Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Otávio Rocha celebra a história

23 de julho de 2014 0
Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

A subprefeitura e o grupo escolar de Otávio Rocha em meados dos anos 1960. Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

Os 90 anos da elevação de Otávio Rocha a distrito de Flores da Cunha, em 1924, também marcam a programação da 41ª Festa da Colônia, neste final de semana, dias 25, 26 e 27 de julho. É a chance de conferir não apenas a gastronomia e os pontos turísticos, mas um pouco da história da localidade.

Conforme o pesquisador Floriano Molon, natural do distrito e autor de diversos livros sobre a cultura local, o atual distrito de Otávio Rocha tem origem na chegada de dezenas de imigrantes italianos a partir de 1882.

Vindos em sua grande maioria da Província de Vicenza, eles se estabeleceram na 10ª Légua da Colônia Caxias – o atual núcleo urbano nasceu espontaneamente, sem estar previsto nas demarcações, tendo como centro o Travessão Marcolino Moura.

Com o tempo, a pequena aldeia recebeu o nome de Marcolina. Passou ainda a ser chamada de Nova Torino, mas o nome não prosperou. Com a emancipação de Caxias, em 1890, foram criados os distritos de Nova Trento (2º) e Nova Pádua (4º), a quem Marcolina pertenceu até 1924, quando da emancipação da atual Flores da Cunha.

Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

Abertura da safra do vinho em meados dos anos 1970. Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

O nome

Foi em 17 de maio de 1924, após muitas lutas, que os territórios de Nova Trento e Nova Pádua foram emancipados de Caxias. Um dos grandes incentivadores foi o político gaúcho Octávio Rocha, razão pela qual o primeiro intendente de Nova Trento, o capitão Joaquim Mascarello, quis homenageá-lo não com uma rua, como sugerido, mas com a denominação de um novo distrito. Assim, em 16 de junho de 1924 eram criados no novo município os distritos de Nova Pádua (2º) e Otávio Rocha (3º).

Abaixo, uma imagem de divulgação da 2ª Festa Colonial da Uva (Fecouva) de 1977, quando foi inaugurado o leão alado, monumento em homenagem ao imigrante vêneto, na Praça Regional da Uva. A coluna onde o leão está instalado foi desenhada pelo então prefeito Raymundo Paviani e destaca a frase:

“Leão alado de Veneza. Ao imigrante italiano, indomável conquistador dessa terra”.

Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

Foto: acervo pessoal de Floriano Molon, divulgação

O leão veziano na Praça Regional da Uva. Foto: banco de dados/Pioneiro

A festa

Saiba mais sobre a festa no site www.floresdacunha.rs.gov.br.

Envie seu Comentário