Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tão perto e tão longe...

07 de abril de 2011 6

Chocada, indignada, invadida por uma tristeza profunda.

Não tem como definir o que sentir perante o caso.

Impossível ficar imune a tragédia carioca.

Por todos os cantos por onde passei hoje, as pessoas ou comentavam, ou olhavam incrédulas para a televisão.

Como mãe é impossível compreender o que aconteceu.

Somos solidárias as que perderam as que perderam onze filhos, dez meninas e um menino, no ataque ocorrido nesta manhã na escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste da capital fluminense.

O atirador, Wellington Menezes de Oliveria, 24 anos, também morreu, as versões são conflitantes, mas ele teria disparado contra a próxima cabeça. Ele teria chegado a conversar com professores e alunos e, em seguida, começou a atirar.

Nas reportagens de tevê, parentes dos sobreviventes contaram que as crianças sobreviventes relataram que pensavam que era uma brincadeira e só se deram conta quando viram o sangue dos colegas.

Sempre via casos semelhantes nos Estados Unidos e parecia roteiro de filmes classe B, nunca consegui um grau mínimo de compreensão em relação ao que se passava com os atiradores, normalmente com históricos doentios.

E agora no Brasil, tão perto e tão longe da nossa realidade…

O que está acontecendo com a nossa sociedade?

Aonde vamos parar?

Que mundo é esse que os nossos filhos terão no futuro?

Comentários (6)

  • mimi diz: 7 de abril de 2011

    por estes e outros motivos que apesar de amar crianças e sempre ter desejado uma prole numerosa, q desisti do sonho de ser mãe …. aplaudo de pé as que ainda tem coragem!!!!

  • Eliane, mãe do Alan diz: 7 de abril de 2011

    Até queria comentar, mas me faltam palavras.
    Vamos rezar…

  • Karen diz: 8 de abril de 2011

    Simplesmente sem palavras… Estou perplexa.

  • Lore diz: 8 de abril de 2011

    Doença mental, é a única explicação que encontro… Já passou da hora de enfrentarmos essa realidade, muitas pessoas sofrem por anos sem saber o que há de errado consigo, a família e a sociedade rotula de esquisito e culpa algum fator externo (trauma, bulling, violência, tv..).

    Se antes já era difícil mandar nossos pequenos para escola, imagina agora…

  • rosangela diz: 8 de abril de 2011

    É realmente só Deus pode trazer algum consolo para essas mães e pais depois de uma tragédia como essa, não sei se poderia suportar, por isso chorei e vou chorar muito com eles.

  • Dani diz: 8 de abril de 2011

    Não concordo em deixar de ter nossos filhos maravilhosos só por causa das tragédias do mundo…. Acho que tudo depende do ambiente que se frequenta e das companhias das pessoas!! Não dá pra generalizar!!Com relação ao fato no Rio, não existem palavras pra definir uma monstruosidade dessas!!!

Envie seu Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...