Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Alvaro Franzoi e a paixão por voar

10 de julho de 2014 0
A fachada da Planasa junto ao aeroporto, em meados dos anos 1980. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

A fachada da Planasa junto ao aeroporto, em dezembro de 1985. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

Alvaro Franzoi (31/8/1956-15/8/1992) foi um entusiasta dos esportes radicais em Caxias do Sul. Visionário, projetou equipamentos de voo livre em uma época em que eles ainda eram pouco difundidos no Brasil. Por volta de 1977, juntamente com o amigo Marciano Tonet, criou uma asa delta confeccionada com tecido de guarda-chuva.

A partir daí, veio a necessidade de achar um local para os saltos – foi quando a dupla descobriu e começou a movimentar o local que, a partir de 1988, ficaria conhecido como o Clube Ninho das Águias de Voo Livre, em Nova Petrópolis.

Franzoi em 1983. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

O empresário Alvaro Franzoi em dezembro de 1985. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

Franzoi também conciliou o espírito aventureiro com o empreendedorismo. Formado em Engenharia Mecânica, constituiu, em 1983, a empresa Planasa, especializada na produção de ultraleves. A Planasa iniciou suas operações num hangar do aeroporto de Caxias do Sul (fotos), onde Franzoi e Tonet passaram a desenvolver os equipamentos com recursos e tecnologia própria.

Conforme a irmã Flávia Franzoi D’ Arrigo, o motor era adquirido da empresa Agrale – nos primeiros projetos foram utilizados os importados da Kawasaki.

O interior da Planasa, à época em que funcionava junto ao aeroporto. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

O interior da Planasa, à época em que funcionava junto ao aeroporto, em 1985. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

O ambiente do aeroporto propiciava os testes dos ultraleves e suas permanentes inovações. Porém, devido a questões administrativas e com o projeto de instalar uma linha comercial, na metade dos anos 1980, a empresa foi transferida para um pavilhão particular.

Franzoi recebe os cumprimentos do então governador Jair Soares, em 1983. Foto: José Ernesto Carvalho, banco de dados/Pioneiro

Franzoi recebe os cumprimentos do então governador Jair Soares, em 1983. Foto: José Ernesto Carvalho, banco de dados/Pioneiro

Franzoi e o governador Jair Soares

Entre os momentos marcantes na vida de Alvaro Franzoi destaca-se a visita que o governador Jair Soares fez ao aeroporto, em 1983. Na ocasião, Soares conheceu a indústria e cumprimentou Franzoi pela iniciativa (foto acima).

Um ano depois, em 1984, o ultraleve dos caxienses foi premiado como melhor projeto nacional. Entre os voos de grande repercussão com o equipamento estiveram os percursos de Caxias/Garopaba, Itaimbezinho e Lajeado/Curumin.

Ironicamente, Franzoi morreu durante a queda de um ultraleve em Garibaldi, em 1992, aos 35 anos.

As informações acima são uma colaboração do repórter fotográfico do Pioneiro Roni Rigon.

Envie seu Comentário