Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Transporte coletivo na década de 1970

16 de julho de 2014 0
Ônibus da Linha Kayser/São Ciro trafegando pela Rua Sinimbu, na quadra entre as ruas Garibaldi com Visconde de Pelotas. Foto: reprodução

Ônibus da Linha Kayser/São Ciro trafegando pela Rua Sinimbu, na quadra entre as ruas Garibaldi com Visconde de Pelotas. Foto: reprodução

A implantação do transporte público de Caxias do Sul teve início na década de 1930, quando os irmãos Germano e Vico Thompson disponibilizaram três ônibus para fazer o ITINERÁRIO entre as avenidas Rio Branco (defronte ao Quartel) e Júlio de Castilhos, no bairro Lourdes.

A partir dos anos 1950, o crescimento da cidade motivou permanentes investimentos no segmento. Em março de 1974, a imprensa local registrou algumas mudanças expressivas no itinerário e a ampliação da frota. Na Av. Júlio, por exemplo, ficou impedida a passagem dos coletivos.

Na imagem acima, percebe-se o ônibus da Linha Kayser/São Ciro trafegando pela Rua Sinimbu, na quadra entre as ruas Garibaldi com Visconde de Pelotas – como não havia corredor de ônibus no trecho, os carros estacionavam nos dois lados da via.

Congestionamento de ônibus já era frequente na década de 1970, na Pinheiro Machado, entre a Marquês do Herval e a Dr. Montaury. Foto: reprodução

Movimento de ônibus já era frequente na década de 1970, na Rua Pinheiro Machado, entre a Marquês do Herval e a Dr. Montaury. Foto: reprodução

Ônibus na Rua Pinheiro Machado

Desde meados dos anos 1970, a Pinheiro Machado competia com a Sinimbu no congestionamento de carros, caminhões e ônibus. Na foto acima, de abril de 1974, percebe-se quatro ônibus da empresa Expresso Caxiense – os veículos, produzidos pela Mercedes-Benz, foram adquiridos em dezembro de 1965.

A linha entre os bairros Kayser e São Ciro era a de maior distância, com extensão de 12 quilômetros. Conforme dados estatísticos da época, a população estava estimada em 120 mil habitantes, e 68 ônibus atendiam ao público.
A Secretaria de Transportes registrava a existência de 20 mil carros no município – 40 anos depois, são 290 mil.

Frota renovada

Em 1965, a Expresso Caxiense já era reconhecida nacionalmente pelo investimento em veículos modernos e confortáveis. Nove anos depois, desencadeou um novo processo para renovação da frota.

Os novos ônibus da frota, produzidos pela caxiense Marcopolo, em 1974. Foto: reprodução

Os novos ônibus da frota, produzidos pela caxiense Marcopolo, em 1974. Foto: reprodução

Desta vez, os veículos produzidos pela caxiense Marcopolo mudaram a paisagem da cidade. Com linhas retas e janelas mais amplas, propiciando boa ventilação, os modelos Veneza caracterizaram um novo conceito na história da mobilidade urbana.

A Viação Santa Tereza (Visate) assumiu a concessão em fevereiro de 1986.

As informações deste post são uma colaboração do repórter fotográfico do Pioneiro Roni Rigon.

Envie seu Comentário