Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de março 2014

Projetos revelam o olhar crítico da arquiteta paisagística Juliana Castro

31 de março de 2014 0

A arquiteta paisagista Juliana Castro está em dose dupla no programa de hoje, dia 31 de março: ela nos mostra a revitalização da Praça Hercílio Luz, projeto que estabelece uma parceria público x privada e se torna mais um exemplo da apropriação do ambiente a  partir da qualificação dos espaços públicos. Vale a pena ouvir as opiniões fortes da arquiteta que defende projetos planejados para as pessoas em detrimento dos carros.

Outro projeto é da área comum de um edifício em Jurerê Internacional que tem a piscina na cor branca e grandes e poucas palmeiras como vegetação em destaque. Juliana mostra ainda a relação do ambiente construído com o passeio do pedestre a partir de calçadas largas, com pavimentação e escultura funcional criada pela artista plástica Giovana Zimmermann.

Os projetos apresentados pela profissional mostram a atuação em campos diferentes da arquitetura paisagística. É segunda, às 21h30min, na TVCOM.

foto 1

Dona de opiniões fortes, Juliana Castro está em dose dupla hoje no Missão Casa apresentando dois projetos em campos distintos da arquitetura paisagística.

 

Reforma une dois apartamentos

31 de março de 2014 0

Christina Vasconcelos Lago retorna com dedicação exclusiva a arquitetura e apresenta uma reforma que transformou dois apartamentos em um, dobrando os espaços de tamanho. A obra exigiu soluções de infraestrutura já que o prédio era mais antigo. O destaque do projeto são os home office localizados em pontos distantes do apartamento. Para ela, a vista do verde era fundamental e a solução foi fazer a integração com a área social por meio de uma janela interna; para ele, um ambiente mais reservado no outro extremo do apartamento. A inusitada mistura de bege e cinza confere a neutralidade a base do projeto, que tem pinceladas de cor nos detalhes.

Assista a entrevista hoje, a partir das 21h30min, na TVCOM (canal 36 da NET e Viamax).

foto (1)

 

CAU abre o debate sobre o Código de Ética e o relacionamento com fornecedores

27 de março de 2014 0

Convite Mesa Redonda CAUSC

Um encontro na próxima sexta-feira, dia 28 de março, amplia o debate urgente e necessário sobre o código de ética e o relacionamento dos arquitetos com os fornecedores.  O evento é promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina (CAU), por meio da sua Comissão de Ética e Disciplina e acontece no auditório da Unisul, no centro de Florianópolis.

O tema é polêmico e merece discussão em várias instâncias de atuação dos arquitetos, incluindo IAB e núcleos de decoração dos quais fazem parte empresas fornecedoras desses profissionais. A sociedade vem cobrando cada vez mais transparência e ética nas relações profissionais. 

O Conselho de Arquitetura deve estimular esse debate e implantar ações começando pela própria formação acadêmica para que os futuros profissionais não deixem os bancos escolares considerando essa prática comum.

“A universidade tem de exigir de seus professores que as questões éticas de cada profissão sejam debatidas em sala de aula, em todas as ocasiões que se fizerem necessárias”, disse a arquiteta Carmem Cassol,  em entrevista ao Boletim do IAB, nº 20, em agosto de 2002. Ela não admite que os profissionais aceitem porcentagem sobre a especificação de produtos.  

Amanhã é um bom dia para começar essa discussão.

boletim iabboletim iab 1

Raquel Silveira e Sérgio Zobaran participam da reinauguração da Dell Anno

27 de março de 2014 0
Raquel Silveira e Sérgio Zobaran, os profissionais à frente da Mostra Black, estarão em Florianópolis hoje, dia 27 de março, para a reinauguração da Dell Anno. O showroom que fica na Avenida Rio Branco, 198, foi totalmente reformulado para mostrar os lançamentos da marca. A dupla virá conhecer a loja e conversar com os profissionais do segmento sobre arquitetura e design. Ano passado, eles participaram de um bate papo na Mostra Casa Nova à convite do arquiteto Abreu Jr. e conheceram a exposição com a intenção de convidar um arquiteto do estado para participar da Mostra Black, mas essa escolha ainda não se concretizou. 

Primeira etapa do Jardim Botânico de Florianópolis pode sair do papel

27 de março de 2014 0

Hoje, dia 27 de março, às 9h30min, será assinada a ordem de serviço para execução das obras da primeira etapa do Jardim Botânico da Capital, localizada na Estação do Manguezal do Itacorubi. A obra irá incluir portal de entrada, reforma do casarão para o centro de visitantes, além de pista para atividades físicas e de uma plataforma de observação.

Esta primeira fase é chamada de Passeio da Transição, mas a Estação do Itacorubi terá ainda mais três Passeios: o da Celebração, com uma plataforma para vista aérea do mangue e pontos de observação; Didático, com espaço para apresentação das espécies locais e coleção de plantas; e da Transformação, que leva o visitante à estação de tratamento de resíduos sólidos e apresentação do processo de mudança da paisagem.

O investimento do Governo do Estado nesta etapa é de R$ 637.580,40, descentralizado da SDS para a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri).  

O evento será às 9h30, no salão paroquial da capela São Bento, no bairro Itacorubi.

jardim1_red

Arquiteto Cássio Orlandi Sauer vence concurso para Revitalização do Centro Histórico de São José

26 de março de 2014 0

Imagem 02 - projeto Centro histórico

O  arquiteto Cássio Orlandi Sauer, de Porto Alegre, foi o vencedor do  concurso de Revitalização do Centro Histórico de São José, em solenidade realizada no hall da Prefeitura de São José esta semana. Os projetos arquitetônicos dos quatros finalistas – vencedor, segundo e terceiro lugar e menção honrosa – ficam expostos ao público até o dia 4 de abril. O concurso, de alcance nacional, foi realizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB/SC), em parceria com a Prefeitura de São José. O primeiro colocado receberá R$ 40 mil; o segundo R$ 20 mil; e terceiro colocado R$10 mil. Os recursos serão repassados aos vencedores diretamente pelo IAB/SC. 

O responsável técnico pela equipe do projeto vencedor é Cássio Orlandi Sauer, de Porto Alegre. Em segundo lugar, ficou o projeto do responsável técnico Josiane Carolina Viana, de São Paulo. O terceiro lugar ficou com o projeto do responsável técnico João Serraglio, de Florianóplis, e ainda foi entregue a menção honrosa para o projeto assinado por Arthur Eduardo Becker Lins, também de Florianópolis.

O projeto é o primeiro passo para a efetiva recuperação e reurbanização do Centro Histórico de São José segundo a superintendente da Fundação Municipal de Cultura e Turismo, Elenita Gerlach Koerich. Para o coordenador estadual de concursos do IAB, Sérgio Oliva, é um avanço importante a realização, pela primeira vez, de um concurso desta amplitude em São José.  A coordenadora do concurso público nacional pelo IAB/SC, Sônia Suzete Roese, explica que os projetos tiveram um processo diferenciado de julgamento, que é uma prática no IAB-SC, onde foram submetidos a uma avaliação técnica com um júri composto pelos arquitetos e urbanistas Ademar José Cassol, Betina Adams, Humberto Tadeu Hickel, Irã Taborda Dudeque e Louise Caroline Stulzer Riedtmann Levy.

O próximo passo depois do projeto arquitetônico em mãos, será a elaboração do projeto executivo para lançar a licitação da obra. Como a revitalização representa uma grande intervenção, as obras devem ser realizadas em partes. A primeira etapa contempla a construção do Parque Cultural do Beco da Carioca.

Os participantes do Concurso deviam apresentar soluções e ideias para intervenções de sinalização, mobiliário urbano, pavimentação e equipamentos que voltem o convívio da comunidade com o mar, como espaço histórico de base luso-açoriano, a retomada do mercado público e outros pontos históricos. As intervenções devem ocorrer no trecho compreendido entre a Praia Comprida e o acesso a Ponta de Baixo, com foco no núcleo central e arredores da Praça Hercílio Luz e Igreja Matriz.

 

Hoje no Missão Casa: grafite do tricô, projeto de restaurante e seleção de design

24 de março de 2014 0
Proprietários do restaurante Bernino, na Pedra Branca, eu e o arquiteto Henrique Pimont.

Proprietários do restaurante Bernino, na Pedra Branca, eu e o arquiteto Henrique Pimont.

No Missão Casa desta segunda apresento projeto arquitetônico que tira partido de estrutura existente e propõe fachada envidraçada para manter contato visual entre o interior do restaurante e a rua.  O arquiteto Henrique Pimont assina o projeto realizado na Pedra Branca.

grafite trico 7
O tricô é uma forma gentil e criativa de cobrir buracos chamando a atenção para o problema.

Eu e a artista plástica Maria Regina abraçadas na árvore “vestida” com tricô.

Árvore em Jurerê internacional que recebeu tricô feita pela artista plástica Maria Regina maria regina 2 maria regina 3 Tricô pelo mundo.

Fui tricotar com a artista plástica maria Regina Ziegler de Castro e descobri que existe uma tendência de comportamento que vem sendo chamada de feminismo da terceira onda. Regina tricota e enfeita as árvores em frente a sua casa, em Jurerê Internacional. Ficou curioso? Assista ao programa desta segunda, que traz ainda uma seleção de peças assinadas por talentosos designers nacionais para a Saccaro. O garimpo revela a importância do design como ferramenta de competitividade para a indústria.  Hoje inicia a nova temporada do quadro Estilo Casa em parceria com a Saccaro.
É segunda, às 21h30min, na TVCOM.
Árvore em frente a casa da Maria Regina.

Árvore em frente a casa da Maria Regina.

Exemplos de grafites com tricô feitos pelo mundo.

Exemplos de grafites com tricô feitos pelo mundo.

 

Pedra Branca entrega primeiro prédio comercial com pré-certificação LEED em SC

22 de março de 2014 1

Office (2)

O primeiro empreendimento comercial de Santa Catarina a obter a pré-certificação LEED, reconhecimento internacional de sustentabilidade, será entregue neste sábado, em Palhoça. O Office Green é uma das fachadas preponderantes da praça central da Pedra Branca, no coração do bairro. Com a entrega do empreendimento serão concluídas a documentações que para a certificação final, que deverá ocorrer no segundo semestre de 2014.

O LEED é um sistema de certificação voluntário de edifícios verdes, promovido pelo U.S Green Building Council (USGBC), reconhecido internacionalmente em mais de 140 países e que incentiva a implantação de estratégias de alta performance ambiental e eficiência energética de projetos e construções de edifícios verdes. No caso do Office Green, a categoria obtida é a Core & Shell v3, nível prata, na avaliação do Green Building Certification Institute (GBCI).

A Certificação LEED® for CORE & SHELL fornece uma validação independente de terceira parte, garantindo que um empreendimento foi projetado e construído utilizando estratégias destinadas a alcançar alto desempenho em requisitos pré-definidos relacionados à saúde humana, preservação ambiental e uso racional dos recursos naturais. (texto Palavra Comunicação).

O que levou à certificação:

- Bicicletário e vestiários para os visitantes;

Comissionamento das instalações e sistemas prediais, garantindo a entrega dos sistemas em funcionamento adequado e com a performance verificada antes da ocupação.

- Economia de mais de 35% de água potável, com vasos de duplo fluxo e torneiras economizadoras;

Sistema de irrigação com água de reuso;

Central de armazenamento e separação de resíduos para reciclagem na fase de operação;

- Economia de 14% de energia anual por meio de sistemas de ar condicionado de alta perfomance e filtragem mais restritiva, proporcionando maior qualidade do ar interno, iluminação eficiente e vidros de alto desempenho e controle solar;

Produtos (adesivos, colas e pinturas) com baixo índice de Compostos Orgânicos Voláteis, atendendo aos padrões da legislação da Califórnia, onde a legislação ambiental é a mais rigorosa dos Estados Unidos;

Uso de madeiras certificadas pelo FSC (Conselho Internacional de Manejo Florestal);

Sistema de automação e controle predial, permitindo a medição e verificação online do consumo de água e energia do empreendimento.

08

 

Vencedores do 2º Prêmio Arquitetura Catarinense serão revelados em solenidade no Palácio Cruz e Sousa

20 de março de 2014 0

asbea iab

O Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis, será palco nesta sexta, dia 21, para o anúncio dos vencedores do 2º Prêmio Arquitetura Catarinense. Disputam 60 trabalhos inscritos, em 12 categorias. O evento inicia às 19h.

O concurso compreende categorias como projetos comerciais, residenciais, corporativos, de interesse social, de interiores, serviços públicos ou privados, paisagismo, restauro e conservação de sítios históricos. A edição consolida a iniciativa, que obteve sucesso em sua primeira edição, em setembro de 2011. A realização é da AsBEA/SC e do IAB/SC, com patrocínio do CAU/SC e Portobello.

“Criamos o prêmio com o compromisso de estabelecer um marco cultural, um legado para as gerações de estudantes de arquitetura e urbanismo, e criar novas referências inovadoras e sustentáveis”, afirma Ricardo Fonseca, presidente da AsBEA/SC. Henrique Pimont, vice-presidente da AsBEA/SC, reforça a importância do prêmio, lembrando que os 109 inscritos na primeira edição formaram um acervo extremamente representativo da produção de arquitetura catarinense. Já os 19 premiados na época estão em exposição itinerante em instituições de ensino superior, disponibilizando aos acadêmicos rico material para discussão dos rumos do segmento.

O IAB e os arquitetos acreditam que a arquitetura pode e deve contribuir para nossa cultura, nossas cidades e o bem estar das pessoas. Mais do que uma distinção aos melhores projetos de cada categoria, o Prêmio de Arquitetura Catarinense tem o papel essencial de divulgar a excelência da produção profissional dos arquitetos e urbanistas associados à ASBEA e ao IAB. As obras premiadas devem servir de referência à sociedade e aos arquitetos catarinenses em geral, como exemplos de soluções desejáveis, criativas, que aliam inovação e sustentabilidade, valores fundamentais para a arquitetura e urbanismo”, defende a presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil/Departamento Santa Catarina (IAB/SC), Vania Stephan Marroni Búrigo.

Definido júri técnico para avaliar trabalhos do Concurso de Requalificação do Centro Histórico de São José

20 de março de 2014 0

Já está definida a comissão julgadora responsável pela avaliação dos 40 trabalhos inscritos no Concurso Público Nacional de Requalificação Urbanística do Centro Histórico de São José (SC). O júri técnico é formado pelos arquitetos e urbanistas Ademar José Cassol, Betina Adams, Humberto Tadeu Hickel, Irã Taborda Dudeque e Louise Caroline Stulzer Riedtmann Levy.
A etapa de julgamento prevê avaliação dos trabalhos inscritos no período de 20 a 22 de março. A segunda fase do julgamento do júri representativo acontece em 22 de março. A revelação do projeto vencedor está confirmada para 25 de março, com exposição dos trabalhos no hall de entrada da Prefeitura de São José, local do evento.

Sobre Concurso Público: O IAB/DC e a Prefeitura Municipal de São José, através da Fundação Municipal de Cultura e Turismo de São José, lançaram – em dezembro de 2013 – o edital para o Concurso Público Nacional para Requalificação Urbanística do Centro Histórico de São José.  O objetivo é selecionar o melhor projeto de estudo preliminar de arquitetura para a área considerada patrimônio histórico do município. (Texto de Luciana de Moraes).
Júri Técnico:
ADEMAR JOSÉ CASSOL - Arquiteto formado na URGS (1964). Trabalhou no DEA da UFSC de 1966 a 1973, tendo lecionado desenho no curso de Engenharia da UFSC em 1971/2. Foi conselheiro do CREA-SC e na COHAB-SC. Foi sócio no escritório de projetos Liz Cassol Monteiro Arquitetos Asssociados até 1980 quando passou a dirigir o setor de engenharia da empresa familiar Cassol Pré-fabricados Ltda. Atualmente faz parceria com Arq. Carmem  Seara Cassol na Cassol Arquitetos Ltda.
BETINA ADAMS - Arquiteta e Urbanista na Universidade Santa Ursula/RJ (1977), com especialização pelo IBAM/RJ no Curso de Metodologia e Projetos de Desenvolvimento Municipal e Urbano (1980). Mestre em Geografia na Área de Concentração Desenvolvimento Regional e Urbano pela UFSC (2001). Reside em Florianópolis. Desde 1977 atua junto ao IPUF- Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis, no Serviço do Patrimônio Histórico Artístico e Natural do Município. Na área institucional foi membro do Conselho Superior do IAB/SC durante 3 gestões e do ICOMOS -  Internacional Council on Monuments and Sites. Possui publicações na área e preservação urbana e patrimônio histórico.

 HUMBERTO TADEU HICKEL - Arquiteto e Urbanista, formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos  - UNISINOS (1981), com especialização em Desenho Urbano pela UFRGS – (1986), mestre em planejamento Urbano e Regional pela UFRGS – (2003). Reside em Porto Alegre RS. Aposentado como arquiteto da Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Porto Alegre onde atuou por 32 anos, foi professor de urbanismo e paisagismo na UNIRITTER (2000 a 2010), hoje atua como profissional autônomo. Na área institucional foi Vice Presidente IAB/RS por duas gestões e é membro do Conselho Estadual do IAB/RS.

 IRÃ TABORDA DUDEQUE-  Arquiteto e Urbanista graduado pela PUC PR (1994), graduado em História pela UFPR (1992), Mestre e Doutor em Arquitetura (FAUUSP). Professor do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Na área institucional é Vice Presidente da Direção Nacional do IAB (gestão 2012-2014) e Presidente do IAB-PR (gestão 2014-2017). Autor dos livros “Espirais de Madeira: uma história da Arquitetura de Curitiba” (São Paulo: StudioNobel, 2001) e ”Nenhum dia sem uma linha: uma história do Urbanismo em Curitiba” (São Paulo: StudioNobel, 2010). É ainda articulista da revista AU - Editora Pini.

 LOUISE CAROLINE STULZER RIEDTMANN LEVY - Arquiteta e Urbanista formada pela UFSC (2005), Pós graduada em Projeto e Planejamento da Paisagem pela UniSul (2009). Reside em Florianópolis. Atua há 9 anos na área de arquitetura de exteriores e paisagismo na empresa Harmonia Verde Paisagismo e Arquitetura de Exteriores. Na área institucional em 2011 ajudou a fundar a ABAP em SC.

(Texto de Luciana de Moraes).