Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 9 dezembro 2009

Hoje vamos voar...

09 de dezembro de 2009 4

 

 

Depois de rodar mais 290 quilômetros pelos pagos gaúchos, hoje a pequena vai cruzar os ares deste céu anil brasileiro. A primeira viagem de avião da pequena tem como destino o nordeste brasileiro.

Entre os preparativos tivemos de obter um atestado médico de que com quase sete meses de gestação, a mamãe está bem de saúde (uma exigência das próprias companhias aéreas). A orientação é para fazer pequenos alongamentos a cada uma hora e meia.

Cada obstetra tem a sua própria cartilha em relação ao período permitido de viagens. A média que acompanha a minha gestação, Vânia Freitas, recomenda sempre levar a vida da maneira mais normal possível.

- Até quando posso viajar? – perguntei.

- Se tudo continuar correndo bem, até os oito meses vai tranquila – respondeu.

Então vou seguindo as recomendações e aproveitando intensamente todos os bons momentos da gravidez.

As idas ao banheiro, as dores no corpo e um certo mal-estar estão sendo companheiros nas viagens. Vamos ver como será a reação na altitude.

Roupas mais leves e sapatos confortáveis (desta vez vou com chinelo mesmo) ajudam a diminuir o desconforto natural durante o deslocamento.

Pequenos problemas facilmente superados com a expectativa de aproveitar o melhor que o litoral brasileiro tem a oferecer. Um período de sombra e água fresca, belezas naturais, boa comida e ótima companhia. Claro que uma ferinha não vai poder faltar neste roteiro de ócio.

A Antonela já cresce na barriga privilegiada, vai se esbaldar…

Amanhã eu conto como foi…

Postado por ticiana_fontana

A paixão pelo futebol

09 de dezembro de 2009 0

Marcelo Vieira

O guri descobriu, aos 4 anos e 4 meses, que gosta de jogar bola, e deu início ao fim de uma certa frustração do pai, já que o pequeno, até então, só se interessava em brincar de carrinhos. A descoberta custou, já na primeira prática, dois tênis arrebentados no dedão, e esfolamentos aqui e ali… Nenhum problema para o pai, que é só alegria…

- Ele tem uma força tremenda no pé. Dá cada chute… – conta o pai, orgulhoso.

Agora, os carrinhos, que fazem parte de uma grande coleção, ganham folga no fim de semana. Aos domingos, pai e filho são vistos chutando pra lá e pra cá. Sem intervalo, sem primeiro e segundo tempos definidos. A partida vai até a energia aguentar (e parece que ela não tem fim)… Como se o guri tivesse guardado aquela vontade toda, nesses 4 e poucos anos, só para a “gorduchinha”…

O primo, que tem apenas 40 dias de vida a mais do que o boleiro que descobre sua paixão agora, ganha um parceiro e tanto. Diferente do primo, gosta de futebol desde o primeiro dia em que viu uma bola. E faz questão de acompanhar os jogos na TV ao ladinho do pai. Quando o seu time azul da cor do céu faz um gol, é uma correria pela casa. Aos gritos, ele imita os gestos dos jogadores. Tira a camiseta, comemora com ela, bate no peito, levanta as mãos para o alto com os dedinhos indicadores levantados…

Fico na expectativa pelo dia em que esses dois boleiros se encontrarem para uma partida… Só quero ver como eles vão definir o time que defenderão… Quero ver qual deles abre mão da paixão… Ou se teremos o mesmo time dos dois lados…

Dia desses, li que as crianças só se tornam capazes de entender as regras do futebol a partir dos 5 anos. Mas a paixão, ah, essa, não tem idade… Surge assim, de uma hora pra outra, sem aviso. Para alegria de 10 entre 10 pais.

Postado por Fabiana Sparremberger

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...