Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Crise de quê?

02 de maio de 2012 0

Todos os posts de Ticiana Fontana

Estava lendo a respeito de um assunto polêmico envolvendo a supervalorização do cargo de babá, a falta de profissionais do ramo e de envolvimento por parte de algumas mães na criação de seus pequenos.

Na realidade, algumas genitoras e genitores repassam a responsabilidade para a funcionária – que se torna uma espécie de ‘escrava’ legalizada.

De acordo com o Sindicato dos Empregados e Trabalhadores Domésticos da Grande São Paulo (Sindoméstica), o salário oficial mínimo de uma profissional da área é R$ 690, mas, segundo a ninguém ganha apenas isso.

Sem experiência, começa em R$ 800 e vai subindo até atingir patamares pesados. O sindicato afirma que o salário das babás subiu mais, proporcionalmente, do que o de qualquer outro empregado doméstico.

Tenho a ajuda de uma babá e foi difícil encontrar alguém, principalmente de confiança, mas esse assunto serve para refletir uma outra crise, as consequências da maternidade e da parternidade:

Filho dá trabalho e muito trabalho. Essa é uma realidade e não pode ser negada.

Uma cuidadora ajuda muito, assim como uma escolinha, mas os pais sempre serão os responsáveis por tudo. Mesmo quem trabalha fora de casa, sabe que quando chega em casa, o filho vai exigir atenção, paciência e constante esforço físico e mental.

Obviamente que todo o esforço some em um instante e é recompensado com um simples olhar, um sorriso, uma frase de carinho daquele ser que te espera com tanta expectativa. Tudo se resume a apenas uma palavra que pai e mãe sente em relação a seu filho: AMOR. (pode parecer piegas, mas é a mais pura realidade)

Envie seu Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...