhos, sempre muito alegre e disposto para uma nova aventura. Muitos passeios com a gurizada, sobrevoando a cidade e arredores. Forte abraço.

  • Cristiane Menegotto diz: 24 de junho de 2014

    Que orgulho de ser sobrinha e poder chamar essa pessoa prá lá de especial de Meu Tio! Linda a homenagem! Que ele ainda tenha muitos anos de vida pra compartilhar seus sabios conhecimentos com quem tem o privilégio de conhece-lo.

  • José Luiz A.Brandalise diz: 31 de agosto de 2014

    Como descreveram acima com o coração, foi Meu Professor no SENAI. Um abraço do aluno.

Envie seu Comentário