Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Inauguração da Casa de Pedra em 1975

16 de novembro de 2015 0

Solenidade oficial ocorreu em 14 de fevereiro de 1975, durante a Festa da Uva. Foto: Basilio Scalco, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O centenário da imigração italiana dominou boa parte da programação da Festa da Uva de 1975. E, entre tantas atrações, o fevereiro de 40 anos atrás ficou marcado pela inauguração de um dos maiores símbolos da colonização: a Casa de Pedra.

O espaço foi entregue à comunidade na manhã de 14 de fevereiro de 1975, em solenidade que reuniu o prefeito Mário Bernardino Ramos, a secretária de Educação e Cultura, Santina Barp Amorim, a diretora de museus Maria Frigeri Horn e os padres Mário Lucchese e Ernesto Brandalise – responsáveis pela bênção e pela condução de uma Ave Maria em latim, respectivamente –, além de dezenas de convidados e moradores do bairro Santa Catarina.

No discurso, o prefeito Mario Ramos enalteceu o empenho de Maria Horn no processo de restauração do espaço: “Cada pedra desta casa tem um pedacinho do coração da Maria” .

Outro destaque foi participação das famílias que habitaram o casarão: Lucchese, Brunetta e Tomazzoni – coube a dona Marina Sebben Lucchese, então com 89 anos, desatar a fita inaugural para que o prefeito abrisse a porta.

A cerimônia contou ainda com as bandas do São Carlos e do Cristóvão de Mendoza, além de um coquetel regado a queijos e vinhos.

Clique nas imagens para ampliar.

Registro em vídeo

Todo esse ritual integrou o vídeo oficial da inauguração, produzido por Wanderley Rocha, então responsável pelo setor de imagem e som do Museu Municipal. As imagens, recuperadas pela Spaghetti Filmes e recentemente publicadas no Facebook do Arquivo Histórico Municipal, despertaram as lembranças de Venus Gazzola, neta de dona Marina:

“Vendo esse vídeo pude reviver um pouco o dia da inauguração do museu, onde minha vó, Marina Lucchese, e dona Vitória Lucchese De Carli abriram as portas da Casa de Pedra. Minutos antes, meu filho Fernando Brunetta Gazzola, bisneto de Marina, descortinava a placa comemorativa. Ao lado de minha mãe, Rosalina Lucchese Brunetta, nascida na Casa de Pedra, e de minha irmã Lisete Brunetta, acompanhamos as bênçãos dadas pelo meu primo, o padre Mário Lucchese. A casa pertenceu à família de meus avós de origem materna e paterna também, já que Rosalina casou-se com Reinaldo Brunetta, filho de Jacob Brunetta, que foi o segundo proprietário da Casa de Pedra.”

O jovem Fernando Brunetta Gazzola descerra a placa oficial, sob as vistas do padre Enio Tarasconi. Foto: Basilio Scalco, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Marina Sebben Lucchese desata a fita inaugural, acompanhada por dona Vitória Lucchese De Carli. Foto: Basilio Scalco, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

O prefeito Mario Ramos, as famílias descendentes e centenas de visitantes conferiram o interior da Casa de Pedra, recuperada para a Festa da Uva de 1975. Foto: Basilio Scalco, acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Repercussão na imprensa

Dois registros no Pioneiro da época destacaram a transformação da Casa no Museu do Vinho e a cerimônia de inauguração.

Clique nas imagens para ler o texto original da época.

Casa de Pedra e outros espaços que abrigam a história de Caxias.

Inauguração do Monumento aos Tiroleses em 1977.

Foto: reprodução/Pioneiro

Foto: reprodução/Pioneiro

Visitação

Por constituir-se em uma ambientação autêntica do final do século XIX, o espaço recebeu a denominação museológica correta: Museu Ambiência Casa de Pedra. Popularmente, porém, é conhecido por Casa de Pedra.

Horários: terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Informações: (54) 3221.2423 e 3218.6114 ou museumunicipal@caxias.rs.gov.br
Quanto: entrada franca

Envie seu Comentário