Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Gravidez após a cirurgia plástica

16 de novembro de 2008 0

 

 

  Após a gravidez, a maioria das mulheres busca um corpo perfeito. Foto: reprodução

Quando surge o desejo de ser mãe, uma dúvida pode surgir na vida da mulher que já passou por alguma cirurgia plástica: como ficará o corpo após o parto? Especialistas em cirurgia plástica aconselham fazer o procedimento cirúrgico somente após o nascimento dos filhos. Mas, quando isto não acontece, não é preciso temer complicações. Saiba o porquê:

 

Abdome

A pele tem uma incrível elasticidade, que na gravidez é favorecida pela ação dos hormônios progesterona e lactogêneo-placentário.

— A gestante pode sentir um pouquinho de dor no ponto onde foi feita a sutura da plástica do abdome, principalmente se ela foi feita há pouco tempo. Quanto mais antiga for a plástica, mais a cicatriz ganha elasticidade e acompanha o crescimento natural da barriga — explica o cirurgião plástico Ruben Penteado, que dirige o Centro de Medicina Integrado, em São Paulo.

A grávida que já passou por uma cirurgia plástica, no entanto, deve tomar cuidados redobrados com a hidratação da pele, que está mais sujeita a estrias. O uso do protetor solar sobre as cicatrizes também é importante.

De acordo com Ruben Penteado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, quanto mais tempo decorrido da cirurgia plástica, menor a chance de perder o resultado obtido. Controlar o peso durante a gestação é fundamental, mas também devem ser levados em conta os fatores genéticos, bem como a ação dos hormônios da gravidez, que podem contribuir com a volta da flacidez.

 Seios

No caso da cirurgia de mama, além da incerteza da amamentação ser possível, também existe uma tensão em relação ao resultado da cirurgia ser prejudicado. Para os dois tipos mais comuns de plásticas nas mamas (redução e aumento) a gestante pode esperar resultados diferentes.

De uma maneira geral, na cirurgia de aumento, por meio da qual se coloca uma prótese de silicone, não há interferência na amamentação. Na redução de mamas, há maior risco de haver dificuldade para amamentar, pois a cirurgia é mais invasiva.

Postado por anelise

Envie seu Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...