Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Funcionários do Eberle no desfile da Semana da Pátria de 1942

02 de setembro de 2014 1
Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Desfile dos funcionários do Eberle pela Rua Sinimbu em setembro de 1943. Repare no novo prédio da metalúrgica sendo erguido (ao fundo). Esquina da Sinimbu com a Marquês concentrava a Casa Minghelli, o antigo Hotel Bela Vista e a Adega Pezzi, ao lado do Bispado. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A semana que antecede o Sete de Setembro é tempo de lembrar da participação de empresas como a Metalúrgica Abramo Eberle e a Gazola Travi nos desfiles cívicos, especialmente durante a Segunda Guerra Mundial, quando a forte onda de patriotismo espalhou-se pelo país.

Na imagem acima, de setembro de 1943, vemos o momento da passagem dos funcionários do Eberle pela Rua Sinimbu, defronte à Catedral, com as antigas Casa Minghelli e Adega Pezzi ao fundo, além do novo prédio da metalúrgica sendo construído.

Nas fotos abaixo, dois momentos de setembro de 1942, um mês após o governo brasileiro declarar guerra à Alemanha nazista e a Itália fascista. O desfile dos trabalhadores do Eberle integrou a programação de festejos, que incluiu também o cortejo das forças armadas, de entidades comerciais e industriais, clubes esportivos e colégios.

Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O largo defronte à Catedral e à Praça Ruy Barbosa recebe o desfile da Metalúrgica Abramo Eberle, em setembro de 1942. Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Desfile dos funcionários do Eberle durante a Semana da Pátria de 1942. Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

As imagens acima destacam ainda duas construções emblemáticas que a cidade perdeu nos anos 1980: o Hotel Menegotto (na foto acima, à esquerda) e o palacete da família Raabe (com a cúpula), na esquina da Sinimbu com a Borges de Medeiros (ao fundo).

Discursos na Praça

Conforme relatos do Pioneiro de setembro de 1942, a cerimônia teve discursos do padre Eugênio Giordani, do Coronel Alcindo Nunes Pereira, comandante do pioneiro 9º Batalhão de Caçadores (hoje 3º Grupo de Artilharia Antiaérea), do jovem acadêmico Jorge Sehbe e do prefeito Dante Marcucci.

O palanque oficial estava localizado próximo à Estátua da Liberdade, na então Praça Ruy Barbosa.

Um incêndio

Em 1952, a Casa Minghelli, que aparece em todas as fotos deste post, foi destruída por um incêndio iniciado na Ferragem Caxiense, localizada na Rua Sinimbu. Confira acima um vídeo com imagens raras da época. Elas foram captadas por Oscar Boz e integram o acervo do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

Leia mais sobre o incêndio clicando AQUI.

Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Desfile cívico dos funcionários do Eberle durante a Semana da Pátria de 1940, 12 anos antes de a esquina sofrer o incêndio. Fogo começou na antiga Ferragem Caxiense (prédio mais ao fundo, com a fachada de concreto). Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Comentários (1)

  • Adauto Celso Sambaquy diz: 2 de setembro de 2014

    Rodrigo, o seu trabalho está conseguindo fazer com quem viveu nesse tempo possa retornar ao passado e reviver uma Caxias em crescimento, sem a violência dos dias de hoje. Parabéns por trazer um pouco daquilo que vivemos para os dias atuais. Eu era criança nessa época, e lembro dessa rua, pois passava todos os dias por ela. Morava na Alfredo Chaves, entre a Júlio e a Sinimbú. As aulas de catequese eram na Igreja Matriz e nós brincávamos nas escadarias da catedral, antes e depois delas. Muita saudade de tudo isso. Obrigado mais uma vez.

Envie seu Comentário