Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Em busca do Vasco Prado desaparecido

27 de abril de 2015 3

O pavilhão da Festa da Uva em 1958, com o painel desaparecido de Vasco Prado à direita. Foto: Studio Geremia, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

A coluna da última quarta-feira, sobre o sumiço de um dos painéis de Vasco Prado do antigo pavilhão da Festa da Uva – durante as reformas para abrigar a prefeitura, em 1974 –, mobilizou internautas e leitores.

Entre tantos questionamentos, focamos no principal: “um patrimônio da cidade, pago pelo poder público, portanto, pelos cidadãos, não pode simplesmente desaparecer da fachada de um prédio”.

Quarenta anos depois, o episódio motiva uma campanha da coluna: você tem informações sobre o destino da obra? Recorda da época em que ela foi retirada?

Na imagem acima, do final dos anos 1950, vemos o prédio e o segundo painel captados a partir das imediações do portão principal da chácara dos Eberle, quando a Rua Santos Dummont ainda não havia sido aberta. O pórtico, aliás, é um dos poucos elementos originais da chácara ainda visíveis da Rua Alfredo Chaves.

Clique na imagem para ampliar e visualize o painel no fundo, à direita.

Comentários (3)

  • Vini diz: 27 de abril de 2015

    Rodrigo, em uma cidade onde os próprios moradores não sabem o que é história, ou nem dão valor (vai além do pisar na uva), difícil preservar alguma coisa. Porque quem preserva, é alguém que já possui conhecimento sobre o assunto. Já temos pouca referência no nosso patrimônio, poucas praças, parques, árvores, museus. Esse tipo de arte não é descartável, não é lixo e nem pra ser jogada num porão sem cuidados e ser tomada como particular. A arte como um bem público (e não privado) é pra ser compartilhado com todos porque a obra foi confeccionada para a cidade e perde o sentido sem seu contexto. Quem tem o dever de dar o destino certo e preservar a obra somos todos nós.

  • Lucas Thimmig Diel diz: 27 de abril de 2015

    Bela foto do Bairro Exposição da década de 50. Parabéns Rodrigo pelo belo trabalho que vens fazendo no resgate da memória de nossas cidade. Lucas Thimmig Diel – Presidente da Associação dos Moradores do Bairro Exposição.

  • Caxias do Sul – Fotos Antigas diz: 27 de abril de 2015

    Rodrigo legal o levantamento desta questão.
    Já passados 40 anos deste “desaparecimento”, muitos desconhecem este fato.
    Poucos sabem ou lembram que haviam dois painéis de Vasco Prado ali no predio onde hoje é a prefeitura, e mesmo os mais atentos às fotos antigas desconhecem que este segundo painel já não está em nenhum lugar conhecido!
    A questão agora está levantada tbm na nossa página no facebook!
    E quem tiver pistas… COLABORE!!!
    Abraço

Envie seu Comentário