Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de janeiro 2011

Arquitetura sustentável no Missão Casa

31 de janeiro de 2011 0

Os melhores momentos de 2010 apresenta hoje no Missão Casa uma matéria super bacana do projeto de uma loja planejada a partir de conceitos de sustentabilidade. Tem idéias bem legais que podem ser aplicadas em casa e opinião de quem entende do assunto. A sintonia entre os profissionais foi um diferencial no projeto: a arquiteta que atua com construções sustenstáveis, o engenheiro cuja empresa tem selo verde, e a proprietária qué é consultora na área. Vale a pena rever!

Tem ainda uma entrevista com uma historiadora sobre a rua maldita, apelida da Conselheiro Mafra, e outra matéria sobre arte urbana. Bom programa!

Horários: hoje às 20h, na TVCOM, canal 36 da NET e Viamax. Reapresentações: quarta à 00h30min; sábado às 13h15min e às 23h; e domingo às 16h30min.


Até segunda tem Bota Fora no Casa & Design

28 de janeiro de 2011 0

Encerra na próxima segunda-feira (31) a maior liquidação de grandes marcas no segmento de decoração, o Bota Fora do Shopping Casa & Design. Todas as lojas do complexo oferecem descontos que podem chegar a 50%, facilidades de pagamento e produtos a pronta-entrega. A temporada é perfeita para os profissionais cadastrados no Clube do Profissional Casa & Design já que neste período a pontuação dobra, o que significa mais fôlego no ranking das premiações. Está valendo em 2011 uma viagem para Berlim, na Alemanha, e posição na lista Top 100, a que traz os nomes dos mais influentes profissionais de norte a sul de todo o Brasil, promovido pela Revista Kaza em parceria no estado com o Casa & Design. A comemoração deste ano será no Club Med Rio das Pedras (RJ).

 

Vida Boa: Itaparica, destino da confraternização do prêmio TOP 100 de 2010. Os profissionais que comprarem no Bota Fora pontuam em dobro e concorrem a viagem deste ano.

 

Referência regional nos novos ambientes da Formus

28 de janeiro de 2011 0

Sempre inovando e surpreendendo. Quem conhece a empresa Formus sabe do que estou falando. Com um time criativo e comandado pela diretora e arquiteta Cláudia Silvestri, a empresa de Tubarão nos presenteia com novidades de encher os olhos. As fotos mostram a repaginada na casa conceito de Florianópolis em ambientes com referência na cultural regional. Nos espaços “Chicão” e “Mar”, esta concepção é retratada por meio do mobiliário da cozinha e home theater, com a escolha de imagens, acessórios de artistas catarinenses e as novas cores Boticelli e Solar aplicadas na linha Oslo.

Nesta cozinha, bancos em chita do artesão Antonio Scarabelotti, renda de bilro e quadro do artista plástico Locatelli.

Novas cores no mobiliário e fotos que fazem referência a Ilha.

 

 

Segmento da decoração vai de vento em popa

28 de janeiro de 2011 0

O setor da construção civil está de vento em popa e tem reflexo direto no segmento da decoração. Uma amostra são os números do Núcleo Catarinense de Decoração, que apontam um crescimento de 27,7% em 2010. “Projetamos ainda um incremento de mais de 28% na edição corrente do Prêmio Profissional, em relação à edição que se encerrou em maio/2010”, diz o presidente da entidade, Marcelo Martinez. Esse incremento corresponde a cerca de R$ 20 milhões para o setor. O Núcleo Catarinense de Decoração é uma entidade que reúne 80 lojas no Estado, nas quatro regionais: Florianópolis, Balneário Camboriú, Blumenau e Sul. Cada associada leva o selo de qualidade da instituição, assumindo um compromisso constante com modernidade, novas tecnologias, inovação e respeito ao cliente.

O Núcleo foi fundado há 11 anos e busca reunir em Santa Catarina lojistas que ofereçam aos profissionais e clientes em geral opções de compra regionais. Desta forma cria uma cultura de compras no próprio Estado, sem necessidade de deslocamento para outras regiões.

 

Arquitetura catarinense perde Elianne Klenner

23 de janeiro de 2011 1

Depois de um ano lutando contra um câncer, a arquiteta Elianne Klenner nos deixou. O enterro será às 17h no Cemitério Jardim da Paz. Tive o prazer de entrevistá-la várias vezes para o Casa Nova, do Diário Catarinense, quando mostrei sua casa pela primeira vez. Anos mais tarde, foi para o Missão Casa, a mesma casa porém já reformada. “Cansei de ser bicho grilo”, disse ela ao explicar a reforma que escondeu xícaras e pratos na cozinha. Espirituosa e divertida,  Elianne estava sempre antenada com as novidades da área, era muito atuante, participava da AsBEA-SC desde o início da entidade catarinense e plantou sementes no Grupo de Sustentabilidade da associação. Teve trabalhos premiados nacionalmente e deixou uma herança arquitetônica significativa para a cidade como o premiado resort Ponta dos Ganchos, em Governador Celso Ramos. É com muito pesar que dou esta notícia aqui.

Elianne Klenner ao lado do empresário Márcio Furtado de Mendonça, em São Paulo, recebendo premiação pelo projeto de uma residência em um empreendimento dele.

Elianne (C) entre as arquitetas Maria Lúcia Mendes Gobbi e Juliana Castro na posse da AsBEA-SC, no Palácio Cruz e Sousa.


Saiu no DC

21 de janeiro de 2011 0

Reproduzo aqui a matéria do repórter Pedro Santos que saiu hoje no DC sobre a proposta de mudança para a comunidade Frei Damião. A palestra de ontem do arquiteto colombiano Gustavo Restrepo foi articulada pelo presidente da Cidade Pedra Branca, Valério Gomes, e arquitetos André Schmitt, da AsBEA-SC, urbanista Silvia Lenzi, arquiteta Andrea Triana e engenheiro Olavo Kucher Arantes. Estiveram presentes representantes da comunidade, da prefeitura de Palhoça, polícia militar, arquitetos, prefeitura de Florianópolis, Caixa Econômica Federal, universidades entre outras pessoas.

Resta agora saber quando e de que forma as parcerias serão feitas para viabilizar esta mudança urgente na comunidade mais pobre do estado. Uma coisa é certa: como reafirmou Restrepo a vontade política é fundamental nesse processo.

  

21 de janeiro de 2011 |

COMUNIDADE FREI DAMIÃO

Projeto propõe mudanças

Arquiteto colombiano cria esboço para alternativa de revitalização, que pode transformar o local

O arquiteto colombiano Gustavo Restrepo esteve ontem em Palhoça para mostrar o esboço de uma ideia que, se der certo, promete mudar a estrutura da comunidade Frei Damião, uma das mais pobres do Estado.

Ele conheceu o local na segunda-feira e propôs áreas seguras para reciclagem, parques infantis, quadras de esportes e calçadas para pedestres. Tudo a partir do apoio e de reivindicações dos moradores.

O projeto se baseia na revitalização de áreas carentes em Medellín, na Colômbia. Nos anos 90, ela era considerada uma das mais violentas do mundo, com índice de 381 homicídios por 100 mil habitantes.

– A violência chegou a um ponto crítico. Todos estávamos cansados, esgotados. Era preciso fazer algo urgente – explica Restrepo.

Com medidas simples e eficientes de reorganização, a partir da participação de quem mora nas comunidades, áreas de alagamento viraram parques e ruas deram espaço a calçadas para pedestres.

– Trata-se de trazer dignidade à vida para os moradores – avalia.

No ano passado, Restrepo esteve no Brasil em um simpósio internacional. Foi quando recebeu o convite do presidente da Cidade Pedra Branca para atuar na comunidade Frei Damião.

Mas tudo ainda não passa de esboço. O arquiteto esteve na comunidade para pensar possíveis alternativas. Seguindo a crença de que quem vive bem não tende a entrar para o narcotráfico, ele acredita na capacidade empreendedora dos moradores:

– Eles têm qualificação para empreender atividades e projetos.

Rogério Estivalete, morador de Frei Damião e responsável por uma cooperativa que recicla óleo de cozinha, está entusiasmado com a ideia:

– Vendo as fotos de Medellín percebi que é possível mudar. Mas na Colômbia, durante o projeto, não teve aumento de impostos. Não sei se isso seria possível no Brasil, onde o dinheiro é muito mal gerenciado.



“Acima de tudo, dignidade de vida”

ENTREVISTA – Gustavo Restrepo, arquiteto

O arquiteto colombiano, Gustavo Restrepo, é referência internacional na recuperação de áreas degradadas. Com o trabalho em Medellín, auxiliou a transformar uma das cidades mais violentas do mundo em exemplo de inclusão social. Agora, uma parceria entre ele e entidades públicas e privadas catarinenses estuda a possibilidade de atuar na comunidade Frei Damião, em Palhoça.

Diário Catarinense – Em Medellín, nos anos 90, a taxa de homicídios era de 381 mortes por 100 mil habitantes. Em 2007, esse número caiu para 27 por 100 mil pessoas. A cidade foi salva pela revitalização das favelas?

Gustavo Restrepo – Não é bem assim. Foram oito anos de atividades sociais contra 50 de violência. A proporção é enorme, mas estamos trabalhando. Uma série de projetos sociais estão sendo produzidos dentro e fora das favelas. Isso só foi possível com a participação dos moradores.

DC – Esse projeto pode ser aplicado aqui no Brasil?

Restrepo – Com certeza. As coisas daqui e da América Latina são muito parecidas. Inclusive, para inserir esse projeto em Medellín, nós estudamos muito outros projetos em favelas brasileiras. É perfeitamente possível fazer isso neste país. As pessoas do mundo todo têm direito a ter uma vida melhor. E essa é nossa responsabilidade social.

DC – O senhor deve ter acompanhado os problemas em decorrência de construções localizadas em áreas de risco, como no Rio de Janeiro. Muitas delas se encontram em locais carentes. Intervenções nessas comunidades levam isso em consideração?

Restrepo – Sim. Em Medellín temos exatamente o mesmo problema e há ações de prevenção em áreas de risco e realocação das pessoas. A primeira preocupação é com a melhoria de vida, que beneficia toda a população da cidade. Precisamos de espaços de encontro, inserindo a cidade no dia a dia da própria população. Acima de tudo, dignidade ajuda a nos respeitarmos.

Arquitetura social

19 de janeiro de 2011 0

Uma ótima notícia tive hoje pela manhã. O arquiteto colombiano Gustavo Restrepo está desde domingo em Florianópolis para firmar uma futura parceria para projeto de recuperação da comunidade Frei Damião, em Palhoça. Ele que é referência internacional em recuperação de áreas degradadas, ajudou a transformar a cidade de Medellín, considerada a mais violenta do mundo na década de 1990, em exemplo de revitalização e inclusão social. Com um trabalho de ‘acupuntura urbana’ e decisiva participação da sociedade, as comunidades mais pobres receberam equipamentos urbanos de primeira necessidade (infraestrutura viária, bibiliotecas, parques, hospitais) e o resultado impressionou: a taxa de homicídios caiu mais de 10 vezes entre 1991 e 2006.

Tive o prazer de entrevistá-lo para o Missão Casa durante o Simpósio Internacional de Sustentabilidade na Arquitetura e Urbanismo (SISAU), promovido pela AsBEA/SC em outubro passado, quando todos ficaram encantados com o arquiteto, principalmente o empresário Valério Gomes, presidente da Cidade Pedra Branca, propondo a partir do encontro o primeiro passo para uma parceria inédita no país.

Este bem-sucedido projeto de Medellin é a base do projeto que Restrepo, a convite da Cidade Pedra Branca, vai desenvolver para revitalizar a comunidade de Frei Damião, uma das mais carentes da Grande Florianópolis. O arquiteto fará palestra nesta quinta-feira (20/01), às 10h, no auditório da Unisul em Palhoça. “O projeto do Novo Urbanismo da Pedra Branca é inclusivo. Além de desenvolver um programa inédito na América Latina, focado na sustentabilidade, pretende recuperar as áreas em seu entorno. A experiência de Restrepo na arquitetura social será fundamental neste processo”, destaca o engenheiro Olavo Kucker, consultor da Pedra Branca.

Gustavo Restrepo foi o primeiro colocado no Holcim Awards – edição América Latina – em 2008 com o projeto que propõe requalificar a Comuna 13, região com mais de 145 mil habitantes (maior que toda a população de Palhoça), com novas moradias, praças e instalações esportivas.  

 

Inscrições para o prêmio IDEA Brasil 2011

19 de janeiro de 2011 0

Dia 31 de janeiro encerra o prazo de inscrições, a preços promocionais, para a participação no IDEA Brasil 2011, o principal prêmio do design nacional, organizado pela Associação Objeto Brasil e Apex-Brasil, em parceria com o SEBRAE, ABDI e CNPq.

Designers, estudantes, profissionais e empresas podem cadastrar os seus produtos e projetos que concorrerão em 19 categorias diferentes pelas distinções Ouro, Prata e Bronze. As categorias são: Acessórios Pessoais, Ambientes, Casa, Comerciais & Industriais, Comunicação, Design de Interface, Design de Serviço, Embalagens, Entretenimento, Escritório, Estratégia de Design, Estudantes, Informática, Jóias, Lazer & Recreação, Médicos & Científicos, Pesquisa, Têxtil e Transportes Automóveis. Ecodesign, uma categoria até a edição passada do prêmio, tornou-se um item de avaliação para todas as categorias.

 Os premiados no IDEA/Brasil também participarão da fase final do IDEA Awards, nos Estados Unidos, que reunirá os principais trabalhos do mundo.

O regulamento do IDEA/BRASIL 2011 está disponível no site www.ideabrasil.com.br onde os interessados podem fazer a inscrição.

Objeto Brasil – A Associação Objeto Brasil é uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP) direcionada para a promoção do design brasileiro no Brasil e no exterior. Fundada em 1996, tem sede em São Paulo e abrangência nacional. A entidade teve como presidente de honra o empresário José Mindlin, morto em fevereiro deste ano, e sua diretora executiva é Joice Joppert Leal.  www.objetobrasil.com.br

Oficina de desenho de móveis

19 de janeiro de 2011 0

O designer Paulo Cardoso divulga a Oficina de Desenho e Criação de Móveis, que irá acontecer em Florianopolis, em fevereiro. O curso é realizado por módulos. Fica a dica. Mais informações pelo e-mail dpacard@gmail.com / pacard.designer@gmail.com ou (48) 9961 1546.

 

 


Oficina do Vidro renovada

13 de janeiro de 2011 0

Deixo registradas aqui algumas fotos da inauguração da Oficina do Vidro Bar Café Arte, no Campeche, que aconteceu na terça-feira passada. Estiveram presentes arquitetos e amigos da dupla Jorge Marinho e João Edmundo Bohn Neto, que já foi presidente do IAB-SC. O local é um mix de arte, cultura e as criações em vidro do Jorge, que é designer. E nada melhor unir tudo isso num mesmo local. A nova Oficina fica na avenida Pequeno Príncipe. As fotos são de Mariana Boro.

 Fachada da Oficina do Vidro Bar Café Arte

Jorge Marinho e João Edmundo Bohn Neto.