Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Design essencial por Todd Bracher

27 de agosto de 2012 0

Verdade, simplicidade, poesia…palavras que escutei da jornalista Clarissa Schneider, publisher da revista Bamboo, para definir valores essenciais…me aproprio dessas palavras para traduzir a  exposição “A essência das coisas”, do designer  americano Todd Bracher, no Museu da Casa Brasileira – a mostra integrou o evento Design Weekend, que aconteceu de 23 a 26 de agosto.

As peças criadas pelo designer americano refletem esses mesmos valores, nos enchem de poesia e admiração pelo processo criativo de cada uma. As ideias e opiniões do designer são compartilhadas em entrevistas veiculadas durante a exposição, compondo um cenário completo de sensações para a alma.

Todd Bracher é formado pelo Pratt Institute, de Nova York, e ocupou o cargo de designer sênior na empresa de Tom Dixon. Lecionou design na França e trabalhou durante dois anos em Copenhagen, onde recentemente tornou-se diretor de criação da renomada empresa escandinava Georg Jensen.

O legado industrial serve de base inspiradora para o design de Todd Bracher, segundo o curador da exposição e organizador do catálogo da exposição, Albrecht Bangert. O designer trabalha em um estúdio no Estaleiro da Marinha no Brooklyn, que foi reformado para abrigar indústrias particulares, comércio e estúdios. A exposição no Museu traz plotagens da paisagem da vista do estúdio do designer.

A visita à exposição Todd Bracher, a essência das cosas” é obrigatória para nos inspirarmos e conhecer o indivíduo por trás da obra, sua verdade expressa no resultado do seu trabalho. Entre as diversas frases ditas por Todd, compartilho algumas:

“Não quero ser conhecido, rotulado ou categorizado como designer – ou como artista. O que vale é o modo como o indivíduo pensa, como interpreta o mundo por meio da arte, do design, do desenho e da composição musical; vale a interpretação. Só isso. E isso é definido pela arte e pelo design”.

“Não gosto de títulos, não gosto de ser um estrangeiro americano, não quero ser nada. Quero ser apenas um indivíduo e é disso que se trata a minha exposição”.



Mesa lateral Tod para Zanotta, Itália 2005. A inspiração veio da foto com a pinta da modelo Cindy Crawford.






Boom, para Serralunga, Itália 2009. As mesas geram impacto ao contrastar o centro aberto com a superfície funcional. O olhar aqui foi para a bomba.






Alodia, banco para Cappellini, Itália 2010. Projetado para acomodar pessoas de todo tamanho, o banco é empilhável. O cenário atrás é a vista do estúdio do designer.





Pufe Zucca, 2009.





Flora, vaso para Georg Jensen, Dinamarca, 2005. Repare que na instalação tem a foto do pescoço de uma mulher, eis a inspiração para a peça.






Peças do designer tendo como pano de fundo a vista do seu estúdio para o Estaleiro da Marinha, no Brooklyn.





Ligntfalls, uma instalação de 2012 com a empresa 3M; e Librilounge, 2003, uma espreguiçadeira e biblioteca projetada para os pequenos espaços no Japão.






Dome, luminária criada em 2007 inspirada na Lua.





Designer Todd Bracher.













Envie seu Comentário