Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Noivas de maio (e de vários outros meses)

15 de maio de 2015 0
Em Galópolis: o casamento de Armelinda Dal Bosco e Evaristo Fabris na antiga igrejinha do bairro, em 1940. Foto: Sisto Muner, acervo de família, divulgação

Em Galópolis: o casamento de Armelinda Dal Bosco e Evaristo Fabris na antiga igrejinha do bairro, em 1940. Foto: Sisto Muner, acervo de família, divulgação

Assim como a árvore de Natal, as renas, a neve e o Papai Noel, a tradição dos casamentos em maio também foi importada dos países do hemisfério norte. É neste mês que a primavera, iniciada em 20 de março, vive seu auge – e a profusão de flores está diretamente associada à celebração do amor no casamento.

Outra explicação remete à Idade Média. Maio era o mês em que as pessoas tomavam seu primeiro banho do ano, após um longo período de temperaturas negativas – limpos e mais cheirosos, os enamorados da época estariam “aptos” a casar. O buquê de flores perfumadas da noiva, inclusive, seria um artifício para ajudar a disfarçar algum odor indesejado.

Cada país, um mês

O mês eleito para a união varia de país para país. Junho é considerado o período ideal para as inglesas, seguindo uma tradição da Antiguidade – quando os romanos homenageavam Juno, a deusa protetora do casamento e da fidelidade conjugal. Já as americanas preferem dizer sim em fevereiro. É o mês do Valentine’s Day, o Dia dos Namorados deles, celebrado dia 14.

Por aqui, o IBGE aponta dezembro como o campeão em casórios, em função do período de férias e, logicamente, da verba extra para a festa e a lua de mel: o 13º salário. O primaveril setembro vem na sequência, confirmando que a maior variedade de flores a partir deste mês acaba por seduzir as noivas.

Galópolis que o diga, há 75 anos. Na foto acima, o casamento de Armelinda Dal Bosco e Evaristo Fabris, em 5 de outubro de 1940. Repare nos enormes copos de leite do buquê, tão em voga atualmente.

A imagem integra o acervo pessoal do leitor Ricardo Fabris de Abreu, neto do casal.

Participe da coluna

Você possui fotos antigas de noivas ou de casamento, feitas em estúdio ou na igreja? Envie para o e-mail acima com data, identificação das pessoas, um breve histórico, nome do fotógrafo e telefone de contato. Ao longo deste mês faremos diversas colunas temáticas.

Envie seu Comentário