Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Rádio Caxias 70 anos: "Venha pra Cancha, Amigo"

13 de janeiro de 2016 2

Ícone absoluto: Nestor Gollo em ação no primeiro estúdio da Rádio Caxias, junto à sede do Recreio Guarani. Foto: Studio Geremia, acervo de família, divulgação

Há 70 anos, Caxias do Sul testemunhava o surgimento de um de seus veículos de comunicação mais longevos. Fundada em 27 de abril de 1946, a Rádio Caxias celebrizou-se não apenas por traduzir o cotidiano da cidade.

Sintonizar na ZYF-3 Rádio Caxias do Sul naqueles tempos pré-televisão significava estar atualizado com tudo o que de mais importante acontecia nas ruas, estádios de futebol, clubes, escolas, bailes, igrejas, repartições, órgãos públicos, delegacias e aonde mais o jornalismo pudesse ser exercido com paixão.

Além de dispor de banda e equipe de radioteatro e promover eventos com celebridades nacionais, como Hebe Camargo, Emilinha Borba e Luiz Gonzaga, a emissora também foi laboratório de apredizagem – e consagração – para quase todos os profissionais da imprensa que surgiram no município nos anos 1940, 1950 e 1960.

Entram aí nomes como Nestor Rizzo, Joaquim Pedro Lisboa, Luiz Napolitano, Jimmy Rodrigues, Milton Rossarolla, Nestor Gollo, Mário Gardelin, Walter Marchioro, Clóvis Pinheiro, Firmo Carneiro, Dante Andreis, Eloy Fritsch e tantos outros.

Clique nas imagens para ampliar.

Rádio Caxias: para recordar de Jimmy Rodrigues.

Luiz Napolitano: um ícone da Rádio Caxias.

TV Caxias e Rádio Caxias nos tempos de Nestor Rizzo.

Wilson Marchioro, um dos tantos profissionais que marcaram época nos microfones da Rádio Caxias. Foto: Ary Cavalcanti, acervo Rádio Caxias, divulgação

Trajetória em livro

Boa parte da trajetória da Rádio Caxias será passada a limpo pelo jornalista e colunista do Pioneiro Marcos Fernando Kirst, autor de um livro a ser lançado no decorrer deste ano. Enquanto a obra não sai do forno, vamos recordando de alguns momentos emblemáticos das últimas sete décadas.

Entre eles, o primeiro programa tradicionalista de rádio, o “Venha Pra Cancha, Amigo”, criado em meados dos anos 1950 por Joaquim Pedro Lisboa e atração imperdível dos domingos. Foi por lá que passaram os jovens gaiteiros Honeyde e Adelar Bertussi (foto abaixo), cuja dupla Irmãos Bertussi havia sido formada ainda em 1948.

Auditório da Rádio Caxias: um palco de estrelas nos anos 1950 e 1960.

Irmãs Bertussi: Adelar e Honeyde eram presenças constantes no auditório da emissora nos anos 1950. Foto: Ary Cavalcanti, acervo Rádio Caxias, divulgação

Trajetória e curiosidades

* A Rádio Caxias foi inaugurada em 27 de abril de 1946, com estúdio na sede do clube Recreio Guarany, na Avenida Júlio de Castilhos.

* Em 1950, o estúdio foi transferido para o 1 º andar do Edifício Kalil Sehbe, na esquina da Avenida Júlio de Castilhos com a Rua Borges de Medeiros, onde está localizado o City Hotel.

* Em 28 de agosto de 1972, a rádio foi transferida para o lugar que ocupa até hoje, o 21 º andar do Edifício Estrela.

* O programa mais antigo da Rádio Caxias é o ‘Esportes na Onda’. Ele foi criado em 15 de novembro de 1946, dia em que foi fundado o Departamento de Esportes da emissora, e permanece no ar até hoje

* Além da primeira atração de rádio tradicionalista, o “Venha Pra Cancha, Amigo”, a Caxias teve ainda um programa chamado ‘Ave-Maria’, que ia ao ar diariamente às 18h e durava cerca de cinco minutos, nos quais era lida uma mensagem religiosa. Já as notas fúnebres surgiram para que as pessoas ficassem sabendo das mortes que ocorriam na cidade, visto que as comunicações da época eram bastante precárias.

* Em 29 de agosto de 1961 a Rádio Caxias entrou em cadeia com a Rádio Guaíba de Porto Alegre para participar da grande Cadeia da Legalidade. O movimento, liderado pelo então governador gaúcho Leonel Brizola, envolveu diversas rádios do Estado, que eram usadas para conclamar o povo a defender a legalidade e garantir a posse do vice-presidente João Goulart, depois da renúncia de Jânio Quadros.

Os jovens Nestor Gollo e Jimmy Rodrigues (ao fundo) em 1947, durante uma transmissão esportiva. Foto: acervo de família, divulgação

Futebol é bola na rede

O Departamento de Esportes da Rádio Caxias foi fundado em 15 de novembro de 1946 para dar destaque ao esporte caxiense. Esse envolvimento era tão grande que durante as décadas 1950 e 1960, a emissora realiza anualmente a Parada dos Esportes, um desfile realizado no Centro da cidade, sempre em 15 de novembro, com a participação de todas as equipes locais.

O principal responsável por essa mentalidade era o coordenador do departamento esportivo, o radialista Dante Andreis, falecido em 2003 e autor do lendário bordão “futebol é bola na rede”.

Juventus: os 60 anos do tricampeonato varzeano.

Carrinhos de lomba “fervem” a Rua Os Dezoito do Forte em 1950.

Em 1967: Dante Andreis (com o microfone), Décio Bombassaro e Octávio José Caldart durante a cerimônia de inauguração das Lojas Caldart, na esquina das ruas Sinimbu e Borges de Mederios. Foto: acervo de Rosane Caldart, divulgação

Radialista até debaixo d´água: Dante Andreis durante uma transmissão esportiva da Rádio Caxias nos anos 1990. Foto: acervo jornal Pioneiro

Comentários (2)

  • Volnei Nichetti diz: 13 de janeiro de 2016

    Parabens pela reportagem sobre a Radio Caxias. Viajei no tempo. Voltei 60 anos! Para quem morava “na colônia”, no interior de Farroupilha, o Venha Prá Cancha, Amigo era a grande diversão aos domingos.
    Moro no Rio de Janeiro e apreciaria ter acesso ao livro dos 70 anos. Onde posso encontra-lo?
    Grande abraço.
    Volnei

Envie seu Comentário