Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

República dos Caducos das Sextas-Feiras em 1968

08 de janeiro de 2016 0

Novembro de 1968: o grupo formado por Anselmo Mariani, Norildo Rosa, Nestor Paternoster, Selênio Raug, com o filho Eduardo, e Walmor Vanazzi acampou na Serra do Pinto. Foto: acervo pessoal, divulgação

Anselmo Mariani e Selênio Raug (sentados à frente) com parte do grupo em 1968. Foto: acervo pessoal, divulgação

Em meados da década de 1960, a República dos Estados Unidos dos Caducos das Sextas-Feiras agregava um grupo de amigos que, de caduco, não tinha nada. A disposição de cada membro dialogava, sim, com a consciência para aproveitar e valorizar a vida e a amizade nos encontros recreativos.

Acampando em lugares por vezes remotos, a trupe contava com uma infraestrutura compatível com as necessidades. O integrante Selênio Raug, diretor da Ferragem Caxiense, recomendava os melhores equipamento de sua loja: barraca, utensílios de gastronomia, camas e diversos outros artigos portáteis e funcionais.

Já um caminhão dava auxílio no transporte do material, que incluía mantimentos, bebidas, cobertores e colchonetes.

Clique nas imagens para ampliar.

O grupo pescando às margens do Arroio Carvalho em 1968. Foto: acervo pessoal, divulgação

Foto: acervo pessoal, divulgação

Foto: acervo pessoal, divulgação


Na Serra do Pinto

A Serra do Pinto, em São Francisco de Paula, era um dos lugares preferidos. Em novembro de 1968, por exemplo, o grupo acampou às margens do Arroio Carvalho.

Em meio às brincadeiras, a hora das refeições era sagrada. Todos recebiam a incumbência de auxiliar no preparo de carreteiro, risoto, faisão recheado, bem como o tradicional churrasco, entre outros pratos.

Além de Raug, a turma era integrada pelos amigos Nestor Paternoster (na foto acima, de óculos, agachado), Nini Rigon, Norildo Rosa, Walmor Vanazzi, Anselmo Mariani, Ademar Biazus, Victor Hugo Rauch e Eduardo Raug, vários deles nas imagens desta coluna.

Na foto abaixo, por exemplo, vemos Nini Rigon, Selênio Raug e Nestor Paternoster acompanhando o preparo de um carreteiro. Eduardo Raug, então com 10 anos, filho de Selênio, sacia a sede bebendo água da vertente num garrafão.

Preparando a “bóia”: Nini Rigon, Selênio Raug, Nestor Paternoster e o garoto Eduardo Raug. Foto: acervo pessoal, divulgação

O certificado

Conforme vemos detalhado no hilariante certificado abaixo, o contabilista Nestor Paternoster era o presidente de honra da República; Selênio Raug, o ex-chefe; Nini Rigon, o decano da turma; e Walter Weissheimer, o chefinho (ou ex-chefe).

O elenco de associados estava também integrado pelos companheiros Oswaldo Pieruccini, Walmor Vanazzi, Victor Rauch, Norildo Rosa, Leonel Casara, Ademar Biazus, Pedro Pezzi, Alfredo Spido, Jorge Aveline, Nestor Giusti, Carlos Piccoli, Herculano Einloft, Ysidoro S. Filho, Antonio Piccoli, Evaldo Cenatti, Ary Almeida, Gilberto Hartman, Ronald Zartt, Oscar Serafini, Milton Marroto, Sergio Ferretti, Manoel Ferreira, Anselmo Mariani e Waldemar Vanazzi.

Clique na imagem para ampliar e ler o texto original.

O diploma da República dos Estados Unidos dos Caducos das Sextas-Feiras. Foto: acervo pessoal, divulgação

O grupo em 1968, na Serra do Pinto, em São Francisco de Paula. Foto: acervo pessoal, divulgação

Walmor Vanassi, Norildo Rosa, Nestor Paternoster, Anselmo Mariani, Eduardo Raug e demais componentes do grupo em 1968, Foto: acervo pessoal, divulgação

Parceria

Informações desta coluna são uma colaboração do repórter fotográfico Roni Rigon.

Envie seu Comentário