Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de outubro 2015

Instituto Orbitato e o estilista Ronaldo Fraga ministram workshop em Curitiba

27 de outubro de 2015 0
workshop_ronaldo_celaine (2)

A parceria do estilista mineiro Ronaldo Fraga e da Artista plástica e Diretora do Instituto Orbitato Celaine Refosco vai resultar em um Workshop intitulado “Conceito + Identidade= produto com alma”. O evento será realizado nos dias 13 e 14 de novembro, sexta-feira e sábado, na Biclicletaria Cultural, em Curitiba no Paraná. Uma ótima oportunidade para quem quer conhecer mais sobre a relação entre mercado, criação e desenvolvimento de produto.

Saiba mais http://goo.gl/S2i0zE

Notícias da Galeria Orbitato:

* No sábado, dia 17, a Galeria Orbitato promoveu o lançamento da Scales Collection da marca de acessórios Rust Miner, de Florianópolis, que leva a assinatura dos designers Léo Begin e Raphael Fagiolo. A coleção é composta de colares, anéis, brincos e pulseiras, tendo como material base à borracha de câmara de ar de bicicleta que já enfrentaram as batalhas nas ruas, e também as correntes e raios da bike.  Transformações de momentos e sentimentos em peças inéditas, que serão comercializadas pela Galeria Orbitato.

lancamento_Rust_miner_Flora_REfosco (1)

Lancamento Rust Miner. Fotos Flora Refosco

lancamento_Rust_miner_Flora_REfosco (3)

Lancamento Rust Miner.

Saiba mais http://goo.gl/yxHaVo

* Novas propostas de modelagem marcam o curso de Vestidos de Festa – Modelagem Plana no Instituto Orbitato

A confecção da modelagem para vestidos de festa requer conhecimento, prática, experiência e acima de tudo atenção na hora de transformar em realidade, o sonho de noivas, madrinhas, formandas e convidadas. Nos dias 18, 19 e 20 de outubro, modelistas e designers participaram do curso de Modelagem Plana para vestidos de festa. O curso foi ministrado por Maria Cecília Duarte, que possui 40 anos de experiência na área e já confeccionou peças para o figurino de novelas e para estilistas que apresentam suas coleções no São Paulo Fashion Week.

Saiba mais http://goo.gl/Nd8KHs

curso_modelagem_flora_refosco (1)

Curso de modelagem.

Confira mais informações sobre o Instituto Orbitato no site www.orbitato.com.br.
(textos assessoria de imprensa)

Jeito de Morar em prédio construído no final de 1970

26 de outubro de 2015 0

O programa de hoje está especial. Tudo começou com a ideia de gravar o quadro Jeito de Morar no apê do arquiteto Antonio Couto e da designer Laura Pereira. O apartamento alugado reflete 100% dessa dupla afinada, que escolheu o centro para morar e especialmente o condomínio Versalhes. Começamos a falar  da localização, do estilo de vida quando lembrei da história do prédio numa conversa com a arquiteta Lilian Mendonça. Claro, teríamos que abordar a vida do casal Antonio e Laura dentro do contexto do condomínio Versalhes, construído no final da década de 70 pelo sistema de cooperativa e do BNH, na época.

O assunto rendeu tanto que fizemos um programa inteiro no condomínio. Entrevistamos os arquitetos Lilian Mendonça e o Guilherme M.Simon, que moram no prédio; a síndica Catherine Carneiro, que tem 80 anos e foi uma das primeiras moradoras; o arquiteto e companheiro da Lilian, Peter Widmer; e o arquiteto que esteve à frente do projeto Moyses Liz. Está Imperdível!!!

É hoje às 11 da noite, na TVCOM.

IMG_7661

Fotos minhas do apê do Antonio e da Laura, no condomínio Versalhes, no Centro de Florianópolis.

IMG_7695

Laura, Antonio e eu numa manhã de conversas e descobertas.

IMG_7667 IMG_7671 IMG_7675 IMG_7677 IMG_7679

FullSizeRender

Condomínio Versalhes construído no final de 1970.

IMG_7699

Guilherme M.Simon e a esposa são moradores do condomío.

IMG_7820

Arquiteto Moyses Liz que esteve à frente do projeto quando atuava no escritório Liz Cassol Monteiro.

Cooktop branco da Mueller tem mais segurança no encaixe das grades

22 de outubro de 2015 0

Lançamento de 2015 da Mueller, o cooktop branco 5 bocas reúne alguns diferenciais exclusivos desenvolvidos pela marca catarinense. Entre os itens de segurança estão o encaixe inteligente das grades com quatro pontos de apoio e superfícies serrilhadas, que dão maior aderência durante o uso, além de serigrafias na mesa que identificam o correto acendimento. E o queimador central tripla chama de 3,6 mil watts de potência garante a performance gourmet para o preparo rápido das receitas. Disponível também na cor preta.

muller

Lounge Vogue no SPFW

22 de outubro de 2015 0
2733_550193__cle2214_web_

Fotos de Cleiby Trevisan.

A Vogue marca presença com um lounge em mais uma edição do SPFW. Nesta temporada de Inverno 2016, o espaço que é ponto de encontro dos principais estilistas e formadores de opinião, é assinado pela designer Ana Strumpf em parceria com RSRG.  A floresta encantada de Ana Strumpf para o papel de parede da Branco é o ponto de partida para o conceito do lounge, cujo projeto foi desenvolvido pelos arquitetos Regina Strumpf e Rogério Gurgel (RSRG arquitetos) em parceria com Ana.

A proposta foi quebrar o rigor dos lounges tradicionais criando três pequenos ambientes distintos, cada um com uma cor predominante (vermelho, preto e azul), onde as peças de design assinado são destaques. Os tapetes circulares e o geometrismo em preto e branco em uma das paredes fazem o contraponto urbano com a floresta encantada do papel, enquanto o pórtico em trama de linho verde abre o lounge para a mata do parque do Ibirapuera, deixando a luz natural entrar.

 A 40ª edição do SPFW comemora os 20 anos do calendário oficial da moda brasileira e acontece até 23 de outubro. Jader Almeida é um dos parceiros do projeto, junto com Branco, Bertolucci, Tabriz, Cremme, Tog, Tora Brasil, Codex Home, Atrium e Vitra.

2733_550195__cle2225_web_

 

2733_550197__cle2245_web_ 2733_550196__cle2240_web_

A arte do encontro ...

22 de outubro de 2015 0

Registros do evento na Saccaro, noite sensacional que reuniu o arquiteto Moysés Liz, que aos 80 anos se permitiu parar e está curtindo a aposentadoria, e os jovens profissionais que estão iniciando na profissão. Público eclético, com diferentes idades, atuação e formação que foi prestigiar a marca, conhecer a ambientação da Taís Marchetti Bonetti para a Mostra Casa & Cia e, acima de tudo, confraternizar. Só tenho a agradecer a presença de todos.

_MG_0979

As duas Marinas, Sá e Baldini. Fotos de Mariana Boro.

_MG_0982

Jakcson Medeiros, Silvya Caprário, Joel Pereira e Beatriz Leite.

_MG_0985

Christine Feyh e Tatiana Tatit.

_MG_0986

Maria Lúcia Mendes Gobbi e Carlos Ribeiro.

_MG_0988

Cintia Brand (ao centro) e amigas.

_MG_0991

Os manos: Cristiana e Gil Bez Delpizzo.

_MG_0995

Juliana Pippi e Cláudia Couto.

_MG_0996

Juliano Darós Amboni, Mariana Milanez Brogni, Thaise Schultz e Vanessa Preto.

_MG_1001

Patricia Burigo e Ivonei Assunção.

_MG_1007

Márcia Maurano, Mariana Prata, eu, Gabriel Hering e Maíra Queiroz.

_MG_1015

Márcia e Taís Marchetti Bonetti.

_MG_1056

Bia e Ricardo Barros.

_MG_1078

Néri Pedroso, Moysés Liz, eu e Mísia Farhat.

_MG_1086

Jorge Marinho, Alcides Theiss e João Edmundo.

_MG_1094

Evandro Gaspar, Abreu Junior e Sidnei Machado.

_MG_1102

Estela Cislaghi e Radi Modernel.

_MG_1080

Festival Internacional de Cinema Socioambiental exibirá 80 filmes com sessões gratuitas

21 de outubro de 2015 0
planeta doc . Desculpe o Transtorno

‘Desculpe pelo Transtorno: A História do Bar do Chico’, premiado documentário rodado em Florianópolis pelo diretor inglês Todd Southgate

Florianópolis recebe a partir da próxima segunda-feira (26) o Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc -, evento que aborda a temática ambiental e social do mundo contemporâneo por meio da sétima arte. A programação terá a exibição de 80 premiados filmes nacionais e internacionais, com sessões gratuitas até 13 de novembro nos auditórios da UFSC, UDESC, Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque e Assembleia Legislativa.

Exposições fotográficas, peças teatrais, palestras e debates com diretores e cineastas também fazem parte da programação. Segundo Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento, o Planeta.Doc quer chamar a atenção para a necessidade da preservação do meio ambiente utilizando o cinema como meio de reflexão. “A população catarinense terá a oportunidade de assistir a algumas das mais importantes obras socioambientais do mundo, premiadas em festivais internacionais como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim e que conscientizam sobre alternativas de construção das sociedades humanas mais responsáveis e felizes”, destaca.

Para incentivar o debate também entre os alunos da rede municipal de educação de Florianópolis, o Planeta.Doc firmou parceria com o Programa Mapa das Artes e Culturas da Secretaria Municipal de Educação. “Queremos levar os estudantes para as salas de cinema, contribuindo para o processo de conhecimento e transformação destes jovens”, conta a Mônica. Por meio da UDESC–Laguna e Cineclube Iphan, as ações também acontecerão em Laguna, no Cine Mussi (SESC), e em Ibirama, estendendo o festival a outras regiões do estado.

Produções consagradas
planeta doc.Menino_Mundo

‘O Menino e o Mundo’, vencedor do Prêmio Cristal no 38º Festival de Cinema de Animação de Annecy, na França, considerado o maior reconhecimento da animação mundial

Entre as consagradas produções que fazem parte da programação estão ‘Transgenic Wars’, de Paul Moreira (vencedor do FICA 2015), ‘O Sal da Terra’, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado (vencedor do César de melhor documentário), ‘Planetary’, de Guy Reid (seleção oficial do Washington DC Film Festival), ‘Love Thy Nature’, de Sylvie Rokab (vencedor do Cosmic Angel 2015), além de ‘Bidder 70’ (Tim DeChristopher), ‘Drone’ (Tonje Hessen Schei), ‘Gambling On Extinction’ (Jakob Kneser ), ‘The Other Man: F.W. de Klerk and the End of Apartheid’ (Nicolas Rossier), ‘Once Upon a Forest’ (Luc Jaquet), ‘The Last Ocean’ (Peter Young), ‘Damocracy’ (Todd Southgate), ‘Snake Dance’ (Patrick Marnham, Manu Riche).

Dos brasileiros, o premiado ‘O Menino e o Mundo’, vencedor do Prêmio Cristal no 38º Festival de Cinema de Animação de Annecy, na França, considerado o maior reconhecimento da animação mundial; ‘O veneno está na mesa II’, novo documentário de Silvio Tendler; ‘Desculpe pelo Transtorno: A História do Bar do Chico’, premiado documentário rodado em Florianópolis pelo diretor inglês Todd Southgate; ‘A nação que não esperou por Deus’, de Lucia Murat; e ‘A Lei da água’, de André D Elia.

Programação
planeta doc. Sal da Terra 2(1)

‘O Sal da Terra’, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado (vencedor do César de melhor documentário)

O festival terá eventos paralelos como a Mostra de Filmes da Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e do Institut Français, composta por oito filmes, entre eles, ‘Planet Glace’, ‘Clevelent contre Wall Street’, ‘Chante Ton Bac D Aborde’, ‘Comment Jai Détesté Le Maths’, ‘Avec Dédé’ e ‘Au-Dela Du Nuage’ e ‘Bambi’. Contará, ainda, com a Mostra de Diretores Prestigiados, como Beto Brant, com seu filme ‘Eu receberia as piores notícias dos seus tristes lábios’, estrelado por Camila Pitanga, o peruano Javier Corcuera, entre outros.

A Mostra do FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental – também faz parte da programação, com a exibição dos filmes vencedores, entre eles, ‘Transgenic Wars’, ganhador da última edição. Realizado desde 1999 em Goiás, o FICA é o mais antigo festival socioambiental do Brasil e membro-fundador da Green Film Network, rede mundial de festivais de cinema ambiental.

Premiação Planeta.Doc

Também estão abertas as inscrições para a premiação internacional que escolherá os melhores filmes de documentário e animação de curta, média e longa metragem nas categorias Planeta.Doc Internacional (10 filmes vencedores) e Planeta.doc Brasil (5 filmes vencedores). Mais de 500 obras de 66 países já estão inscritas e os interessados têm até o dia 1º de dezembro para enviar o material pela plataforma  https://filmfreeway.com/festival/PlanetaDoc. O júri internacional fará a escolha dos vencedores em janeiro e fevereiro, com entrega dos prêmios em março de 2016.

O Planeta.Doc tem apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Prefeitura de Florianópolis e da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa. Tem ainda a parceria da UFSC, UDESC, Fundação CERTI, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Instituto France, Cinemateca da Embaixada da França, Semana Lixo Zero, UDESC – Laguna, Cineclube IPHAN, UNISUL, Semana Lixo Zero, as empresas juniores da UFSC EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), TÉTIS (Oceanografia) e Café Fita Crepe (Cinema). (Texto Palavra Comunicação).

Saccaro celebra 30 anos de design autoral e promove coquetel para marcar ação com profissionais

19 de outubro de 2015 0
saccaro

Ninho, da coleção Capadócia, peça destaque do ambiente criado pelo escritório Marchetti Bonetti + para o Casa & Cia Encontros e Espaços. Divulgação.

Já são 69 anos de história da Saccaro, reconhecida e consolidada nacionalmente no mercado de decoração. Nas três últimas décadas a marca firmou importantes parcerias com designers renomados para assinar suas coleções. “São 30 anos de investimento em design assinado, motivos que nos fazem comemorar muito em Florianópolis”, comenta a empresária Márcia Maurano, há sete anos à frente do endereço exclusivo em Florianópolis, que recebe nesta terça-feira, 20 de outubro, convidados no seu showroom.

​O evento, marcado para começar às 19h30, ​destaca o programa cultural Relazione que leva dois profissionais para a feira Internacional de Estolcomo, na Suécia. E apresenta especialmente a linha Capadócia, lançada na última edição da Design Weekend! em São Paulo, que acaba de chegar à loja. A peça ​Ninho, da nova coleção desenhada por Roque Frizzo, compõe a ambientação assinada pelo escritório Marchetti Bonetti​ +​ para o Casa & Cia Encontros e Espaços, aberta à visitação do público.

 

+2 Arquitetura cria espaço de alimentação e convivência na Eletrosul

18 de outubro de 2015 2

A +2 Arquitetura recebeu a missão de criar um espaço agradável como área de descanso para os funcionários da Eletrosul, integrando as áreas de restaurante e cafeteria da empresa, que totalizam 374 m². O edifício da sede da Eletrosul, empresa pública de geração e transmissão de energia, foi construído na década de 70 e é uma referência de arquitetura na cidade de Florianópolis.

O conceito do espaço projetado foi composto por dois módulos, que são divididos por um painel inusitado que tem em seu formato a logomarca espelhada da empresa. Na entrada, num ambiente para 50 pessoas, encontra-se um espaço de estar para leitura, descanso, integração e bancada para notebook. A praça de alimentação, que acomoda 100 pessoas, recebeu mesas em arranjos diversos, para compor almoços em grupo, sozinho ou em mesas comunitárias.

mais dois 3

Fotos divulgação.

“As áreas de apoio, como cozinha, cafeteria e buffet, foram dispostas de uma forma que passam despercebidas a quem entra no ambiente” explica Luciana Decker, arquiteta responsável pelo projeto.

mais dois

A iluminação natural e o pé direito alto, elementos originais da arquitetura do prédio, foram mantidos e trouxeram ao espaço conforto e amplitude. A cafeteria ganhou iluminação de efeito com trilhos e lâmpadas em led, e a mesa comunitária recebeu luminárias quadradas com facho orientável. Sobre a bancada, junto à área de trabalho, a iluminação de destaque foi embelezada pela luminária da Bertolucci em cobre, modelo Urucum.

“Para compor com os pilares de concreto, e forro metálico, elementos austeros e vigorosos, optamos por uma vegetação interna, atrelada ao mobiliário em tons de madeira que esquentaram o ambiente, trazendo aconchego e conforto” acrescenta Decker.

As cores institucionais da empresa, utilizadas nos tecidos e revestimentos das paredes da cafeteria, são os elementos de destaque, que dão vida ao ambiente.

mais dois 2

A escolha do mobiliário

O espaço de descanso e lazer dos funcionários foi composto principalmente por poltronas. A opção foi pelo modelo Le Corbusier para 2 lugares e 1 lugar, em diferentes cores (bege, marrom) nos lugares onde as poltronas deveriam ser fixas (não giratórias).

“Para compor o layout em sua parte central, buscamos a versatilidade, e por este motivo, poltronas giratórias, de forma que possam gerar diferentes composições, sem que haja necessidade de movimenta-las” ressalta Luciana Decker.

Na praça de alimentação, o mobiliário escolhido buscou o conforto, a ergonomia e a diversidade de composições. Foram utilizados bancos (boots) com tecido impermeável, cadeiras e mesas nas cores tabaco, tons sóbrios, para trazer harmonia à composição com as mesas existentes, em tonalidade bastante viva.  Os tons de madeira escolhidos compuseram com as cores institucionais da empresa (verde, azul e amarelo). (texto com assessoria MCK Cultura da Informação).

Design Inverso é o grande destaque da segunda edição do Prêmio D.Catarina

17 de outubro de 2015 0

O estúdio Design Inverso, de Joinville, levou 4 prêmios e 2 menções honrosas na segunda edição do Prêmio D.Catarina. O corpo de jurados, presidido pelo designer e professor Fredy Van Camp – que foi o curador da Bienal Brasileira de Design realizada em Florianópolis este ano – divulgou a relação dos vencedores na última quinta-feira, em evento realizado na Univali. Ao todo, foram oito vencedores e seis menções honrosas, escolhidos entre 37 finalistas, após avaliação de 163 inscritos. Criado em 2014 para estimular a competitividade da indústria catarinense com a força do design, o prêmio D.Catarina é uma promoção conjunta do Centro Design Catarina, com o apoio da Associação Catarinense de Design (SCDesign) e da Univali.

Jurados

Fizeram parte do corpo de jurados do Prêmio, os designers e professores Freddy Van Camp, João de Souza Leite e Marcus Dohmann, além do economista e curador de design Valdick Jatobá e do diretor de eventos e curador de arquitetura e design da Casa Cor SC Lucas Petrelli.​

01 - Banheira Musa. Sabbia (1)

Banheira Musa. Design Inverso para a Sabbia.

 

MENÇÃO HONROSA. Micro-ônibus Solum. AMD  2

Micro-ônibus Solum. Design Inverso para ADM2. Menção Honrosa.

 

PREMIADOS | II PRÊMIO D.CATARINA |
Categoria Vencedor Menção Honrosa
Cerâmico Produto: Banheira MusaEmpresa: SabbiaDesign: Design Inverso -
Eletrodomésticos e eletroeletrônicos Produto: Lavadora BárbaraEmpresa: WankeDesign: Design Inverso -
Embalagem Produto: Embalagens para Discos de Freio FremaxEmpresa: FremaxDesign: Design Inverso Produto: Tomate Salad SensationEmpresa: Sakata Seed SudaméricaDesign: O3 Design (Joe Wallace Cordeiro, Juan Rivas Beasley e Gabriel Inler)
Games, softwares, web e aplicativos Produto: PlayTableEmpresa: PlaymoveDesign: Playmove -
Moda Não houve vencedor -
Móveis Produto: Poltrona CoraEmpresa: TissotDesign: Bruno Faucz Produto: Banqueta Bravo Mk2Empresa: Ipsilon DesignDesign: Altino Alexandre Cordeiro Neto, Mauricio Scoz Jr e André L. Ramos
Superfície Produto: KopanEmpresa: Cimentíssimo RevestimentosDesign: João L. S. Rieth e Gabriel P. Goulart Produto: DiamanteEmpresa: Revelux RevestimentosDesign: João L. S. Rieth e Gabriel P. Goulart
Transporte Não houve vencedor Produto: Micro-ônibus SolumEmpresa: AMD Encarroçadora e ImplementadoraDesign: Design Inverso
Utilidades Produto: Linha de vassouras domésticas CondorEmpresa: Grupo CondorDesign: Design Inverso Produto: Linha ColorêEmpresa: Adoleta Bebê/ CajovilDesign: Adoleta Bebê
Outros Produto: Consultório Odontológico Logic Exclusive IIEmpresa: Olsen S.A.Design: Equipe P&D Olsen Produto: Colhedora de Café Jacto – K 3500Empresa: Máquinas Agrícolas Jacto S.A.Design: Design Inverso
MENÇÃO HONROSA. Embalagem Tomate Salad Sensation. Sakata Seed Sudamérica

MENÇÃO HONROSA. Embalagem Tomate Salad Sensation. Sakata Seed Sudamérica. O3 Design (Joe Wallace Cordeiro, Juan Rivas Beasley e Gabriel Inler

MENÇÃO HONROSA. Linha Colorê. Adoleta Bebe

MENÇÃO HONROSA. Linha Colorê. Adoleta Bebe

Poltrona Cora. Tissot

Poltrona Cora. Design Bruno Faucz para Tissot.

MENÇÃO HONROSA. Banqueta Bravo Mk2. Ipsilon Design

MENÇÃO HONROSA. Banqueta Bravo Mk2. Ipsilon Design

Lavadora Barbara. Wanke

Lavadora Barbara. Design Inverso para Wanke.

MENÇÃO HONROSA. COBOGO DIAMANTE. Revelux

Embalagens para Discos de Freio. Fremax2 (2)

Embalagens para Discos de Freio. Fremax2 (2). Design Inverso.

 

Programa Encontros traz Guto Lacaz hoje, no O Sitio

16 de outubro de 2015 0
Guto - cartaz

Guto Lacaz. Fotos divulgação.

O artista Guto Lacaz é o convidado do O Sítio para participar do Programa Encontros, que já contou com a presença de nomes como Tunga, José Miguel Wisnik e Christine Greiner. Ele vem encontrar o publico local para falar de seu trabalho, suas obras e processo de criação. Sua carreira, seus erros e acertos no universo da arte contemporânea. Após sua fala, abre-se espaço para uma conversa com o público.

No dia seguinte, sábado, a partir das 15h, Guto ministra no mesmo local, uma oficina de Pop Up, onde ensinará a fazer cartões tridimensionais. As inscrições podem ser feitas através do site do Sítio: www.ositio.com.br

Quando: 17 de outubro, às 19h.

Onde: O Sítio, rua Francisca Luiza Vieira, 53. Lagoa da Conceição, Florianópolis.

fone (48) 3065.5792

Como: ingresso R$15,00

Pop Up Guto Lacaz

Pop Up

Quem é:

Figura única na arte brasileira, o paulista Carlos Augusto Martins Lacaz, mais conhecido como Guto Lacaz, é ilustrador, artista multimídia, designer, técnico eletrônico, desenhista, cenógrafo e arquiteto, além de professor.

Sua trajetória como artista plástico foi quase por acaso. Em 1978, quando ainda era estudante de arquitetura, soube de um concurso de móveis e objetos inusitados promovido pelo Museu da Imagem e do Som e inscreveu alguns dos muitos objetos malucos que já criava na época. Ele ganhou 10 prêmios, foi elogiadíssimo pela crítica e a partir dai, tornou-se artista.

As suas obras vão de esculturas lúdicas e  videoinstalações, a eletroperformances e adaptações ou ainda instrumentos científicos, o que faz dele um inventor, capaz de ampliar o horizonte da arte ao incluir a ciência e a tecnologia nas suas criações, principalmente quando constrói suas máquinas e aparelhos paradoxais ou absurdos.  “Os artistas, de modo geral, têm medo da ciência e acabam se esquecendo que, se ela for bem administrada, pode se tornar um poderoso instrumento de expressão”, diz Guto Lacaz.

Sua obra também pode ser vista como a uma espécie de antiengenharia, já que ele é decidido a aplicar o seu conhecimento técnico na desmontagem, na desorganização, na desconstrução do sistema produtivo industrial, com suas sacadas cheias de humor. Mestre da contemporaneidade urbana, joga o tempo todo com a ironia e o nonsense numa produção que reflete, brincando, as mudanças impostas pela moderna sociedade industrial à esfera da arte. Vários de seus trabalhos relacionam-se ao universo da mídia e do consumo em que ele transforma, radical e poeticamente, as funções dos objetos do cotidiano ao insólito.

Este singular artista concebe e põem em funcionamento dispositivos absolutamente inúteis e debocha de seus significados. Guto garimpa objetos usados no dia a dia, observa ambulantes em faróis e visita lojas populares e quando enxerga potencial em algum produto, compra, inventa uma nova função para ele e apresenta tudo no palco.  Ao mesmo tempo que manipula diversos elementos em performances, apresenta-se  como uma mescla de artista-ator, inventor e mágico. Suas apresentações carregam toques de Teatro do Absurdo, mas são sempre baseadas em seus estudos que permitem a descoberta do lado secreto dos objetos e com isso consegue fazer composições cinéticas surpreendentes.

Segundo o próprio artista, “A proposta é mostrar o lado cênico de um aparelho e do encontro de aparelhos que nunca se encontrariam, como máquina de escrever e guarda-chuva, taco de golfe e piano de cauda, vassoura com furadeira”.

Ele se auto intitula um artista prático e não plástico, pois seus instrumentos são pregos, martelo, fios, lâmpadas, baterias e uma infinidade de outros objetos mais  comuns numa caixa de ferramentas do que num atelier de arte. E com estas ferramentas elabora complexas geringonças que nos fazem senão pensar, divertir.  E com seu bom humor e seu espírito irreverente cativa até o mais leigo.

Segundo o critico e curador Paulo Klein, “Na pele de um cidadão calvo, supostamente normal, vive um homem que ri e faz rir”. Este é Guto Lacaz.

relogio pra perder as horas

Relogio pra perder as horas.

ilustração Guto orgasmo