Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O Quatrilho: 30 anos do livro, 20 anos do filme

02 de maio de 2015 2

Autor e obra: Pozenato durante a gravação da cena final do filme, nos jardins da Chácara dos Eberle. Foto: Silvio Ávila, banco de dados/Agência RBS

O duplo aniversário de O Quatrilho – 30 anos da publicação do livro de José Clemente Pozenato, em 1985, e 20 da adaptação cinematográfica, em 1995 – é tema da reportagem especial deste final de semana.

Pegando carona nessa data, reviramos o baú de imagens de 20 anos atrás, quando as filmagens movimentaram as cidades de Caxias, Antônio Prado, Bento Gonçalves, Farroupilha e Carlos Barbosa.

Os registros trazem ainda a badalação em torno da indicação do filme ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 1996.

Confira mais imagens das gravações do filme em Antônio Prado clicando AQUI.

Recorde das gravações de O Caso do Martelo, de José Clemente Pozenato, em 1991, clicando AQUI.

Há 20 anos: gravações do filme movimentaram os jardins da Chácara dos Eberle, hoje substituídos pelo concreto. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados/Pioneiro

Em 1995: a Estação Férrea coberta de terra, durante as gravações com os atores Bruno Campos e Patrícia Pillar. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados, 10-2-1995

Monte Bérico: Bruno Campos e Alexandre Paternost, os protagonistas em ação. Foto: Cacalos Carrastazu, banco de dados, 14-01-1995

Foto:

Antes da troca de casais: Alexandre Paternost (Angelo Gardone) e Patrícia Pillar (Teresa). Foto: Cacalos Carrastazu, banco de dados, 31-07-1995

Cena no bolicho: Zé Victor Castiel e Alexandre Paternost. Foto: Cacalos Carrastazu, banco de dados

Nos bastidores: a família Barreto (Lucy, Fabio, a esposa Dora Pelegrino e Luiz Carlos Barreto) com o escritor José Clemente Pozenato em fevereiro de 1996, um mês antes do Oscar. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados, 22-02-1996

Em 1994: o produtor do filme, Luiz Carlos Barreto, e o escritor José Clemente Pozenato. Foto: Carla Pauletti, banco de dados

Charuto e cigarro: Luiz Carlos Barreto e José Clemente Pozenato. Foto: Carla Pauletti, banco de dados

A estreia no Cine Imperial, em 21 de agosto de 1995: Mario e Vera Vanin, Alexandre Paternost, Gloria Pires, Lucy e Luiz Carlos Barreto, e Patrícia Pillar. Foto: Porthus Júnior, banco de dados

Foto:

Fevereiro de 1995: Gloria Pires e o maestro Renato Filippini. Foto: Cacalos Carrastazu, banco de dados, Pioneiro

Tim-tim na viagem de volta: a descontração de Pozenato, do fotógrafo Germano Schuur e dos atores Alexandre Paternost, Glória Pires e Bruno Campos no avião. Foto: banco de dados, Pioneiro

Pozenato e seus personagens: Angelo Gardone (Alexandre Paternost), Tereza (Patrícia Pillar), Pierina (Gloria Pires) e Mássimo (Bruno Campos). Foto: Gilmar Gomes, banco de dados, Pioneiro

Antes do Oscar: Pozenato em entrevista para a RBS TV. Foto: Germano Schuur, banco de dados, Pioneiro

No hotel antes da cerimônio do Oscar: Alexandre Paternost, Germano Schuur e Pozenato (em pé) com Lucy Barreto, Bruno Campos, Patrícia Pillar, Orlando Morais e Gloria Pires, no Beverly Hilton, em Los Angeles. Foto: banco de dados, Pioneiro

Pozenato posa defronte à limusine, em Los Angeles. Foto: Germano Schuur, divulgação

Foto:

Na Chácara dos Eberle: a cena final, com Pozenato encarnando o fotógrafo. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados, Pioneiro

Foto:

Pozenato e a “ponta” na cena final do filme. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados, Pioneiro

Pozenato e uma pausa para o autógrafo dos figurantes. Foto: Fernanda Davoglio, banco de dados, Pioneiro

Comentários (2)

  • José Antônio kramer boeira diz: 2 de maio de 2015

    Por favor vê se tu tens fotos dos figurantes do filme o Quatrilho pois a minha esposa e sua irmã participaram das gravações e gostaríamos de telas .Obrigado.

  • Germano Schüür diz: 2 de maio de 2015

    Excelente trabalho de resgate do jornalista Rodrigo Lopes. A produção do filme envolveu muitas pessoas e localidades da Serra Gaúcha.

Envie seu Comentário