Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 15 dezembro 2012

Jogo Contra a Pobreza: futebol e festa

15 de dezembro de 2012 1


Depois que deixarem o gramado da Arena do Grêmio, no dia 19 de dezembro, quando será realizado o Jogo Contra a Pobreza, os jogadores serão recepcionados com uma festa.

O evento será fechado para apenas 200 convidados, na recém-inaugurada Casa NTX.

A noite que trará Ronaldo Nazário e Zidane a Porto Alegre também terá um jantar para os patrocinadores.

Atlântida: Bar 1 e Bar 2

15 de dezembro de 2012 1

Vico Crocco é o responsável pela elaboração dos menus de dois novos bares em Atlântida, que serão enxutos só no nome: 1 e 2.

Para o Bar 1, o chef desenvolveu um cardápio para a turma jovem. O ambiente terá pista de skate e arquibancadas, em um cenário inspirado em bares de Berlim.

No Bar 2, Vico vai oferecer opções de pratos rápidos sem abrir mão da sofisticação. O local é ambientado com lounges, móveis retrôs e soluções contemporâneas.

Os bares, que têm por trás o grupo Slash/ Slash (Complex, Club688, VOID), estão localizados na Avenida Central. As inaugurações serão nos dias 30 e 31 de dezembro.

Vulgo repaginada

15 de dezembro de 2012 0


Felipe Pedri (na foto acima) recebeu convidados para apresentar novidades da Vulgo, na Padre Chagas.

Quem passou por lá pode conferir a nova coleção, inspirada em Miami, e aproveitar o final de tarde ao som do DJ Fran Piovesan.

Fotos: Andrea Graiz/ Agência RBS

Maria Tomaselli: refúgio para a arte

15 de dezembro de 2012 0

Maria Tomaselli tem uma relação de meio século com a casa na qual já morou e que hoje usa como ateliê. Cercada de natureza em um oásis em pleno centro urbano, a artista trabalha na companhia de mato, jardins, pássaros e dos cães Lycos e Daphne.

Tomaselli está preparando uma exposição que será aberta em março, na Bolsa de Arte, e reunirá trabalhos inéditos de escultura em gesso e pintura a óleo sobre lonas de caminhão.

Além dos “ cutucos”, que a artista define como penduricalhos para serem colocados nas árvores e chamar a atenção para a própria natureza – à qual os olhos acabam se acostumando.

Ela explica a relação com o ateliê para o blog:

“Cada pedra desse pátio eu conheço. Tem muita história por aqui. Ao longo dos anos, foi surgindo um jardim. E jardim é uma coisa que não se encontra na natureza, tem que ser cultivado, tratado, reposto. É um relacionamento muito forte, distinto do que se tem com o mato nativo. É a diferença entre o que é selvagem e o que a gente precisa guiar.”

Fotos: Andréa Graiz/ Agência RBS