Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Lembranças da Festa da Uva de 1986

02 de janeiro de 2016 0

O prefeito Victorio Trez demonstra a farta gastronomia local a Sarney, acompanhado pelo presidente da Festa, Mario David Vanin, o governador Jair Soares e a primeira-dama Marli Sarney. Foto: Luiz Carlos Leite, banco de dados/Pioneiro

A menos de dois meses da Festa da Uva 2016, recordamos de algumas curiosidades da edição de 30 anos atrás.

A festa de 1986 trouxe uma série de novidades, como a Festa Colonial da Uva, realizada no distrito de Otávio Rocha, em Flores da Cunha. A valorização da fruta (e sua farta exposição nos Pavilhões), aliás, foi uma das bandeiras do então presidente Mario David Vanin, que defendia um equilíbrio entre festa e feira.

Para Vanin, era necessário atender aos interesses dos 454 expositores, que garantiam retorno financeiro, e dos turistas, interessados na parte cultural e em degustar uvas e vinhos.

Deu certo: rapidamente, hotéis e pensões lotaram, e moradores foram cadastrados para hospedar visitantes em suas casas – até escolas e hospitais cederam seus espaços.

Outro destaque foi a criação de um palco para apresentações gauchescas nos Pavilhões, um dos grandes sucessos daquela edição.

Com informações do livro Festa da Uva – A Alma de um Povo, de Luiz Carlos Erbes.

Alice nos Pavilhões da Festa da Uva em 1986.

A cerimônia oficial de abertura, com a presença do prefeito, do governador e do presidente José Sarney. Foto: Luiz Carlos Leite, banco de dados/Pioneiro

Sarney e Silvia Slomp

A edição de 1986 foi aberta pelo presidente José Sarney, primeiro civil a comandar o país desde o golpe militar de 1964. Por aqui, ele conferiu o desfile na Sinimbu e visitou os Pavilhões e o CTG Rincão da Lealdade.

Acima, a abertura oficial da festa, em 21 de fevereiro de 1986. A solenidade teve a presença do prefeito Victorio Trez (com a esposa Arilde), do governador Jair Soares e da esposa, de Sarney e da primeira-dama, Marli, e do presidente da festa, Mario David Vanin.

Abaixo, a rainha Silvia Slomp (E), quando recebia a faixa da antecessora, Marisa Dotti, na escolha realizada em outubro de 1985. Na sequência, uma foto oficial do trio e o desfile das soberanas pela Sinimbu.

Clique nas imagens para ampliar.

Festa da Uva de 1981: um quinteto de soberanas.

Marisa Dotti, rainha de 1984 (D) passou a faixa para a louríssima Silvia Slomp em outubro de 1985. Foto: Edson Correa, banco de dados/Pioneiro

O trio de soberanas de 1986: a rainha Silvia Slomp e as princesas Ana Mari Tedesco e Beatriz Grazziotin Denardi. Foto: Silvana Moreira, divulgação

O trio de soberanas durante o primeiro desfile de 1986, na Sinimbu. Foto: Luiz Carlos Leite, banco de dados/Pioneiro

Rumo aos Pavilhões

O sucesso da festa de 1986 também foi medido pelos ônibus lotados que dirigiam-se aos Pavilhões diariamente. Abaixo, um registro da filas para rumar ao parque, a partir do Centro. Reconheceu o local?

É a esquina da Visconde de Pelotas com a Bento Gonçalves, quando os antigos casarões de madeira da área central ainda não haviam cedido espaço aos estacionamentos.

Rumo aos Pavilhões: a esquina da Visconde de Pelotas com a Bento Gonçalves, ainda com as casas de madeira e os paralelepípedos. Foto: Maria da Graça Soares, banco de dados/Pioneiro

O desfile

Poucos lembram, mas já em 1985, um documento elaborado pela UCS a pedido da Festa, sugeria a transferência do desfile de carros alegóricos do Centro para a Avenida Rubem Bento Alves (Perimetral).

A mudança dá-se exatos 30 anos depois, só que para a Rua Plácido de Castro.

Envie seu Comentário