Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aldo Locatelli: um centenário para recordar e homenagear

03 de julho de 2015 3

Em 1951: Locatelli dá os últimos retoques na pintura de São José com o Menino Jesus no colo. Foto: acervo Casa de Memória São Pelegrino, divulgação

A herança artística deixada por Aldo Locatelli em Caxias do Sul ganha evidência em 2015, quando o centenário de nascimento do pintor impulsiona várias homenagens.

Além de conferir a nova Casa de Memória São Pelegrino, prevista para reinaugurar no subsolo da igreja em 2 de agosto, a população pode participar da Honraria Especial Aldo Locatelli: 100 Anos de História e Legado.

A iniciativa da Câmara de Vereadores, via projeto do vereador Gustavo Toigo (PDT), busca reconhecer cinco personalidades da área das artes e do patrimônio histórico, cuja atuação dialogue com a vida e a obra de Locatelli. As sugestões podem ser enviadas ao e-mail honrariaaldolocatelli@camaracaxias.rs.gov.br, contendo o nome e o telefone de contato do votante.

Os nomes mais lembrados serão homenageados em uma sessão solene no Legislativo em 18 de agosto, data do nascimento do pintor em Bergamo, na Itália, em 1915.

Além de um diploma alusivo ao centenário, os homenageados ganharão uma espécie de réplica metálica de um pincel, com uma paleta contendo os dizeres: Pintor Aldo Locatelli (1915-2015): 100 Anos de História e Legado e Câmara Municipal de Caxias do Sul/RS.

A Câmara recebe as indicações até o dia 20 de julho.

Leia mais sobre a trajetória de Aldo Locatelli clicando AQUI.

Foto: Roni Rigon

Igreja São Pelegrino concentra uma das mais ricas produções de Aldo Locatelli no Rio Grande do Sul. Foto: Roni Rigon

A Casa de Memória

Embora o pintor tenha deixado sua marca também na Igreja do Santo Sepulcro, no Carmelo do Menino Jesus e no mural localizado junto ao antigo pavilhão da Festa da Uva (atual sede da prefeitura), é na Igreja São Pelegrino que sua obra impera.

É lá que o público poderá conferir o Espaço Aldo Locatelli, um dos destaques da nova Casa de Memória que reabre em 2 de agosto, data da tradicional festa de aniversário da paróquia.

O local contará com fotos, esboços originais das pinturas, sua história, as cartas trocadas entre Locatelli e o padre Eugênio Giordani e até os registros com os valores pagos pela obra.

Os andaimes que possibilitaram a execução da pintura do altar mor, ainda sem a obra “Os Quatro Evangelistas”, assinada pelo colega Emilio Sessa. Foto: acervo Casa de Memória São Pelegrino, divulgação

O altar-mor, com a Santa Ceia ao fundo, um dos destaques da Igreja São Pelegrino. Foto: Roni Rigon

Em 2003: a artista plástica Susana Fernandez atua na restauração da Criação do Cosmos, um dos afrescos do teto. Foto: Roni Rigon, banco de dados/Pioneiro

Telas recuperadas: em 2003, a artista plástica Fernanda Matschinske trabalhou na restauração das estações da Via Sacra, em Porto Alegre. Foto: Genaro Joner, banco de dados/Agência RBS

Entre 1951 e 1953

Os trabalhos de Aldo Locatelli na Igreja São Pelegrino iniciaram-se em 1951, com o mural da Santa Ceia – ela foi pintada em apenas 11 dias. Na sequência vieram o Juízo Final (no centro do teto), os 36 caixotões com os versos em latim do hino Dies Irae (O Dia da Ira), a Criação da Mulher, a Criação do Cosmos e a Expulsão de Adão e Eva do Paraíso.

Circundando a Santa Ceia, foram pintados mais dois afrescos: a aparição do Sagrado Coração à Santa Margarida Maria Alecoque (E) e a aparição de Nossa Senhora de Caravaggio à camponesa Joaneta (D). Com exceção da Via-Sacra, tudo foi concluído para a inauguração oficial do templo, em 2 de agosto de 1953.

Já entre 1958 e 1960, Locatelli dedicou-se à confecção de sua obra máxima. As 14 estações do flagelo de Cristo foram confeccionadas em seu atelier em Porto Alegre e inauguradas em 22 de maio de 1960, quando a comunidade caxiense prestava sua devoção a Nossa Senhora de Caravaggio.

Locatelli morreu apenas dois anos depois, em 3 de setembro de 1962, aos 47 anos.

Confira o vídeo original da inauguração da Via Sacra em 22 de maio de 1960 clicando AQUI.

Foto: reprodução

Um dos poucos retratos de Aldo Locatelli, nascido há 100 anos, em 18 de agosto de 1915. Foto: reprodução

Painel em bronze de Aldo Locatelli decora o acesso principal à Igreja São Pelegrino. Foto: Roni Rigon

Comentários (3)

  • Douglas diz: 3 de julho de 2015

    Belíssimas obras! Vale a pena ver!

  • Inacio Santini diz: 3 de julho de 2015

    bela reportagem meu caro Rodrigo. Quero salientar que na Igreja do Menino Jesus no bairro Panazzolo no Convento das Irmas Carmelitas tem um quadro que tenho quase certeza que e de Aldo Locateli O Presepio Nascimento de Jesus e e pouco divulgado tbm uma bela obra deste grande artista que pela nossa cidade passou.

Envie seu Comentário