Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

20 anos depois, o Cine Ópera continua na memória...

09 de dezembro de 2014 0
Foto: Raul Ben, banco de dados/Pioneiro

Mobilização pela preservação do Cine Ópera em setembro de 1991. Foto: Antonio Galvão, banco de dados/Pioneiro

A mensagem na faixa da foto acima é emblemática daqueles tempos de luta pela preservação, mas perdeu todo o sentido na véspera do Natal de 1994, quando o Cine Ópera foi consumido pelas chamas. Vinte anos depois, pouco se esclareceu sobre o sinistro, porém muita gente ainda trabalha para eternizar o mais emblemático de todos os antigos cinemas de rua de Caxias do Sul.

O cineasta Robinson Cabral, 42 anos, é um entusiasta do Ópera: passou boa parte da infância e adolescência assistindo às clássicas matinés e sessões noturnas da sala, praticamente até seu fechamento, em 3 de janeiro de 1993 – quando foi exibido o derradeiro Drácula de Bram Stocker.

Remexendo o passado, mas de olho no futuro e na educação das novas gerações para o patrimônio histórico, Cabral desde 2012 molda o documentário Cine Ópera – Memória e Identidade, cujo trailer será oficialmente apresentado hoje à noite, na Sala Ulysses Geremia, no lançamento do projeto Cine Memória.

Confira abaixo:

A produção, que estreia em 10 de fevereiro de 2015, é uma emocionante viagem por tudo o que o cinema representou para a comunidade caxiense, em seus aspectos culturais, sociais e comportamentais – desde o pioneiro Cine Theatro Apollo, inaugurado em 1921, até a abertura já com a denominação Cine Ópera, em 1952, culminando com seu triste ocaso e transformação em estacionamento.

Confira anúncios antigos de filmes que passaram no Ópera clicando AQUI.

Foto: Carla Pauletti, banco de dados/Pioneiro

A derradeira sessão do Ópera, em 3 de janeiro de 1993, um ano antes do incêndio. Foto: Carla Pauletti, banco de dados/Pioneiro

O filme destaca ainda depoimentos, fotos e imagens raras coletadas na década de 1980 pelo projeto Imagens da Cidade, da Universidade de Caxias do Sul, então sob a coordenação de Luiza Iotti, Juventino Dal Bó e Maurício Moraes.

Confira mais detalhes em cineopera.blogspot.com.br e na página do documentário no Facebook.

Foto: Raul Ben, banco de dados/Pioneiro

Agosto de 1991: o clássico letreiro em forma de pauta musical com a clave de sol. Foto: Antonio Galvão, banco de dados/Pioneiro

Websérie na Internet

O documentário Cine Ópera – Memória e Identidade será exibido dias 10 e 11 de fevereiro na íntegra na Sala Ulysses Geremia. Conforme o diretor Robinson Cabral, a produção também vai virar websérie na internet – com prólogo, sete atos e epílogo. A exibição começa a partir do dia 12 de fevereiro, em capítulos semanais.

Confira imagens do abraço ao Ópera em 1991 clicando AQUI.

Confira outras imagens antigas do Cine Ópera clicando AQUI.

Envie seu Comentário