Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

José Zugno e os primórdios da Feira do Agricultor em 1979

29 de outubro de 2014 4
José Zugno (a esquerda de óculos) juntamente com outros coordenadores da feira, Luiz Filippe, Gilberto Capelini e Ercílio Covolan, nos primeiros anos da Feira do Agricultor,em  2 de dezembro de 1981. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

José Zugno (a esquerda de óculos) juntamente com os outros coordenadores da feira, Armando Luiz Filippe, Gilberto Capelini e Ercílio Covolan, nos primeiros anos da Feira do Agricultor,em 2 de dezembro de 1981. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

Há 35 anos tinha início na pacata Rua Hércules Galló, defronte ao Estádio Alfredo Jaconi, a Feira do Agricultor de Caxias do Sul. E uma solenidade especial na Câmara de Vereadores, hoje à noite, recorda dos primórdios dessa iniciativa, que buscava beneficiar os pequenos produtores rurais, fomentar a agricultura familiar e levar hortifrútis a preços mais em conta ao consumidor.

A primeira edição ocorreu na manhã de 23 de novembro de 1979, com pequeno público e não mais do que nove feirantes – dos 50 que haviam se inscrito. O início não parecia muito promissor. Eram apenas duas feiras, uma na Hércules e outra na então Vila Kayser.

Idealizador da Feira do Agricultor,  José Zugno foi o engenheiro agrônomo mais atuante de Caxias do Sul, desde o final da década de 1940 até falecer, em 2007. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

Idealizador da Feira do Agricultor, José Zugno foi o engenheiro agrônomo mais atuante de Caxias do Sul, desde o final da década de 1940 até falecer, em 2008. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

Responsável pela feira, o engenheiro agrônomo José Zugno (1924-2008) profetizou em seu discurso: “A Feira começa pequena como convém às coisas que pretendem crescer e se tornar permanentes”. Dito e feito. Em poucos meses, eram cinco feiras, uma por dia em locais diferentes, funcionando das 6h às 9h e oferecendo produtos até 150% mais baratos do que os preços praticados no comércio em geral – aumentando os ganhos dos agricultores com a venda direta e à vista.

Crescia o número de feiras, crescia também o número de consumidores. Um ano depois, em 1980, já eram 70 produtores participantes, inclusive de municípios vizinhos. Conforme publicado em jornais da época, no primeiro ano foram realizadas 310 feiras e movimentados 1,7 milhão de quilos de hortifrutigranjeiros. O segundo ano contabilizou mais de 5 milhões de quilos e 557 edições.

A grande diversidade de produtos comercializados, um dos maiores atrativos, também era fruto do trabalho da Diretoria de Fomento Agrícola – iniciada por José Zugno no final dos anos 1940 de forma pioneira no país, numa época em que ainda não existiam órgãos governamentais de assistência rural.

Feiras mobilizavam agricultores e  comunidades dos bairros. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

No final dos anos 1970, José Zugno foi o maior articulador das feiras, que mobilizavam agricultores e beneficiavam as comunidades dos bairros. Foto: acervo pessoal de José Zugno, divulgação

José Zugno em sua biblioteca particular, em 2007. Foto: Juan Barbosa, banco de dados/Pioneiro

José Zugno em sua biblioteca particular, em 2007. Foto: Juan Barbosa, banco de dados/Pioneiro

A implantação

A criação das feiras constava no programa do prefeito eleito Mansueto Serafini Filho quando candidato, em 1976. Ao reassumir a Secretaria Municipal da Agricultura, o agrônomo José Zugno foi incumbido da implantação do formato. À época, a cidade contava com uma população de 230 mil habitantes na zona urbana e 25 mil na zona rural.

Além de Zugno, trabalharam na organização das feiras o professor Leopoldo Claus, então secretário dos Serviços Públicos Urbanos, a professora Suzana Hexel, do escritório local da Emater, e Laís Kuser e Ercílio Covolan, assessores da Secretaria de Agricultura.

A inauguração da Feira do Agricultor em 23 de novembro de 1979, na Rua Hércules Galló, com a presença do prefeito Mansueto Serafini Filho (ao centro) e do engenheiro agrônomo José Zugno (à direita). Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

A inauguração da Feira do Agricultor em 23 de novembro de 1979, na Rua Hércules Galló, com a presença do prefeito Mansueto Serafini Filho (segundo a partir da direita) e do engenheiro agrônomo José Zugno (primeiro à direita). Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

A Rua Hércules Galló recebeu os primeiros feirantes, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

A Rua Hércules Galló recebeu os primeiros feirantes, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

Os primeiros consumidores em 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

Os primeiros consumidores em 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

Um flagrante de um filho de agricultores em meio às caixas de frutas e verduras, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

Um flagrante de um filho de agricultores em meio às caixas de frutas e verduras, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

O ex-vice prefeito e ex-diretor da Madezatti Idorly Zatti (falecido em 2007) adquirindo produtos na primeira feira, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

O ex-vice prefeito e ex-diretor da Madezatti Idorly Zatti (falecido em 2007) adquirindo produtos na primeira feira, em 23 de novembro de 1979. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

Um  dos primeiros

Na imagem abaixo, a carteirinha do produtor Antonio Zanol, de Santa Lúcia do Piaí, um dos primeiros participantes. Zanol, 85 anos, foi feirante durante 33 anos e deixou o trabalho em 2012.

As informações desta coluna são uma colaboração dos leitores Vera Mari Damian e Ricardo Zugno, filho de José Zugno.

A carteira de Antonio Zanol, um dos pioneiros feirantes. Foto: vera Mari Damian, divulgação

A carteira de Antonio Zanol, um dos pioneiros feirantes. Foto: vera Mari Damian, divulgação

No Pioneiro de 1979

Reportagem do Pioneiro de 24 de novembro de 1979 destacava a primeira edição, realizada na Rua Hércules Galló. Foto: reprodução

Reportagem do Pioneiro de 24 de novembro de 1979 destacava a primeira edição, realizada na Rua Hércules Galló. Foto: reprodução

As antigas Feiras Livres

Apesar de, oficialmente, a Feira do Agricultor ter iniciado em 1979, desde o final dos anos 1940 a cidade já contava com feiras livres, mais informais e sem o cadastro de agricultores. Elas ocorriam em um pavilhão localizado na esquina das ruas Sinimbu e Dr. Montaury (onde hoje localiza-se o prédio do Palácio da Polícia Civil) e no bairro São Pelegrino, no entrocamento da Rua Feijó Jr. com Sinimbu.

Leia mais sobre as antigas Feiras Livres clicando AQUI.

Leia mais sobre a inauguração do pavilhão Feiras Livres em 1948, com a bênção do bispo Dom José Barea, clicando AQUI.

A Feira do Agricultor hoje

Atualmente, a Feira do Agricultor ocorre em 41 pontos da cidade e conta com 171 feirantes cadastrados. As feiras ocorrem cinco dias por semana (terça a sábado).

Na Câmara de Vereadores

A homenagem aos 35 anos da Feira do Produtor, hoje à noite, é de autoria do vereador Raimundo Bampi (PSB), presidente da Comissão de Agricultura. O projeto foi aprovado no dia 7 de julho por unanimidade pelos vereadores. A placa da homenagem será recebida pelo presidente da Associação dos Feirantes de Caxias do Sul, Rogério Bridi.

Comentários (4)

  • José Zugno Filho diz: 29 de outubro de 2014

    Parabéns a todos q trabalharam e trabalham para a realização da Feira do Produtor : melhor para o produtor e para o consumidor ! Eu estava lá na inauguração e em muitas outras, pois acompanhava meu pai como motorista, capataz e fotógrafo. A ideia começou quando fomos a Feira de Santana (o guri aqui tinha uns 13 anos).

  • Giovanni diz: 29 de outubro de 2014

    Grande Vó, nossa muito legal conhecer a história de Caxias do Sul.
    Valeu!!!

  • Tereza Marta Zugno diz: 29 de outubro de 2014

    Parabéns Rodrigo / Pioneiro pela coluna e obrigada por nos trazer momentos históricos da nossa Caxias. Fico emocionada por tantas recordações. Parabéns a todos que fazem da Feira do Produtor uma realidade.

  • Neco Zugno diz: 30 de outubro de 2014

    Bela reportagem Rodrigo, parabéns. Produtor com maior rentabilidade; consumidor com melhor qualidade e economia. Todos saem ganhando. Bom recordar.

Envie seu Comentário