Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Equipes do Grêmio Atlético Eberle em 1946

22 de outubro de 2014 3
O time de esgrima do Grêmio Atlético Eberle em 1946, com os então diretores Nadir Basso (segundo à esquerda) e Waldir Fasoli (terceiro à esquerda). Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A equipe de esgrima do Grêmio Atlético Eberle em 1946, com os então diretores Nadir Basso (segundo à esquerda) e Waldir Fasoli (terceiro à esquerda). Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Enquanto o projeto que prevê a recuperação do prédio central da Metalúrgica Abramo Eberle não é aprovado na Câmara de Vereadores, seguimos relembrando de partes dessa trajetória, iniciada ainda em 1896. As comemorações dos 50 anos da empresa, em abril de 1946, por exemplo, destacaram uma série de atividades durante boa parte daquele mês.

Além da inauguração da Praça Vestibular Abramo Eberle (defronte ao Imigrante) e de um concerto da Orquestra Sinfônica de Caxias no então Cine Teatro Guarany, a programação abriu espaço para a participação dos vários departamentos do Grêmio Atlético Eberle (GAE). Entre eles, os times de basquete, vôlei e esgrima.

Conforme informações publicadas no jornal O Momento, no dia 14 de abril de 1946 ocorreram um jogo de vôlei entre as equipes do Eberle e do Senai, uma exibição de esgrimistas e uma partida de basquete contra os alunos do Ginásio do Colégio Nossa Senhora do Carmo.

A equipe do então Departamento de Cestobol (basquete, em pé), que em maio de 1946 enfrentou o time do Colégio Nossa Senhora do Carmo (agachado). Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A equipe do então Departamento de Cestobol (basquete, em pé), que em maio de 1946 enfrentou o time do Colégio Nossa Senhora do Carmo (agachado). Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

As imagens

A partir de informações do leitor Romeu Rossi, identificamos, na foto dos esgrimistas, os então diretores do Departamento de Esgrima Nadir Basso (segundo à esquerda) e Waldir Fasoli (terceiro à esquerda) – Basso sagrou-se campeão do torneio interno realizado por ocasião do cinquentenário da empresa. A equipe do Eberle, inclusive, chegou a disputar o Campeonato Gaúcho de Esgrima de 1949 na Sogipa, em Porto Alegre.

Abaixo, um desfile dos jogadores de futebol pela Rua Sinimbu, defronte à Catedral.

O time de futebol do Gremio Atlético Eberle durante um desfile pela Rua Sinimbu, defronte à Catedral Diocesana. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O time de futebol do Gremio Atlético Eberle durante um desfile pela Rua Sinimbu, defronte à Catedral Diocesana. Foto: Studio Geremia, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A fundação

A origem do Grêmio Atlético Eberle remete ainda 1934, quando foi fundado o Grêmio Esportivo Fluminense. Quatro anos depois, em 1938, a direção da metalúrgica decidiu dar maior ênfase ao futebol e proporcionar um espaço de lazer a seus funcionários. Abramo optou, então, por incorporar o Fluminense à empresa, alterando sua denominação.

Fundado em fevereiro de 1938, o Grêmio Atlético Eberle congregava centenas de funcionários nas mais diversas modalidades culturais e desportivas. Além do futebol, dispunha de departamentos de basquete, vôlei, ciclismo, natação, boxe, bolão, bocha, ping-pong, xadrez e atletismo.

Divulgação

Os torneios citadinos e as competições internas, com times masculinos e femininos, também costumavam receber ampla divulgação na coluna Ponta de Lança, do Boletim Eberle.

As três imagens deste post foram gentilmente disponibilizadas pelo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

Comentários (3)

  • Ricardo Fabris de Abreu diz: 22 de outubro de 2014

    Parabéns pelas matérias. Imagens raras, trabalho primoroso de informação e resgate do passado que muito honra a nossa cidade.

  • Adauto Celso Sambaquy diz: 22 de outubro de 2014

    Parabéns pelas matérias. Apesar de ter de anos de idade, na época das foto, observo que no time de basquete, o quarto agachado (da esquerda para a direita) é o Picolli e no time de futebol o goleiro, se não me falha a memória é o Chiaradia e o da primeira fila, no centro é o Decio Nabinguer.
    Foi um tempo muito alegre e divertido em Caxias, onde a gente conhecia muitas pessoas e convivia com elas.
    Excelente o seu trabalho. Precisas contar a história do futebol de mesa caxiense, pois foi de fundamental importância para o Brasil inteiro.
    Abraço do seu leitor.

  • Adauto Celso Sambaquy diz: 22 de outubro de 2014

    completando a primeira frase: dez anos de idade….

Envie seu Comentário