Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "sono"

Horário de verão = bagunça na vida do nenê?

23 de outubro de 2012 2

Olá, mães e pais que leem o blog!

Minha vida noturna está bagunçada deste domingo. Ajustamos os relógios de parede, os relógios de pulso e os relógios do computador e celulares, mas parece impossível ajustar o relógio interno da minha filhota, prestes a completar 1 ano e 7 meses.
No ano passado, como ela era pitoquinha, sequer tomei conhecimento do horário de verão. Não fez a menor diferença na vida dela em relação a horários de sono e alimentação.
Desta vez, a coisa anda demorando a engrenar. Normalmente, ela dorme entre 21h e 21h30 (começo os preparativos de banho, pijama, mamadeira, etc, um pouquinho antes).
Domingo à noite e segunda à noite, eram 22h30min do novo horário e a mocinha fuzarqueando na cama! Pulava e falava alto como se fosse meio de tarde. Na escola, dormiu normalmente após o almoço, como sempre.
Por ter que despertar cedo nos dias seguintes (DIA DE SEMANA, MEUDEUS!), precisei “apelar”: fui dar voltinhas de carro com a insone. Funciona na hora, é tiro e queda. Mas e aí, quem é que consegue voltar aos eixos depois disso? Estou aqui escrevendo para vocês esse texto e pensando: será que a noite de terça-feira vai ser assim de novo?


NA CASA DE VOCÊS, COMO É? CONTE PRA GENTE!

Quando mudar do berço para a cama

20 de setembro de 2012 3

Todos os posts de Camila Saccomori

Leio em diversos sites de maternidade sobre quando é a hora de mudar a criança do berço para a cama.

Acho que é um assunto que me intriga tanto quanto o desfralde, duas fases pelas quais vou passar em breve.

Sei que não há grandes mistérios, mas tenho duas amigas com filhos da mesma idade da Pietra que dormem em caminhas (colchão no chão ou caminhas baixinhas mesmo).

Fico imaginando tirar a pitoca do berço e deixá-la no colchão também, no quartinho dela, para evitar que ela “escale” o berço e caia. Mas eu conheço meu eleitorado: ela futrica por tuuudo na casa! Mesmo com portõezinhos por tudo e portas de cozinha e banheiro fechadas durante a noite, fico imaginando quão intensa será a baderna e a folia que ela vai fazer quando acordar antes de papai e mamãe!

Colaborem com esta mãe-blogueira e compartilhem suas experiências no espaço de comentários! :-)

Como seu bebê pega no sono?

14 de setembro de 2012 3

Todos os posts de Camila SaccomoriAs fórmulas do adormecer
Texto publicado no caderno Meu Filho em 13 de agosto de 2012.
Camila, editora do TV Show, 34 anos, mãe da Pietra, um ano e quatro meses

Como um bebê deve pegar no sono? Embalar no colo como vemos nos filmes? Dar uma volta de carro na quadra ou de carrinho em casa? Deixar sozinho no berço chorando até cansar? Entoar Nana Nenê e Boi da Cara Preta? Perdida, nunca me esqueço de três referências que li sobre o tema quando ainda estava grávida e, portanto, cheia de dúvidas e expectativas sobre como seria colocar um bebê a dormir. Cada uma apregoava métodos bem diferentes.
O famoso A Vida do Bebê (do médico Rinaldo de Lamare, que muito orientou gerações anteriores) é o mais light. Sugere que, se a situação for tensa, a criança durma no meio dos pais. Em casos menos complexos, recomenda os “hábitos dos avós”, tais como ninar ou embalar.
– Balançar suavemente em uma cadeira de balanço com o bebê ao colo e assistindo à TV altas horas da noite torna o sacrifício da mãe mais suportável, e o pai poderá também colaborar – diz a obra no capítulo sobre o segundo mês de vida do bebê.
Já a série de guias A Encantadora de Bebês é mais rigorosa. A autora, Tracy Hogg, propõe o método E.A.S.Y., no qual o “s” refere-se a dormir (sleep). Radical, afirma, por exemplo, que um bebê deve dormir a noite toda nas primeiras oito semanas de vida (se isso não ocorre, o problema é a amamentação diurna). A expert rejeita estímulos: a recomendação é deixar o bebê de pé no colo do adulto, no ombro, e dar tapinhas leves nas costas ou no bumbum. Se a criança chorar, fazer apenas “shhhhh” (barulho de torneira aberta). Não se deve colocar jamais o bebê dormindo no berço, e sim deixá-lo pegar no sono sozinho.
No meio-termo está o site Baby Center. A criação de um ritual é o mais indicado: cada família deve fazer o bebê se adequar ao ritmo da casa. Tomar banho, escovar os dentes e contar histórias pode ser uma opção, por exemplo. Outras sequências são sugeridas. Os consultores do site indicam uma tabela de horas de sono, mas orientam as mães a acordar os bebês ao passar de 10 horas contínuas. Isso serviria para “zerar o relógio biológico”.
Todas as dicas são válidas: não questiono a eficiência de nenhuma. Mas o que as fontes acima não mencionam (e que para mim é o mais importante) é a emoção desse momento único. Para mim, colocar um bebê a dormir é um dos eventos diários mais ternos da maternidade. Tudo conspira para um clima gostoso. É noite, o quarto está escuro: estamos sentadas em uma confortável poltrona. Minha filha está de pijama, tomou o mamá quentinho e ouvimos um CD relaxante. O celular e a TV estão desligados. O cheirinho de banho recém tomado é envolvente.
Sem embalo, um abraço no colinho é suficiente. Observo os olhinhos dela fechando aos poucos, a respiração acalmando. Ajudo o sono a chegar de mansinho para a pitoca. Um dia converso baixinho sobre tudo o que fizemos de bacana nas horas anteriores. No dia seguinte, conto como ela nasceu ou outras recordações. Em outra ocasião, invento histórias que poderiam estar em livros infantis, embora nunca as lembre depois. Há noites, porém, em que o bom mesmo é apenas ficarmos quietinhas ouvindo o barulho da chuva na janela.
Por isso, quando vejo em algum lugar referências a “ensine seu bebê a dormir sozinho”, penso: “Ok, obrigada, mas por enquanto estamos bem assim”.

Horário velho, problema novo

01 de março de 2012 0

Todos os posts de Fabiana SparrembergerO horário de verão acabou há cinco dias, e o guri está dormindo uma hora de sono a menos desde domingo.

Vai dormir no mesmo horário de sempre, às 23h (antes não adianta, que não rola), e acorda uma hora antes, lá por volta das 8h30min. No horário de verão, era por volta das 9h30min, 10h, na maioria dos dias.

A mãe sofre do mesmo problema. Se já acordava cedo, 7h30min no horário de verão, agora não passa das 6h30min… Tenta, tenta, mas só perde tempo tentando dormir um bocadinho a mais… Ah, que saudade do horário de verão…

Será que demora muito ainda para o pequeno se acostumar? E, agora, com a volta às aulas, essa uma hora de sono pode fazer ainda mais falta… Pelo menos tem uma vantagem, ele “apaga” bem mais rápido no horário “velho”…

Não vejo a hora do sono voltar ao normal… E eu parar de ficar bocejando, principalmente depois que o sol se põe…






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...