Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 2 fevereiro 2013

Escolher, compartilhar e comer

02 de fevereiro de 2013 0


A notícia do New York Times segundo a qual alguns restaurantes da Big Apple estão proibindo a prática de fotografar e publicar imagens de pratos repercutiu nas redes sociais.

Os chefs argumentam que o hábito atrapalha a degustação – especialmente se há uso de flash.

O blog procurou quem entende do assunto – e a proibição parece não vingar por aqui.

Diego Fabris e Diogo Carvalho, do site Destemperados, já clicavam pratos muito antes de o Instagram existir.

Para eles, a medida contraria uma geração que coleciona experiências na internet.

– Até entendo não tirar fotos das pessoas, ou com flash, mas se estou pagando pela comida faço que quiser com ela, certo? – diz Diogo.

A dupla salienta que a prática até funciona como publicidade espontânea para os estabelecimentos.

Os chefs Floriano Spiess e Carlos Kristensen concordam e acrescentam: fotografar pode ser importante para o cliente.

– Compartilhar se tornou parte da experiência que a pessoa tem com a refeição.

Contanto que não invada o espaço do outro, não vejo problema – diz Kristensen.

Marcelo Gonçalves, do Pâtissier, vê pontos positivos e negativos na prática:

– As fotos mostram que a pessoa gosta do lugar e do produto, mas às vezes podem ficar com qualidade ruim.

Os Destemperados dão a dica aos adeptos do “ foodstagram”: prezem pela discrição.

Fotos: Andrea Graiz/ Agência RBS

Nelson Motta: "Fui muito apaixonado por Elis"

02 de fevereiro de 2013 0


Nelson Motta
está terminando de trabalhar no roteiro do longa- metragem sobre a vida de Elis Regina, que terá direção de Hugo Prata.

Se depender do autor, a mineira Andréia Horta estará no papel principal:

– É o Hugo quem vai escolher, mas deve ser ela.

Além de excelente atriz, é fanática por Elis desde garota, sabe tudo dela. Tomara que seja ela mesmo.

Nelson e a cantora gaúcha foram amigos e tiveram um “ namoro secreto” aos 26 anos.

Mesmo assim, o compositor, produtor musical, jornalista e escritor revela que, quanto mais pesquisa sobre Elis, menos a conhece.

Confira a entrevista que ele concedeu ao blog, do Rio de Janeiro.

MF: Como você se sente mergulhando nas memórias sobre Elis Regina?
Nelson Motta
: Tenho convivido muito com a baixinha. É uma presença perturbadora. Só tenho duas certezas: quanto mais a ouço, melhor ela canta, e quanto mais leio e me lembro dela, menos a conheço. É um personagem múltiplo.

MF: Qual a lembrança mais forte que você tem de Elis?
NM: Como diria o Rei, são tantas emoções…  Mas me orgulho de ter produzido dois LPs e vários programas de TV com ela. E nunca tivemos uma briga, nem mesmo bate- boca, que seria mais do que normal nas circunstâncias. Fui muito apaixonado por ela, misturando artista e pessoa. Tivemos um namoro secreto de um ano, quando tínhamos 26 anos.

MF:
Como foi ver seu primeiro romance (O Canto da Sereia) se tornar minissérie na TV Globo?
NM: Grande alegria, uma surpresa positiva, porque não participei de nada e nem quis saber como seria feito.
Foi ótimo: vi como um espectador comum e adorei Achei a história sensacional, muito bem contada, e com um personagem incrível, vivido com enorme talento e coragem pela Isis Valverde.

MF: Você já tem planos de escrever um novo livro? Sobre quem?
NM: Agora estou fazendo uma “ biografia” musical da Elis para o teatro, junto com a Patrícia Andrade, para a produtora Aventura, que terá direção do João Fonseca, o mesmo que esteve à frente do musical sobre Tim Maia. A estreia será em setembro.

Desafio #MFLook

02 de fevereiro de 2013 1

Confira a galeria com algumas imagens publicadas no desafio #MFLook da semana. O desafio que começa neste sábado (2/2) e segue até 9 de fevereiro é sobre férias. Mas com foco nas viagens. Use a hashtag #MFRoad e publique fotos de paisagens nas estradas, placas, lugares, detalhes.