Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Parque dos Macaquinhos: ontem e hoje

25 de setembro de 2014 0
Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O parque captado durante a Festa da Uva de 1972, a última a ser realizada no pavilhão da Rua Alfredo Chaves. Mais ao fundo, as estruturas redondas junto ao terreno do antigo Super Cesa, depois levadas para Esteio. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O lançamento do livro CRIME E MISTÉRIO NO PARQUE DOS MACAQUINHOS, cuja trama é ambientada nos anos 1960, motiva comparações sobre a evolução (ou não) do parque nessas cinco décadas.

Com ou sem lago? Com árvores menores e mais visibilidade ou tomado de vegetação exuberante? Com patos, peixes, tartarugas e macacos ou belos jardins? Com pedalinhos para crianças ou canchas de jogos? Qual parque você prefere?

Confira as fotos e deixe suas lembranças no blog.

Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Os dois antigos lagos do parque, num registro de 1972. O maior (à frente, com a ilha) e o menor (nos fundos, próximo ao antigo pavilhão da Festa da Uva). Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

As escadarias da Rua Os Dezoito do Forte e o parque ao fundo, em meados dos anos 1960. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Início dos anos 1960: uma vista das alamedas internas do parque, próximo ao prédio da prefeitura (ao alto) e à Rua Dom José Barea (à direita). Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Início dos anos 1960: o lago menor, com os degraus que formavam a clássica queda d’ água nos fundos do parque (ao centro). Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação, e Roni Rigon

Ontem e hoje: mais verde, menos vista e mais prédios. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação, e Roni Rigon

Envie seu Comentário