Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Casa pra mim é ...

28 de dezembro de 2012 0

Provavelmente este será o meu último post do ano. Por isso, quero deixar aqui  meu depoimento sobre o que significa a casa pra mim, sem nenhuma pretensão e sem querer ser definitiva sobre o assunto. Esse tema também está em um dos programetes que fiz para o Curta Design, na Itapema FM.

“Nas várias matérias que ao longo dos últimos anos tenho feito sobre o universo da casa, são recorrentes algumas palavras que tentam definir o que desejamos para os nossos ambientes. Acolhimento, identidade e percepção sensorial. Já em 2007,  um fórum internacional sobre tendências proclamava que uma casa é para ser tocada, sentida, experimentada. Na época, entrevistei o designer italiano Massimo Morozzi e nunca esqueci de suas palavras sobre as  tendências: “Toda a discussão do design hoje pode ser comparada ao ato de preparar alimentos, que é extremamente sensorial, nós provamos do sabor, das texturas, dos sons, da apresentação do prato. Há uma participação global que permeia todo o processo”, falava Morozzi. Segundo ele, há muitos jovens designers trabalhando com essa ideia de expandir as percepções sensoriais dos consumidores, com projetos que ele chama de “homeopáticos”: simples, mas que funcionam e trazem bem-estar”.


CASA PRA MIM …

TEM CHEIRO DE CAFÉ…






















GOSTO DE SALADA DE FRUTA PELA MANHÃ…













ACONCHEGO NA SALA …




















VIDA E COR …


SOSSEGO E PAZ …


FAMÍLIA, AMIGOS, ENCONTROS…

Envie seu Comentário