Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Exposição “Fabrica e Invenção”, da obra do arquiteto Lelé, pode ser visitada na Mostra Casa & Cia

30 de setembro de 2014 0

exposição

Qual Artista ou Arquiteto?

por Vicente Wissenbach

Florianópolis recebe exposição. São retratos da obra de João da Gama Filgueiras Lima, conhecido internacionalmente como Lelé, um dos expoentes da arquitetura brasileira, arquiteto este que nos deixou há poucos meses, aos 82 anos de idade. A exposição é formada por imagens inéditas fotografadas por Nelson Koln, fotógrafo formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e especialista em fotos de arquitetura e cidades.

Lelé iniciou a carreira junto a Oscar Niemeyer na construção de Brasília e se consagrou como um arquiteto de projetos modernistas, comprometido com integração com a paisagem e com o contexto cultural. Sua obra é reconhecida especialmente pelo conjunto de projetos que desenvolveu junto à Rede Sarah de hospitais e por seus trabalhos na área de pré-fabricação dom argamassa armada.

São quatro painéis com cerca de 1,80 de altura por 2,30 de largura com imagens inéditas que contarão um pouco da história do arquiteto. “A ideia é que o visitante se sinta dentro da obra”, afirma Jodéli Laurindo Florenço, arquiteta que organizou a exposição.

Em 2012, Lelé ganhou a considerada mais importante premiação de arquitetura das Américas, a Medalha de Ouro da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA). Em 1998 e 2002, recebeu o Prêmio da Bienal Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo; já em 2001, o Grande Prêmio Latino-Americano na 9a Bienal Internacional de Arquitetura. Na literatura, em 2013, foi um dos vencedores do Prêmio Jabuti, com o livro “Arquitetura: Uma Experiência na Área da Saúde”. Apesar de ter nascido, crescido e se formado no Rio de Janeiro, passou a maior parte da vida adulta em Brasília e em Salvador.

A exposição “Fabrica e Invenção”, montada pelo Museu da Casa Brasileira, de São Paulo, foi exibida em com sucesso também no Museu Oscar Niemeyer (Curitiba) e Teatro Castro Alves (Salvador). O circuito internacional da exposição foi iniciado na Holanda.

(Vicente Wissenbach é jornalista especializado em arquitetura, fundador da Revista Projeto).

Envie seu Comentário