Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 12 junho 2013

Coquetel marca lançamento de novo empreendimento de negócios na Capital

12 de junho de 2013 0

O empresário Péricles Pretto Corrêa (centro, acima) e os filhos Fabiano e Luciano Bocorny Corrêa receberam, na noite desta terça-feira, convidados para o coquetel de inauguração do Platinum Tower.

O empreendimento, novo endereço de negócios lançado pela CFL, conta com cafés, restaurante, academia, auditório e ambiente para trabalho ao ar livre, além do espaço para escritórios.

O evento teve assinatura de Doda Bedin e as comidinhas servidas no coquetel ficaram a cargo da Mule Bule.

Fotos: Carlos Macedo/Especial

Claudia Tajes indica 10 leituras picantes para o Dia dos Namorados

12 de junho de 2013 0

Claudia Tajes foi a convidada do Sarau Erótico realizado no Bar do Nito, no dia 3. O encontro literário é comandado por Nanni Rios e Monique Guimarães. Pela primeira vez, a tímida escritora participou do evento:

– Usei o mesmo critério de quando separo textos para o Sarau Elétrico, do Ocidente, e selecionei trechos de Rubem Fonseca e Dalton Trevisan. Percebi que as pessoas que compareceram, estavam dispostas a gostar de tudo o que era lido e se divertiam. Não fui tão erótica quanto minhas colegas de palco, mas li vários textos picantes.

Para apimentar o Dia dos Namorados, Claudia elaborou para a coluna uma lista de leituras picantes, que inclui Sunset Park, de Paul Auster, Amor Natural, de Carlos Drummond de Andrade e Travessuras da Menina Má, de Mario Vargas Llosa.

Confira abaixo os 10 livros indicados pela escritora (com direito a descrições enigmáticas) e mais fotos do Sarau Erótico.

1. Ela & Outras Mulheres – Rubem Fonseca
Cada um ama do seu jeito.

2. Continhos Galantes – Dalton Trevisan
Todas as perversões do amor e da literatura.

3. Lolita – Vladimir Nabokok

Um clássico do amor proibido.

4. O Amor nos Tempos do Cólera – Gabriel Garcia Márquez
O amor maduro, e nem por isso previsível.

5. Um Copo de Cólera – Raduan Nassar
Amor violento será amor?

6. Crônica de Um Amor Louco – Bukowski
O romantismo selvagem, se é que isso existe.

7. O Amor Natural – Carlos Drummond de Andrade
Poemas eróticos sem perder o lirismo jamais.

8. Sunset Park – Paul Auster
Um jovem amor à moda antiga.

9. Reparação – Ian McEwan
Ou o que poderia ser, se tivesse sido.

10. Travessuras da Menina Má – Mario Vargas Llosa
Se é amor, não termina.

Fotos: Adriana Franciosi/Agência RBS

Alice Salazar lança livro na Capital

12 de junho de 2013 3

As sessões de autógrafos já tinham sido sucesso no Rio de Janeiro, em São Paulo e Belo Horizonte.

Na segunda-feira, foi a vez de Porto Alegre receber o lançamento do primeiro livro da blogueira e maquiadora Alice Salazar (acima).

A movimentação foi intensa na Livraria Cultura – centenas de pessoas passaram por lá, e os 400 livros colocados à venda se esgotaram ainda no início do evento.

Barista italiano ensina o melhor do café em Porto Alegre

12 de junho de 2013 0

Nesta quarta-feira, 12 de junho, Andrea Lattuada (foto), barista italiano mundialmente reconhecido, estará em Porto Alegre para um workshop no McCafé dos shoppings Rua da Praia e Iguatemi, às 11h30min e às 15h30min, respectivamente. O campeão italiano de barismo participará de uma série de atividades voltadas para os clientes. Estão programadas ações  nas unidades de todo o país.

Andrea servirá ao público as bebidas usando a técnica de latte art – criação de desenhos com o leite vaporizado no café expresso. Além de explicar tipos de cultivo, diferença entre grãos, processos de torra e moagem e extração dos cafés. Reconhecido   pela  sua trajetória em bares e cafés, o italiano é coordenador do Campeonato Italiano de Barista, competição da qual foi campeão em 2003. Foi, ainda, quarto colocado no WBC (World Barista Championship), o que lhe rendeu a certificação emitida pela SCAE (Speciality Coffee Association of Europe).

O evento está em sua quarta edição em Porto Alegre.

Leitores dizem o que esperam de Porto Alegre para a Copa do Mundo

12 de junho de 2013 0

A um ano da Copa do Mundo, perguntamos a leitores que Porto Alegre eles esperam ver em junho de 2014. As opiniões e os desejos variam, mas a premissa é comum: a cidade precisa realizar melhorias e tirar do papel projetos que insiram o ser humano no centro urbano – o que se traduz em espaços de convivência. Ainda que muitos projetos não fiquem prontos, eles são vitais – o grande exemplo é o Cais do Porto, que, revitalizado, terá a capacidade de transformar a maneira como o cidadão se relaciona com a cidade.

Veja algumas opiniões abaixo:

Leandro Selister, artista: “Na área cultural, adoraria ver o Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul na sua sede nova.”

José Canal, engenheiro: “Gostaria de ver os visitantes serem bem tratados desde a chegada, no aeroporto – a primeira imagem que temos de qualquer cidade –, um centro de informações legal (que informe sobre tudo hotel, transporte público, restaurantes, bares…), segurança para andar por aí sem assaltos, transporte fluindo, também. Isso é o que necessitamos, porque receber bem o gaúcho sabe.”

Gustavo Piccinini, empresário: “Seguindo exemplos conhecidos como Buenos Aires (abaixo) e Barcelona, considero que um dos locais que poderia ser melhor explorado é o Cais do Porto. Seria um polo e uma grande atração, não só turística, mas para ficar para a cidade depois da Copa. O que mais me preocupa é o trânsito, a segurança e o transporte público.”

Lívia Bortoncello, arquiteta: “Seria um espetáculo se o Cais do Porto estivesse renovado e acontecendo, mas, pelo jeito, não vai ser para esta vez.”

Juliano Melnick, empresário: “Os maiores desafios serão de logística: trânsito e comunicação. Também seria bom preparar museus e galerias com exposições de artistas gaúchos e brasileiros.”

Luciano Mandelli, empresário: “Adoraria ver o Cais do Porto renovado, com centro cultural e gastronômico funcionando. Porto Alegre merece!”

Patricia Fossati Druck, presidente da Fundação Bienal do Mercosul: “Queria ver o trânsito fluindo melhor e as obras concluídas nas ruas da cidade.”

Eugênio Corrêa, empresário: “O Cais do Porto seria a grande menina dos olhos, porque é uma obra importante que ficaria para Porto Alegre. Um porto urbanizado é um divisor de águas para qualquer cidade e muda a forma como o cidadão se relaciona com o lugar onde mora. Há exemplos no mundo todo.”

Valência Losada, diretora artística do Theatro São Pedro: “Meu desejo é ver o Multipalco (na foto abaixo, a concha acústica que faz parte do projeto) concluído, movimentando organizadamente os espaços culturais, de formação e de lazer.”

Taís Scherer, DJ e produtora de eventos: “Perfeito para cidade e para o turismo seria se o Cais do Porto já estivesse reformado, atualizado, modernizado e funcionando.”

Raul Krebs, fotógrafo: “Acho que, falando em cidade, o trânsito. Falando em pessoas, a simpatia.”

Fábio Coutinho, superintendente da Fundação Iberê Camargo: “Espero que a cidade esteja preparada culturalmente para receber os visitantes. Mais importante: espero que os grandes investimentos resultem no aprimoramento permanente e contínuo da cidadania. através de melhorias não somente na mobilidade, mas na segurança, na saúde, na educação, na cultura….”

Bettina Becker, empresária: “Acima de tudo, a melhoria na segurança para todos os porto-alegrenses, não somente com os envolvidos diretamente com a Copa.”

Fábio Bernardi, publicitário: “Gentileza de primeiro mundo, sinalização e cuidado com nossos principais pontos turísticos. Taxistas tratando o trânsito de forma humana e falando inglês, um boom de novos restaurantes e um cuidado estético e visual em tudo, dos cardápios à arquitetura.”

Angélica Martins, empresária: “ O aeroporto funcionando sem atrasos e um trânsito com sinalização eficiente. Funcionários bilíngues e melhor policiamento nas ruas.”

Jorge Aita, empresário: “É uma oportunidade quase única para uma cidade que não é turistica. Então, que se mostre a hospitalidade e que se receba os turistas com cuidado e conhecimento de nossa própria cidade, valorizando e muito nossas coisas.”

Ralf Schinke, designer: “Gostaria que Porto Alegre recebesse os visitantes com alegria e, sobretudo, com muita educação. Que possamos mostrar a beleza da cidade, do Guaíba, da nossa cultura e a índole pacífica do brasileiro. Que possamos mostrar ao mundo uma das características mais positivas desse país, a tolerância.”

Berenice Lewin, presidente executiva do POA Convention Bureau: “Gostaria de ver as obras do Cais do Porto mais encaminhadas, e os projetos culturais daquele espaço a pleno vapor durante a Copa, além de um polo gastronômico dentro do Cais. Acho que Porto Alegre ficaria com uma nova cara. E certamente mais alegre. A parte cultural acredito que pode ser feita – e há tempo hábil . Como os armazéns são tombados (foto abaixo), as obras não são enormes, então acredito que possamos ter alguns armazéns do Cais do Porto funcionando com atividades culturais ainda para a Copa.”

Elvira Tomazoni Fortuna, publicitária: “Espero que em junho de 2014 o transporte esteja funcionando e que tenhamos segurança para receber os turistas. Espero mais. Espero que, passando a Copa, as pessoas se beneficiem dessa experiência de forma permanente.”

Leticia Wierzchowski, escritora: “Eu gostaria de ver um belo espetáculo de abertura no estádio, uma coisa cosmopolita, inspirada e conectada com a cultura brasileira. E queria ver o trânsito fluindo. Até agora, a única atitude definitiva a respeito foi encurtar as férias das crianças para liberar as ruas. Achei triste.”

Paulo Uebel, advogado: “Gostaria de ver os restaurantes e museus com estrutura para receber estrangeiros. Seguranca pública também será fundamental. Há, também, a questão do sistema de transporte, principalmente os táxis. A maioria dos motoristas não fala inglês, e os carros não têm explicações em inglês.”

Tiago Escher de Borba, empresário: “Gostaria de ver o transporte (meios e vias públicas) funcionando, com ruas bem sinalizadas, trânsito racional, tudo isso com uma segurança pública instruída e eficiente.”

Alcimir Richter, empresário: “Como um bairrista convicto, espero que Porto Alegre surpreenda ainda mais com seu estilo europeu, ruas verdes, boa gastronomia, tudo o que a torna charmosa, complementado com uma campanha de educação em todos os setores. Acredito, enfim, que com muita educação podemos surpreender quem nos visitar!”

Márlus Lisboa, cabeleireiro e maquiador: “Todos os hotéis deveriam oferecer aos hóspedes um mapa com o roteiro cultural da cidade, mostrando museus e galerias de arte. Junto, uma agenda de espetáculos e shows. Seria interessante que tivéssemos voluntários bilíngues, que acompanhassem os turistas em passeios pelo Centro Histórico e pelo Guaíba (foto), em embarcações confortáveis.”

Ana Zita Fernandes, empresária: “Gostaria de ver uma Porto Alegre cosmopolita, cuja tradição ardesse como fogo de chão, mas abrangente e conjunta com toda a nação. Verdadeira, mas próspera, estruturada e hospitaleira, gaúcha para o mundo.”

Marga Pasquali, galerista: “Segurança e trânsito normalizado. É possível?”

Debora Ioschpe, designer: “Queria ver a cidade como um todo funcionando para receber os turistas. A começar pelo aeroporto. Segurança, cardápios de restaurantes em inglês. Há coisas que não consigo imaginar acontecendo.”

Marcelo Schiavon, empresário: “Mais policiais nas ruas – e bem preparados. Uma cidade mais limpa, taxistas com máquinas de cartão de crédito, ruas bem sinalizadas, mais pontos de informações para turistas, um aeroporto funcionando sem o problema da neblina e com pista maior…. Também seria bom ter um livro com indicações de restaurantes informando horários de funcionamento corretamente – e cardápios em inglês.”

Daniel Bacchieri, jornalista: “Queria ver shows com bandas importantes dos países que vão estar representados na chave aqui de Porto Alegre.”

Titha Kraemer, empresária: “A segurança nas nossas ruas! Mas já queria antes da Copa. Queria amanhã!”

Roberta Zaffari Townsend, médica e empresária: “Como médica, gostaria de ver hospitais equipados para receber o evento – e já acarretar melhorias nas condições de saúde de nossa população!”

Foto aérea do Cais do Porto: Lauro Alves, Agência RBS

Fotos do Guaíba, dos Armazéns do Cais do Porto e do Multipalco: Adriana Franciosi, Agência RBS