Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Auditório da Rádio Caxias: um palco de estrelas nos anos 1950 e 1960

08 de setembro de 2014 0
Emilinha Borba e Nestor Gollo nos primórdios da Rádio Caxias, em 1946, junto ao prédio do Recreio Guarany. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

A cantora Emilinha Borba e o locutor Nestor Gollo nos primórdios da Rádio Caxias, em 1946, ainda junto ao prédio do Recreio Guarany. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Além da cobertura esportiva e de fatos do cotidiano, a RÁDIO CAXIAS foi responsável por trazer dezenas de artistas da era de ouro do rádio nacional à cidade a partir de 1946, quando foi inaugurada.

Já na primeira sede, junto ao Recreio Guarany, na Av. Júlio de Castilhos, a emissora costumava abrir seus estúdios para cantores consagrados e iniciantes. Mas foi com a transferência da Caxias para o primeiro andar do Edifício Kalil Sehbe (City Hotel), na esquina da Júlio com a Borges de Medeiros, em 1950, que o novo auditório se consolidou.

Sob o comando do diretor Nestor Rizzo, um apaixonado por jazz e música popular brasileira, a rádio patrocinou a vinda de nomes do quilate de Angela Maria, Emilinha Borba, Agostinho dos Santos, Leny Eversong, o rei do bolero Gregorio Barrios, o conjunto vocal Os Namorados da Lua, a acordeonista Adelaide Chiozzo, os crooners Francisco Egídio e Bob Barlow e uma penca de outros artistas.

Os Cantores Mario Rossi e Estelita Bell apresentam-se no auditório da Rádio Caxias, junto ao antigo City Hotel, na década de 1950. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Os cantores Mario Rossi (autor do bolero Que Será) e Estelita Bell, acompanhados de um grupo de violinistas, apresentam-se no auditório da Rádio Caxias, junto ao antigo City Hotel, na década de 1950. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Os cantores Mario Rossi e Estelita Bell apresentam-se no auditório da Rádio Caxias, junto ao antigo City Hotel, na década de 1950. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Os cantores Mario Rossi e Estelita Bell apresentam-se no auditório da Rádio Caxias, junto ao antigo City Hotel, na década de 1950. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Cantor Agostinho dos Santos, a voz do filme Orfeu Negro (1959), passou pela rádio em 1962. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Cantor Agostinho dos Santos, a voz do filme Orfeu Negro (1959) e dos clássicos Manhã de Carnaval e A Felicidade, passou pela rádio em 1962. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Rei do bolero nas décadas de 1940 e 1950, o ator e cantor espanhol Gregorio Barrios também circulou pela Rádio Caxias no início da década de 1950. Foto:  Ary Cavalcanti, Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Rei do bolero nas décadas de 1940 e 1950, o ator e cantor espanhol Gregorio Barrios também circulou pela Rádio Caxias no início dos anos 1950. Foto: Ary Cavalcanti, Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

A acordeonista Adelaide Chiozzo e a cantora Eliana apresentam-se no Cine Real em 1948, a convite da Rádio Caxias.  Foto: Studio Tomazoni Caxias,  Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Depois de passar pela Rádio Caxias, a acordeonista Adelaide Chiozzo e a cantora Eliana apresentaram seu repertório de músicas caipiras e regionalistas no Cine Teatro Real, em 1948. Foto: Studio Tomazoni Caxias, Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Na rádio, nos clubes e cinemas

Além de visitar a emissora, os cantores costumavam emendar apresentações no Clube Juvenil, no Recreio da Juventude e nos cinemas Ópera e Real, que dispunham de palco.

Nas fotos abaixo vemos Angela Maria, então no auge do sucesso, sendo aplaudida por Nestor Rizzo. A dupla apresentação da Sapoti ocorreu em 7 de dezembro de 1957. Primeiro, no Cine Teatro Ópera. Depois, num baile promovido pelo Clube Juvenil na mesma noite, quando a cantora soltou o vozeirão acompanhada pelo Conjunto Melódico de Norberto Baldauf e pelo lendário violonista carioca Manuel da Conceição, o Mão de Vaca.

O êxito dos shows motivou um convite da direção da Rádio Caxias para que Angela voltasse à cidade durante a Festa da Uva de 1958, dali a três meses. Mas a cantora já estava com uma turnê internacional marcada no período da Festa: o roteiro englobaria países como Portugal, França e Itália.

Leia mais sobre a trajetória do empresário Nestor Rizzo clicando AQUI.

Nestor Rizzo aplaude a cantora Angela Maria, um dos maiores fenômenos da era de ouro do rádio, durante apresentação no Clube Juvenil, em 1957. Foto: Studio Geremia, coleção particular de Hildo Boff, divulgação

Nestor Rizzo aplaude a cantora Angela Maria, um dos maiores fenômenos da era de ouro do rádio, durante apresentação no Clube Juvenil, em dezembro de 1957. Foto: Studio Geremia, coleção particular de Hildo Boff, divulgação

Angela Maria no memorável show realizado em dezembro de 1957, no Clube Juvenil.  Foto: Studio Geremia, coleção particular de Hildo Boff, divulgação

Angela Maria no memorável show realizado em dezembro de 1957, no Clube Juvenil. Foto: Studio Geremia, coleção particular de Hildo Boff, divulgação

Cantor de marchinhas carnavalescas e crooner de Nat King Cole, Francisco Egídio passou pela Rádio Caxias e apresentou-se no Clube Juvenil em abril de 1962, acompanhado por Nestor Rizzo. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias

Famoso cantor de marchinhas carnavalescas e crooner de Nat King Cole e Lupicínio Rodrigues, Francisco Egídio passou pela Rádio Caxias e apresentou-se no Clube Juvenil em abril de 1962, acompanhado por Nestor Rizzo. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Cantor Bob barlow visita a Rádio Caxias em dezembro de 1946, quando a rádio ainda funcionava junto ao Recreio Guarany. Na foto, ele é cumprimentado pelo diretor Nestor Rizzo. Foto: Reno Mancuso, Banco de Memória da Rádio Caxias , divulgação

Cantor norte-americano Bob Barlow, ícone das orquestras dos anos 1940, visita a Rádio Caxias em dezembro de 1946, quando a emissora ainda funcionava junto ao Recreio Guarany. Na foto, ele é recebido pelo diretor Nestor Rizzo (ao centro). Foto: Reno Mancuso, Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Emilinha Borba visita os estúdios da Rádio Caxias, em 1946, ainda quando a emissora funcionava junto ao prédio do Recreio Guarany. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Emilinha Borba visita os estúdios da Rádio Caxias em 1946, ainda quando a emissora funcionava junto ao prédio do Recreio Guarany. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Nestor Rizzo apresenta uma jovem cantora no Clube Juvenil no início dos anos 1960. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Nestor Rizzo apresenta uma jovem cantora no Clube Juvenil, no início dos anos 1960. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Momentos marcantes

Abaixo, dois registros da solenidade de inauguração do novo auditório, em 8 de dezembro de 1950, no prédio do City Hotel.

Na primeira foto, da esquerda para a direita, vemos o bispo Dom José Barea, o padre Ernesto Brandalise, o empresário Júlio João Eberle, o padre Eugênio Giordani, o diretor Nestor Rizzo (ao microfone), o juiz Eduardo Caravantes, o promotor D’Arrigo, o jornalista Nestor Gollo e os convidados Guilherme Do Valle Tönniges, Pery Paternoster e Paulo Salgado.

A inauguração do auditório da Rádio Caxias em 8 de dezembro de 1950, no prédio do City Hotel. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

O diretor Nestor Rizzo (ao microfone) comanda a solenidade de inauguração do auditório da Rádio Caxias em 8 de dezembro de 1950, no prédio do City Hotel. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Bispo Dom José Barea discursa durante a inauguração do auditório da Rádio Caxias em 8 de dezembro de 1950, no prédio do City Hotel. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Bispo Dom José Barea discursa durante a inauguração do auditório da Rádio Caxias em 8 de dezembro de 1950, no prédio do City Hotel. Foto: Ary Cavalcanti, banco de memória da Rádio Caxias, divulgação

Aniversário de 16 anos em 1962

A seguir, uma sequência da cantora Leny Eversong, que se apresentou no Cine Teatro Ópera e no Clube Juvenil em 1962, por ocasião do aniversário de 16 anos da rádio.

Dona de uma voz de contralto poderosa, a imensa Leny impactava as plateias cantando em vários idiomas: inglês, espanhol, francês e italiano. Nos anos 1950 e 1960, também era presença constante em grandes teatros e cassinos de Las Vegas, Nova York e Paris.

A cantora Leny Eversong (ao lado do empresário Maurício Sirotsky, à esquerda) apresenta-se no Cine Teatro Ópera em 1962, por ocasião do aniversário da Rádio Caxias. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

A cantora Leny Eversong (com o empresário Maurício Sirotsky, à esquerda) apresenta-se no Cine Teatro Ópera em 1962, por ocasião do aniversário de 16 anos da Rádio Caxias. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

A cantora Leny Eversong (ao lado do empresário Maurício Sirotsky, à esquerda) apresenta-se no Cine Teatro Ópera em 1962, por ocasião do aniversário da Rádio Caxias. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

A cantora Leny Eversong (ao lado do empresário Maurício Sirotsky, à esquerda) apresenta-se no Cine Teatro Ópera em 1962, por ocasião do aniversário de 16 anos da Rádio Caxias. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

O Cine Teatro Ópera lotado para conferir a apresentação de Leny Eversong, em 1962.  Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

O Cine Teatro Ópera lotado para conferir a apresentação de Leny Eversong, em 1962. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Leny Eversong solta o vozeirão no Clube Juvenil, em 1962.  Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Leny Eversong solta o vozeirão no Clube Juvenil, em 1962. Foto: Banco de Memória da Rádio Caxias, divulgação

Agradecimento especial

As imagens e informações deste post só foram possíveis graças à colaboração de Alessandro Valim (Rádio Caxias), Elenira Prux (Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami), Ricardo Boff (fotos da cantora Angela Maria) e Eduardo Reis (Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul).

Envie seu Comentário