Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Monumento ao Imigrante, agora um símbolo oficial de Caxias

19 de maio de 2015 2
Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

O Imigrante e a BR-116 no final dos anos 1950. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

O Monumento ao Imigrante é considerado um símbolo de Caxias desde que passou a compor o cenário da BR-116, em 1954. Porém, o reconhecimento oficial só chegou agora, 61 anos depois.

Na manhã desta segunda-feira (18), a lei que reconhece o Monumento Nacional ao Imigrante como símbolo oficial de Caxias do Sul foi sancionada pelo prefeito Alceu Barbosa Velho, a partir do projeto encaminhado pelo vereador Gustavo Toigo.

O início

A concepção do Imigrante remete ainda ao final da década de 1940. Conforme descrito pelo jornalista Guiomar Chies no livro Os Poderes Fazem História, em 1º de janeiro de 1949 o deputado Luiz Compagnoni lançou, por meio do jornal Pioneiro e da Rádio Caxias, uma campanha para sua construção.

Com o apoio da Comissão Central dos Festejos dos 75 Anos da Colonização Italiana no Rio Grande do Sul, presidida por Julio Ungaretti, foi constituída a comissão executiva pró-Imigrante.

Ela era composta pelo próprio Compagnoni, pelos empresários Américo Garbin, Humberto Bassanesi e Reynaldo De Carli, e pelo engenheiro e arquiteto Sylvio Toigo. Já a pedra fundamental foi lançada em 25 de fevereiro de 1950, durante a passagem do presidente Eurico Gaspar Dutra pela Festa da Uva.

Pegando carona nas comemorações dos 140 anos de imigração italiana na Serra, trazemos algumas imagens dessa trajetória. Abaixo, um registro de meados da década de 1960, com a rodovia ainda distante do movimento ininterrupto de veículos. Repare no coletivo fabricado pela Carrocerias Nicola (embrião da Marcopolo) e no holofote fixado no alto do poste em frente, responsável por iluminar as duas estátuas.

Confira mais imagens dos primórdios da BR-116 clicando AQUI.

Início dos anos 1960: o Monumento ao Imigrante e um clássico modelo fabricado pelas Carrocerias Nicola, embrião da Marcopolo. Foto: Hildo Boff, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Em 1950

Abaixo, um registro da época de lançamento da maquete, em 1950, com o prefeito Luciano Corsetti (de terno escuro, ao centro) e o mestre José Zambon (ao fundo, à esquerda), responsável pelas obras de cantaria – todo o basalto existente no Monumento, das lajes brutas aos degraus, foi trabalhado na oficina comandada por Zambon.

As duas estátuas, obra do escultor Antonio Caringi, foram moldadas no Rio de Janeiro e fundidas posteriormente na Maesa – sob a supervisão de Tito Bettini. Já os relevos dos três painéis do obelisco traduzem a chegada dos imigrantes (o de baixo), a vitória dos imigrantes pelo trabalho (o do centro) e a integração do imigrante no espírito da pátria (ao alto).

Confira mais imagens antigas da fundição da Maesa clicando AQUI.

A maquete do Imigrante sendo conferida pelo prefeito Luciano Corsetti (ao centro) e integrantes da comissão. Foto: Studio Tomazoni Caxias, acervo de família, divulgação

Em 1954

Inaugurado em 28 de fevereiro de 1954 pelo presidente Getúlio Vargas, o monumento foi idealizado inicialmente para homenagear os colonizadores da Serra Gaúcha e a imigração italiana no Estado. Essa referência, porém, foi alterada um ano antes, em 1953.

Uma lei determinou que fossem homenageadas todas as etnias que contribuíram para a povoação e o progresso do Brasil. Daí a inscrição “A Nação Brasileira ao Imigrante”.

Confira fotos de Getúlio Vargas inaugurando o Monumento clicando AQUI.

Leia mais sobre o museu localizado junto à cripta do Imigrante e outros espaços que contam a história de Caxias clicando AQUI.

Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

As estátuas no momento em que eram içadas em 1954. Foto: Hildo Boff, Óptica Caxiense, acervo pessoal de Ricardo Boff, divulgação

Foto: reprodução

Símbolo de Caxias estampou capa da Revista Seleções em setembro de 1955. Foto: reprodução

Semana dos Museus

A oficialização do Imigrante como símbolo de Caxias marcou a abertura da programação da 13ª Semana Nacional dos Museus, que se estende até domingo, dia 24.

O que: Espaço Cultural Antonio Caringi, junto ao Monumento ao Imigrante

Endereço: BR-116, s/nº

Visitação: terça a domingo, das 9h às 17h, com entrada franca

Contatos: 3221.2423 e 3218.6114

Comentários (2)

  • Luiz CARLOS DA SILVA CARVALHO diz: 19 de maio de 2015

    QUE SDDS DESSE MONUMENTO , PASSEI PARTE DA MINHA INFANCIA,BEBENDO AGUA DESSA FONTE, E PEGANDO ONIBUS PARA O CENTRO, NA AV.JULIO,O TEMPO QUE NN TINHA ONIBUS DO BAIRRO CRUZEIRO, TINHAMOS QUE VIR A PÉ DO BAIRRO ATE OS IMIGRANTES,E ALI PEGAVAMOS O ONIBUS ATE O CENTRO. HJE MORO EM CURITIBA DESDE 68 E ,SÓ VOU A CXS VISITAR OS PARENTES E MATAR A SDDS

  • ARTUR diz: 25 de maio de 2015

    que legal. grande Obra.?

Envie seu Comentário