Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A Quinta São Luiz e o Quinta Estação

02 de maio de 2015 2

O antigo pórtico da Quinta São Luiz e o casarão de Armando Luiz Antunes, em meados dos anos 1950. Foto: acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Em novembro de 1996, Caxias viu surgir uma das casas noturnas que mais marcaram época no entretenimento da cidade. A história do Quinta Estação, porém, está intrinsecamente ligada à ocupação da antiga chácara Quinta São Luiz, de propriedade da família Antunes.

Erguido no final dos anos 1940 nos fundos do complexo de prédios da Vinícola de Luiz Antunes & Cia, o casarão foi reformado para abrigar um mix de danceteria, restaurante e, a partir de 1998, uma microcervejaria.

Na imagem acima, o antigo (e destruído) pórtico da Quinta São Luiz e a residência da família em meados dos anos 1950, quando o local ainda era praticamente uma floresta em meio à cidade. A estrutura em basalto defronte à chácara seguia a mesma arquitetura do pórtico da vinícola – derrubado acidentalmente por um guincho em novembro de 2012 e reconstruído meses depois, na Rua Luiz Antunes.

Na imprensa

Repaginado pelo arquiteto José Afonso Galvão e sob o comando do empresário Clademir Perini (in memoriam), o local acompanhava a “onda” de espaços de entretenimento com amplos jardins e ambientes ao ar livre que pipocavam pela cidade.

Reportagem do Pioneiro de 4 de setembro de 1996 destacava a novidade:

“O empreendimento será pilotado por Jane De Lazzer Perini, que faz sua estreia no business noturno em outubro. Jane vai montar seu pub, ainda sem nome definido, na Quinta São Luiz, uma propriedade com mais de 60 anos, pertencente à família Antunes e localizada próximo ao Fórum. Somente na residência, são 300 metros quadrados de área, distribuídos em dois pisos. O detalhe fica por conta do imenso jardim, emprestando um ar romântico à casa”.

Falando em romantismo – e saudosismo -, quem não lembra dos shows da Lucille Band e das obrigatórias “quintas do Quinta”?

Atualmente, o imóvel abriga um buffet executivo ao meio-dia e o Quinta Eventos. Clique na imagem para ampliar e ler o texto original de 1996.

Lá nos primórdios: a empresária Jane De Lazzer mostrando as obras que transformariam o casarão em um point da noite caxiense nos anos 1990. Foto: Vlademir Canela, banco de dados/Pioneiro, 3-9-1996

Reportagem do Pioneiro destacou o surgimento da casa em 1996. Foto: reprodução

O mural de azulejos

Publicado originalmente na página Caxias do Sul – Fotos Antigas, do Facebook, o painel de azulejos ao lado decorava a varanda do casarão. Assinado por um desconhecido J. Felizardo, reproduzia a fachada trazendo a seguinte mensagem:

“Quem nesta casa chegar trazendo a sua amizade, quando partir vai deixar uma sentida saudade”.

Com as reformas da casa – ou antes disso até –, o mural desapareceu. Deixando saudade…

O painel de azulejos desaparecido. Foto: reprodução Facebook Caxias do Sul – Fotos Antigas

Ícone da vitivinicultura

Leia mais sobre a história da Vinícola Luiz Antunes e confira imagens antigas clicando AQUI.

Comentários (2)

  • Maria Helena Muratore diz: 2 de maio de 2015

    Legal as fotos e lembranças da Vinícola Luiz Antunes . As grandes empresas ,que foram os alicerces da nossa Caxias Industrial , fazem parte da História da nossa Pérola das Colônias.

  • Joel Segalla Robinson diz: 21 de maio de 2015

    Meu pai vendia os vinhos do Luiz Antunes, Imperial aqui em Novo Hamburgo. Tinha 13 anos e saia de camionete a entregar…

Envie seu Comentário