Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A nevada de 1965

11 de maio de 2015 2
Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

O interior de Caxias coberto de branco em 1965. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

O inverno de 2015 ainda nem começou oficialmente, mas o friozinho do outono já tem feito muita gente torcer para que a neve dê as caras novamente. Depois do espetáculo visto em 2013, recordamos de outro ano marcante para o fenômeno.

Há 50 anos, Caxias do transformava-se, literalmente, em um cenário de cartão-postal. A neve que cobriu a cidade de branco em agosto de 1965 foi captada, entre outros, pelo fotógrafo Hildo Boff, então funcionário da Óptica Caxiense.

Do estúdio localizado junto à loja, na esquina da Av. Júlio de Castilhos com a Dr. Montaury, saíram dezenas de postais para venda. Intitulados “Nevada de 1965 – Caxias do Sul”, eles traziam flagrantes de paisagens do interior, da Praça Rui Barbosa, dos bonecos de neve esculpidos na rua, do Parque dos Macaquinhos e de moradores fazendo a festa em meio aos flocos – para quem lembra, a neve de 50 anos atrás foi a segunda maior após a de 1941.

Clique nas imagens para ampliar.

Neve transformou o Parque dos Macaquinhos em cenário para centenas de imagens. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Branco total nas paisagens do interior da cidade. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Cenário impensável: esqui em Caxias. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Belezas do interior viraram cartões-postais diferentes com a neve de 50 anos atrás. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Escadarias do Parque dos Macaquinhos cobertas de neve viraram cenário para diversas imagens. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

As fotos

As imagens desta coluna reproduzem alguns daqueles postais, que por décadas permaneceram com o fotógrafo Hildo Boff. Após a morte de Hildo, em 2014, o acervo foi disponibilizado à coluna pelo filho Ricardo Boff e, na sequência, doado por ele ao Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

O fotógrafo Hildo Boff no estúdio localizado junto à Óptica Caxiense. Foto: acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

O fotógrafo Hildo Boff no estúdio localizado junto à Óptica Caxiense. Foto: acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Participe da coluna

Você também foi para as ruas e registrou a neve de 1965? Envie para a coluna com uma breve identificação do local e das pessoas, nome do fotógrafo e um fone de contato.

As imagens serão publicadas em uma coluna temática sobre o início oficial do inverno, na segunda quinzena de junho.

Ou se a neve der as caras antes…

Comentários (2)

  • lucimar maitelli diz: 11 de maio de 2015

    Não registrei em foto,mas nesta “nevasca”,eu estava com 6 anos e de cama, com sarampo,aproveitei uma distração de minha mãe e…corri para fora,do sarampo nenhuma sequela,mas a memória de caminhar por esta quantidade de neve permanece até hoje!

  • Lenira Zago diz: 21 de junho de 2015

    Eu também tinha 6 anos, e meus irmãos e eu aproveitamos que nossa mãe foi ao enterro de uma amiga e também corremos para a neve. Resultado da desobediências: umas boas chineladas para esquentar e memórias inesquecíveis, sem fotos lógico!

Envie seu Comentário