Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Homenagem no Centenário do Mútuo Socorro em 1987

09 de janeiro de 2016 0

José Ariodante Mattana descerra a placa externa comemorativa ao centenário do Mútuo Socorro em 1987. Foto: acervo pessoal de Jacyra Mattana, divulgação

Fundada em 11 de novembro de 1887 para prestar auxílio financeiro às famílias de imigrantes italianos que iam se estabelecendo pela região, a pioneira Società Italiana di Mutuo Soccorso di Caxias oferecia planos de pecúlio, pensão e aposentadoria a seus associados.

Exatos 100 anos depois, sua diretoria reconheceu essa importante trajetória: em 11 de novembro de 1987, uma solenidade marcou o descerramento de duas placas comemorativas, dentro e fora do prédio localizado na esquina das ruas Sinimbu e Garibaldi.

Na parte externa, o engenheiro José Ariodante Mattana (1907-2000), então o mais antigo ex-presidente vivo, descerrou uma placa com o nome da sociedade e a inscrição “Um século de solidariedade” (foto acima). Já o então presidente, Arlindo Costamilan, iniciou seu discurso lembrando dos “homens modestos e trabalhadores que há 100 anos se reuniram para fundar a Società di Mutuo Soccorso Principe di Napoli, como era denominado no início.

Costamilan ressaltou ainda as diversas finalidades assumidas pela entidade ao longo de um século, como a cultural, a esportiva e a assistencial.

A comemoração teve também a palavra do vice-cônsul da Itália em Caxias do Sul, Fúlvio Oliva. Antes de encerrar seu discurso, Oliva afirmou que o Mútuo Socorro foi “um gesto de amor e liberdade pela Itália e pelo Brasil”.

Clique nas imagens para ampliar.

Sociedade Caxiense de Mútuo Socorro em 1927.

Em 1987: Anna Resende Mattana e José Ariodante Mattana, um dos presidentes da Sociedade Caxiense de Mútuo Socorro, cujo nome consta na placa inaugurada em novembro daquele ano. Foto: acervo pessoal de Jacyra Mattana, divulgação

Os fundadores e ex-presidentes

Na foto acima, José Ariodante Mattana e a esposa, Anna Resende Mattana, conferem a placa com o nome de todos os fundadores e ex-presidentes da sociedade.

Entre eles, Miguel Muratore, Rodolpho Braghirolli, Mário Pezzi, Alfredo Germani, Giovani Spinato, Guido D’ Andréa, Julio Calegari, Celeste Gobbato, Ettore Lazzarotto e Arlindo Bissaco.

O olhar visionário de José Ariodante Mattana.

O descerramento da placa externa, na esquina da Sinimbu com a Garibaldi, em 1987. Foto: acervo pessoal de Jacyra Mattana, divulgação

O jogo de bochas

O prefeito Victório Trez, que descerrou a placa com o nome dos fundadores e ex-presidentes da entidade, lembrou o tradicional jogo de bochas da Mútuo Socorro e os “incontáveis benefícios que a sociedade prestou”.

Conforme registros do Pioneiro da época, Trez explicou também que “o governador Pedro Simon não pode vir porque estava com sua agenda cheia”.

Sociedade Caxiense de Bochas Mútuo Socorro em 1971.

Capa do Pioneiro de 13 de novembro de 1987 destacou a inauguração das placas e a solenidade. Foto: reprodução jornal Pioneiro

Matéria do Pioneiro de 13 de novembro de 1987 destacou a inauguração das placas e a solenidade. Foto: reprodução jornal Pioneiro

Envie seu Comentário