Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Joseph Kosuth, o pai da arte conceitual, fará palestra no Instituto Schwanke

27 de maio de 2013 0


Artista americano Joseph Kosuth, o pai da arte conceitual.


Recebi da amiga de longa data, jornalista Néri Pedroso – referência em Santa Catarina quando o assunto é arte – uma notícia que me deixou na expectativa. Em comemoração aos 10 anos do Instituto Schwanke, a entidade se prepara para realizar a primeira ação com um convidado internacional: a vinda do filósofo e artista americano Joseph Kosuth, o pai da arte conceitual. Ele fará a palestra “Arte conceitual na contemporaneidade”, no Teatro Juarez Machado, em Joinville, no dia 29 de agosto. Se você é amante das artes plásticas como eu, anote na agenda e garanta a sua inscrição para a palestra. Informações no portal www.schwanke.org.br

Projeto do MAC-Schwanke – Vale registrar ainda que nesses 10 anos o instituto formatou por inteiro o Museu de Arte Contemporânea Schwanke. Idealizado pelo arquiteto Reinhard Conrads, que conduz a Bauco Arquitetura Design em Jaraguá do Sul, o projeto garante a estabilidade entre o existente e a contemporaneidade. Âncora da Cidadela Cultural, na antiga fábrica da cervejaria Antarctica, a concepção museológica abarca restauração e ampliação. Uma parte, já tombada, será recuperada e outra, nova, será edificada. No conjunto, área para administração, auditórios, videoteca, reserva técnica, salas de restauro, de reuniões, multimídia e de aula, ateliês, biblioteca, acervo e depósitos, café, loja, além das galerias.


Maquete eletrônica: MAC Schwanke térreo





Maquete do MAC Schwanke - 1o. andar



MAC Schwanke 2o. andar


Joseph Kosuth – Aos 68 anos, nascido em Toledo/Ohio (EUA), Joseph Kosuth é considerado o pai da arte conceitual, provocador de reflexões acerca da natureza da arte, construção e desconstrução de significados, representação do concreto na linguagem escrita e sua abstração. Kosuth entende que a produção da arte vai além de formas e cores, que o espectador também cria e que potencialmente tudo é material para arte, pela possibilidade de relação com a vida. O artista editou a revista  Art & Language, influente periódico voltado à geração de artistas conceituais britânicos e norte-americanos na década de 1960. Ele esteve no Brasil em 2010 para participar da 29ª Bienal de São Paulo.


Sobre o instituto – Com sede em Joinville/SC, o Instituto Luiz Henrique Schwanke é uma entidade privada sem fins lucrativos e de natureza cultural, fundada em outubro de 2003 para gerenciar a criação do Museu de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke, o MAC-Schwanke. Finalizado, o projeto arquitetônico está em fase de precificação. O artista homenageado pelo instituto morreu em 1992, aos 40 anos. Considerado um dos expoentes da arte brasileira no século 20, ele estudou comunicação e se destacou como nome conectado ao movimento artístico internacional, criador de mais de cinco mil obras.



Envie seu Comentário