Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Histórias de São Pelegrino na Cafeteria Tres

26 de julho de 2014 0
Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Os fundadores Domingos Egydio Bernardi e Armando Tres nos primórdios do restaurante. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

A história da Cafeteria Tres mescla-se ao dia a dia do bairro São Pelegrino desde 1964. Há 50 anos, quando surgiu, o estabelecimento denominava-se Restaurante São Pelegrino e era administrado pelos cunhados Domingos Egydio Bernardi (1924-2002) e Armando Três, atualmente com 73 anos (na foto acima, à direita).

Para atender a fiel clientela, o restaurante contava ainda com a “mão” de Maria Bernardi e Iria Maria Busetti Tres na cozinha. O cardápio da casa oferecia almoços como a dobradinha (tripada), as massas temperadas com molho de tomate e a sopa de agnoline.

Localizado na Avenida Itália, próximo a rótula da Rio Branco, o ponto era parada obrigatória de visitantes da igreja São Pelegrino e turistas da Festa da Uva. Nas décadas de 1960 e 1970, por exemplo, os desfiles de carros alegóricos encerravam sua apresentação nas proximidades, fazendo com que diversos consumidores passassem no bar para comprar bebidas, pastéis, bolos, cucas e sanduíches.

Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Armando Tres (dentro do balcão) e um grupo de frequentadores no início dos anos 1970. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

O local costumava reunir ainda motoristas e cobradores do Expresso Caxiense, que paravam para beber um café e fazer lanches. Certa vez, frequentadores fizeram um bolão na loteria esportiva e ganharam o cobiçado prêmio – futebol e política também eram calorosamente debatidos por clientes e moradores próximos.

Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

A fachada do antigo restaurante, com a Avenida Itália ainda em mão dupla. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Armando Tres e sua caminhonete Dodge em 1968. Ao fundo, um ônibus do Expresso Caxiense, que fazia a linha Lourdes/Rio Branco. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Armando Tres (à frente) e o cliente e amigo Milton Knak em 1975. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Registro de clientes em frente ao restaurante durante a neve de 1965. Foto: acervo pessoal Família Tres, divulgação

Lembranças na parede

Em março de 2013, a Cafeteria Tres foi repaginada. Além do mobiliário, um painel traz duas dezenas de imagens, que exprimem parte da história do restaurante e aspectos do bairro São Pelegrino (ao lado).

Atualmente, Armando Tres e a esposa Iria trabalham com os filhos Jean Carlos e Cristiane Tres.

Foto: Roni Rigon

A Cafeteria Tres totalmente remodelada, com parte de sua história estampada na parede. Foto: Roni Rigon

As informações desta coluna são uma colaboração do repórter fotográfico do Pioneiro Roni Rigon.

Envie seu Comentário