Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2016

Curso Bota a Cara e Faz ganha nova edição em Florianópolis

29 de fevereiro de 2016 0

rada diasRafa Dias é network do YouTube no Sul do país e parceiro do Missão Casa, administra o nosso canal no YouTube. Para os interessados, ele irá promover mais um curso para quem quer fazer parte desse universo. Começar um canal no YouTube e ganhar dinheiro na internet?

No dia 1º de março acontece em Florianópolis uma nova edição do curso Bota a Cara e Faz, onde Rafa Diasyoutuber e sócio da network Dia Estúdio, compartilha sua bagagem de experiências em cinema, TV e internet com a galera que está querendo saber mais sobre como funciona o mundo de criação de conteúdo para o YouTube. O evento acontece no Majestic Palace Hotel, às 14h, e os ingressos já estão à venda.

O curso Bota a Cara e Faz será uma tarde com momentos de conversas sobre técnicas e ferramentas na produção de vídeo para a internet. Serão abordados assuntos como planejamento para a produção online, programas de ediçãomonetização de vídeos,metadados e muito mais.

Rafa Dias é formado em televisão e cinema no Canadá. Hoje é diretor da Dia Estúdio, network credenciada do YouTube, a única no Sul do Brasil. Já participou de produções na MTV e no Multishow. No mercado publicitário, trabalhou com marcas como Coca-Cola, Vivo, Fiat, Volkswagen e Nestlé.

Carlos Silva expõe no Varal da Trajano

27 de fevereiro de 2016 0
carlos silva 1

Carlos Silva.

 O fotógrafo Carlos Silva é o convidado do primeiro Varal da Trajano de 2016, que ocorre neste sábado (27). São 30 fotos da Amazônia que serão expostas no calçadão da Trajano, das 9h às 14 horas. As imagens foram produzidas durante viagens no estado do Pará nos anos 2000.

“As cores correm pelos campos da Ilha do Marajó, saltam sobre as ondas das praias salgadas de Salinópolis, andam pelos corredores da feira do Ver-o-Peso em Belém, percorrem os trilhos de minério de Carajás, voam com os guarás ou nadam com os botos de Santarém. Índios marrons contrastam com araras que parecem arco-íris”, narra o fotógrafo sobre o conjunto de imagens.

Carlos Silva é natural de Florianópolis. Atuou nos principais jornais do Estado, incluindo Diário Catarinense, O Estado e Jornal de Santa Catarina. Participou de coberturas nas principais agências nacionais e internacionais, participou de várias exposições coletivas e individuais entre elas “Amazônia BR, Sesc – Pompéia São Paulo; “Povo da Amazônia” na cidade de Clemond Ferrandt, na França; e “Olhar Amazônico” nas principais galerias de São Paulo e Porto Alegre.

O Varal da Trajano tem o apoio da Multicor, da Hahnemühle e da Fundação Franklin Cascaes. Ocorre no último sábado de cada mês. A exposição de abertura do projeto foi Cidade Invisível, com Milton Ostetto e Alexandre Freitas. Em seguida, ocorreu Do Mar ao Céu, de Kleber Steinbach e Paulo Goeth; Paixão pelas Ruas, de Joaquim Araujo; Instântaneos, de Jairo Cardoso; Andarapé, de André Paiva; Imagens que dizem um pouco de cada um e de alguns, de Ronaldo de Andrade e Hermes Daniel; e O Aguardar a Chuva, de Guilherme Góes.(texto Fifo Lima).

carlos silva 4 carlos silva 2 carlos silva 3

Roka entra para o e-commerce

25 de fevereiro de 2016 0
roka 3

Jarra em acrílico da italiana Guzzini. Opções de cores: vermelha, azul e transparente. Fotos Mariana Boro

São dados difíceis de ignorar. Segundo estudo publicado em janeiro deste ano pelo site E-bit sobre o desempenho do e-commerce brasileiro em 2015, as vendas realizadas nas lojas virtuais no país cresceram 15,3% em comparação com 2014. O faturamento alcançado foi de R$ 41,3 bilhões, um ano positivo para o setor, com um total de 106,5 milhões de pedidos.

roka 4

As marcas já perceberam que o comportamento de compra veio para ficar, e estão partindo para o campo online onde a possibilidade de de expansão é infinitamente maior. Já estava nos planos das empresárias Rosa e Ana Paula Rigon (mãe e filha) lançar a plataforma de vendas da Roka na internet. Há 22 anos atuando no mercado de decoração e design, uma das primeiras lojas do segmento a abrir as portas em Florianópolis(SC), era momento de estender atuação para todo o Brasil.

roka

Para acomodar doces ou qualquer guloseima de verão. A estrutura de três andares traz bandejas com formas de estrelas do mar.

roka

“Nada substitui a experiência do cliente como o ponto de venda, que não é apenas um lugar para expor os produtos, mas para trabalhar com o conceito da marca Roka, que está associada a elegância, estilo de vida, memória afetiva, um bom atendimento. Nossa história e seleção de peças traduzem a identidade criada. Sem contar a rede de clientes e relacionamento que construímos. Por isso, manter os dois endereços em Florianópolis, hoje em dia, é primordial. Estamos levando estas qualidades para o digital, ampliando o contato com clientes do Brasil inteiro, divulgando nosso acervo por meio do instagram, FB, newsletter. “, explica Koka. Ainda é cedo para divulgar resultados, o site www.rokanet.com.br acaba de ser lançado, porém as expectativas são as melhores possíveis. (texto Acasaa).

roka 1

Picnics do lado de fora, no cair do dia. A refresqueira de corda, vidro e madeira além de armazenar sucos, água aromatizada é perfeita para os encontros a céu aberto.

Campanha de construtora aposta na arte

23 de fevereiro de 2016 0

cyela

Até dia 31 de março, a construtora Cyrela promove a campanha “Troca de Chaves”, que consiste em uma oportunidade para pessoas realizarem um upgrade em sua moradia, entrando com o imóvel usado na negociação para a compra de um apartamento novo e pronto para morar no complexo residencial Neoville Florianópolis, no bairro do Abraão. Além disso,  a construtora Cyrela apresenta uma grande novidade durante a campanha. Assinada pelo artista plástico inglês Giles Oldershaw – que desenvolve um processo criativo diferenciado ao retratar celebridades utilizando o papelão como meio de expressão – as peças publicitárias mostrarão ao público um trabalho interessante e lúdico. Ele lança mão de uma brincadeira com caixas de papelão, dando a ideia de mudança.

Outra novidade é que as pessoas que comprarem imóveis durante a campanha receberão como presente uma obra de Oldershaw feita a partir de uma fotografia enviada à Cyrela pelo próprio cliente para que seja encaminhada ao artista.

Apoio à cultura

A Cyrela tem apoiado constantemente atividades e projetos culturais em todo país, como a “Jornada pela Biblioteca”, em Porto Alegre-RS; a “Ação de Grafiteiros”, em  Natal-RN; e exposições e pequenos shows em seus estandes de venda e em espaços diversificados nos Estados onde se encontra presente. A construtora também apoia a arte e a cultura através da Lei Rouanet.

cyrela 1

Retratos em pedaços de papelão

O artista Inglês Giles Oldershaw, que assina a nova campanha da construtora Cyrela, possui um talento único. Ele pode juntar pedaços descartados de papelão e transformá-los em incríveis retratos de celebridades como Marilyn Monroe ou Marlon Brando usando camadas apenas de papelão para realçar suas características. De longe, os retratos de Oldershaw assemelham-se a pinturas sépias, mas em uma inspeção mais próxima, as imagens revelam o alto nível de habilidade técnica envolvida na sua criação.

Giles Oldershaw estudou gravura e mídia fotográfica na Central St Martins, na Inglaterra, e é membro da Sociedade Art Oxford e da Oxford Print Co-op. Atualmente ele se dedica ao retratismo e se diz emocionado por tentar novas formas e meios de comunicação. (texto assessoria de imprensa)

cyrela 2

Lançamentos valorizam o design e reforçam novas abordagens para os produtos

23 de fevereiro de 2016 1
Mannes-Sofa-Aqua-IMG_5622_Julia_Ribeiro

Mannes, Sofa Aqua – foto Julia Ribeiro.

Mannes-Sofa-Davi-IMG_5614_Julia_Ribeiro

Mannes, Sofa Davi, foto Julia Ribeiro.

Visitei a ABIMAD – feira da associação brasileira das indústrias de móveis de alta decoração. Meu olhar foi para a indústria catarinense, que representa em torno de 30% da feira, segundo Paulo Allemand, ex-presidente e um dos fundadores. Em comum no perfil das empresas, a atenção ao design, que aos poucos passa a ser entendido como uma ferramenta importante de diferenciação no mercado.

Nos estandes, a presença dos designers foi valorizada com painéis identificando os criadores, além de tags nos móveis. E nada de muito novo em relação às tendências do setor. Os lançamentos reforçaram o investimento em tecnologia e no conforto dos estofados – almofadas enormes e super fofas para se jogar sem culpa. Cada vez mais são feitas novas abordagens para os mesmos produtos, relançados com atualizações de tecidos, cores e detalhes.

Vale destacar ainda as formas ora sequinhas, ora arredondadas dos estofados e poltronas, os modelos componíveis, e a multifunção, que colabora na ambientação dos espaços, facilitando o nosso dia a dia. Bons exemplares foram apresentados pela Mannes e Bell’arte.

Bell-Arte-Sofa-Taiga-IMG_5638_Julia_Ribeiro

Sofá Taiga, Bell’arte – foto Julia Ribeiro.

IMG_9563 (1632 x 1224)

Sofá com tecido para pintar, uma instalação para descontrair que fez tanto sucesso que vai parar no catálogo da Bell’arte.

Butzke

Nesta edição, os lançamentos da empresa de Timbó incluíram ampliações de duas linhas: a Mucuri, de Zanine de Zanini, com um sofá de 3 lugares; e linha Lotús, do estúdio Asa Design, incluiu no catálogo um sofá e duas poltronas.

O destaque fica mesmo com a coleção Butzke + RosaPinc que utiliza uma linguagem contemporânea aliada ao trabalho artesanal em cerâmica, com desenhos originais, criando peças únicas e limitadas. A linha conta com mesas de apoio, jantar e garden seats, todas produzidas em madeira cumuru. São lindas!

Butzke-Sofa-Lotus-IMG_5871_Julia_Ribeiro

A linha Lotús, do Estúdio Asa Design, que ganha sofá e poltrona. Foto Julia Ribeiro.

IMG_9614 (600 x 450)

Banco da linha Mucuri, de Zanine de Zanini para a Butzke. Foto minha.

IMG_9567 (1224 x 1632)

Coleção Butzke + RosaPinc

Já a Milênio Home é uma empresa que aos poucos percebe a importância do design no setor de mobiliário.  Adriano Santos, do estúdio Nuovo Design e que desenha para a marca há alguns anos, expôs com destaque na Abimad a coleção de mesas de centro, laterais e poltronas inspiradas na fauna e flora nacional. Estúdio Asa Design, Lourena Genovez e Paulo Niemeyer também estão entre os lançamentos da marca, que tem fábrica em Palhoça.

IMG_9615 (1224 x 1632)

Coleção de Adriano Santos para a Milênio Home.

IMG_9580 (600 x 450)

Mesa by Adriano Santos.

Mobivier-Chaise-Paulo-Sergio-e-Banco-Catedral-Niemeyer-IMG_5684_Julia_Ribeiro

Coleção Niemeyer por Paulo Niemeyer.

Artisan

Esqueça as tendências em cores ditadas pela moda casa. A Artisan, de Criciúma, lançou uma linha de estofados com mantas Masai que vieram diretamente de uma vila no Quênia. São feitas em tear e usadas para vestir. Xadrez e listras, em tons forte de vermelho e outras cores, chamaram a atenção no estande durante a Abimad. A coleção faz parte do projeto Escola Kabiria, e parte das vendas será destinada a escola.

IMG_9612 (1224 x 1632)

Coleção da Artisan faz referência aos tecidos Masai.

Ettore Design

O empresário Leonardo Villanova, da Ettode Design, era convidado VIP da feira. E também não é para menos. Sua loja é referência em móveis com design nacional, um garimpo feito pelo próprio empresário que nesta edição comprou com cautela, mas não deixou de escolher bons exemplares. Em breve na loja peças do designer Marcelo Ligieri desenhadas para a Doimo; poltrona Dorival de Arthur Casas, e sofá Mucuri, de Zanine de Zanini, ambas criadas para a Butzke. Lançamentos hot pelo olhar do empresário.

 

 

 

Rumo à ABIMAD

17 de fevereiro de 2016 0
Nova-Home-Luminaria-SimpleIMG_0385_Julia_Ribeiro

Nova-Home-Luminaria-SimpleI – fotos Julia Ribeiro

Até dia 19, sexta-feira, acontece no Expo Center Norte, em São Paulo, a 21ª edição da ABIMAD – Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração. Mais de 180 expositores estão presentes nessa edição e  devem atrair mais de 30 mil profissionais entre arquitetos, designers de interiores, lojistas, além dos compradores nacionais e internacionais.

No segundo dia de exibição, a feira recebeu convidados de todo o Brasil, além dos que vieram dos EUA, Canadá, Turquia, América Latina, no total recebemos 50 compradores internacionais para esta edição.

Dias 18 e 19 estarei na feira garimpando novidades e lançamentos, acompanhe no instagram  @simonebobsin

Serviço:

21ª ABIMAD Data: 16 a 19 de fevereiro de 2016

Local: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo / SP

Informações: www.abimad.com.br Instagram: @abimadfeiras Facebook: https://www.facebook.com/FeiraAbimad

Abdala-Tapete-Vintage-Azul-IMG_5257_Julia_Ribeiro

Abdala-Tapete-Vintage-Azul

6-F-Decoracoes-Vaso-Atilio-e-Gregorio-IMG_5217_Julia_Ribeiro

6-F-Decoracoes-Vaso-Atilio-e-Gregorio

Acervo-Casa-Luminaria-em-Cristal-IMG_5263_Julia_Ribeiro

Acervo-Casa-Luminaria-em-Cristal-

Santa-Luzia-Espelho-Linha-Classic-OvalIMG_5233_Julia_Ribeiro

Santa-Luzia-Espelho-Linha-Classic-Oval

 

Marco Giacomelli abre exposição multimídia "Sobre Águas"

17 de fevereiro de 2016 0
Território Neutro 1 ©MarcoGiacomelli

Território Neutro 1 ©MarcoGiacomelli

“Sobre Águas”, exposição multimídia do artista Marco Giacomelli, apresenta a experiência multifacetada da relação entre a água como força dinâmica da vida e a sua própria vida. Para o artista, “esta é a metáfora para o universo e sua incomparável neutralidade acerca das questões de prazer e dor, de vida e morte”.

A exposição oferece ao público uma ocasião rara para interagir com uma nova geração de trabalhos em artes visuais – geração que desafia as fronteiras e rótulos tradicionais.  Com a curadoria de Scott MacLeay, é composta por fotografias, vídeos e áudios e convida a participar da viagem muito pessoal do artista, que compartilha o ambiente de toda sua vida.

“A exposição é uma experiência verdadeiramente única, porque combina uma inocência quase infantil com a sofisticação conceitual cosmopolita de um cidadão do mundo”, declara MacLeay. Para o curador,  “é difícil falar do conteúdo no sentido tradicional. Quando se discute as criações de Marco Giacomelli, vê-se que o processo é o seu conteúdo. E eles são indistinguíveis”.

O curador descreve Marco Giacomelli como um “explorador cromático”, cujas abstrações investigam o lado oculto de cenas do cotidiano e de situações que o cercam toda a sua vida. “Marco Giacomelli não está preocupado em comunicar mensagens nem em fazer belas imagens. Ele está literalmente obcecado em expressar a ambiguidade da sua relação muito pessoal com a natureza e em expressar as sensações que tais experiências provocam.”

Acerca da concepção da exposição, Scott MacLeay resume: “Ele não procura nos convencer de coisa alguma. Ele nos apresenta a percepção pessoal crua de seu ambiente natural como um fluxo de energia vibrando em constante evolução. Paradoxalmente, ao revelar o que está oculto, ele mistifica ao invés de esclarecer, seduzindo-nos a mergulhar mais profundamente em seu mundo etéreo”. (texto da assessoria do artista)

Gémeas 3, Painel 1 & 2 ©MarcoGiacomelli

VISITA GUIADA

No dia 19 de fevereiro, das 16 às 18h haverá uma visita guiada seguida de conversa com o artista e o curador. A atividade é gratuita e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail  ecm2@ecm2art.com.

Marco Giacomelli

Marco Giacometti

MARCO GIACOMELLI

“Marco Giacomelli começou a expor seu trabalho documental de fotografia no ano de 2010, em galerias privadas e mostras de arquitetura. No ano seguinte fez sua primeira exposição fora do Brasil, numa galeria de arte privada, no município de Bethesda, Maryland nos EUA. No mesmo ano participou de exposições coletivas na Fundação Cultural BRDE e na Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vichetti. Dois de seus trabalhos foram apresentados no festival internacional de fotografia “Floripa na Foto 2011″.

Em 2012 integrou o programa de residência em “Fotografia Contemporânea / Novas Mídias”, com o artista canadense Scott MacLeay e participou também do Workshop Transmedia “What’s the Story”, do ICP, New York, co-organizado pelo mesmo artista. Em 2013 iniciou uma colaboração com Scott Macleay para o desenvolvimento artístico de seus projetos.

Scott MacLeay

Fotógrafo, artista de novas mídias, compositor e escritor, iniciou sua carreira em Vancouver, no Canadá, na década de 70, tendo trabalhado em Paris e Nova York durante 30 anos. Mudou-se para o Brasil em 2010. Criou o grupo de pesquisa musical Private Circus em Paris e teve seus trabalhos expostos em diversas galerias e museus da Europa, América do Norte e do Sul e Japão. Sua obra foi incluída na Time-Life History of Photography, no volume dedicado à “Arte da Fotografia” e está presente em museus e coleções privadas em todo mundo. Fundou o Departamento de Fotografia do American Center for Artists em Paris e tornou-se diretor do Center for Media Art and Photography (CMAP), um centro inovador de atividades de mídia arte e produções audiovisuais. No final de 2011, fundou no Brasil o Processo Criativo, um movimento dedicado à promoção e ao desenvolvimento de trabalhos inovadores e de pesquisas nas artes tecnológicas. Em 2015 lançou seu livro PENSAR, SENTIR, VER : Percepção e Processo em Fotografia, no Brasil.

Entre Mares 3 ©MarcoGiacomelli

SERVIÇO

O que: SOBRE AGUAS – Exposição multimídia de Marco Giacomelli

Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina – MIS / CIC

Avenida Governador Irineu Bornhausen, n° 5600 – Agronômica, Florianópolis/SC

Abertura: 18/02/2016, às 19h30. No dia 19/02 haverá a visita guiada seguida de conversa com o artista e o curador, das 16 às 18h. Inscrições gratuitas pelo email ecm2@ecm2art.com.

Visitação: 19/02 a 10/04/2016, de terça-feira à sábado, das 10 às 20h30; domingos e feriados das 10 às 19h30
Entrada Gratuita.

Vias Turbulentas 10 ©MarcoGiacomelli Vias Turbulentas 4 ©MarcoGiacomelli

Stockholm Furniture & Light Fair por Juliana Pippi

10 de fevereiro de 2016 0

A viagem da arquitetura Juliana Pippi como premiação de relacionamento da Saccaro Florianópolis rendeu material aqui para o blog. Segue texto da antenada profissional sobre a  Stockholm Furniture & Light Fair.

IMG_9442

Arquiteta Juliana Pippi.

“Hoje tive a oportunidade de aprofundar minha pesquisa no design escandinavo e me apropriar de outras tendências que o mundo do décor está antenado .  De 08 a 14 de fevereiro de 2016 acontece , aqui na Suécia, a feira Stockholm Furniture & Light Fair. O evento é o maior ponto de encontro para os móveis escandinavos e o desenho de iluminação.  Essa semana é voltada ao design nórdico, e esta é a maior feira do segmento com design autoral da região. Ela se divide entre as duas principais feiras, Furniture Fair e Light Fair, e os eventos satélite que acontecem em showrooms, lojas e galerias da capital sueca.

As marcas suecas de maior prestígio e que já fazem parte do cotidiano dos escandinavos e são referências por aqui são Asplund, Hay,Muuto, PP Møbler,Inno e muitas outras. Na Light Fair os destaques ficaram com as marcas internacionais como Flos e Foscarini assinadas por designer escandinavos.

As cores pálidas “morandianas” são as predominantes e os tons de rosa e verdes dominaram os estandes. Os contrapontos entre cheios e vazados são o forte em todo mobiliário.

Inspiração não faltam por aqui! ”

Para saber mais, acesse http://www.stockholmdesignweek.com/

IMG_9438

Fotos de Juliana Pippi.

IMG_9439 IMG_9441

IMG_9444 IMG_9443 IMG_9440 IMG_9436

IMG_9435

Juliana Pippi, Márcia Maurano (Saccaro) e Cristiana Delpizzo.

 

Design não envelhece

05 de fevereiro de 2016 1

Pesquisando nos arquivos encontrei este texto escrito em janeiro de 2015 para a coluna “Feito Casulo”, à convite da jornalista Jana Hoffmann, no caderno Casa&Cia, do Diário Catarinense. Parei o que estava fazendo para compartilhar a página no blog um ano depois e o mais interessante é que o assunto continua super atual – a coluna no jornal não existe mais (agora é aqui https://feitocasulo.com.br/) e nem o caderno. Tudo mudou! Mas, falar sobre design não sai de moda, não fica velho, é sempre atual. O que muda também são os lançamentos da indústria, e mesmo assim tem peças e objetos que viram clássicos e permanecem, outros que nem chegam a ser absorvidos pelo consumidor, e ainda os que de fato saem da “tendência”.

 

Design sensorial

Nas várias matérias que ao longo dos últimos anos tenho feito sobre o universo da casa, são recorrentes algumas palavras que tentam definir o que desejamos para os nossos ambientes: acolhimento, identidade, memória e percepção sensorial. Há quase 10 anos, em 2007, um fórum internacional sobre tendências realizado em São Paulo, proclamava que a casa é para ser tocada, sentida, experimentada. Na época, entrevistei o designer italiano Massimo Morozzi e lembro bem o que afirmou ele: “Toda a discussão do design hoje pode ser comparada ao ato de preparar alimentos, que é extremamente sensorial: nós provamos do sabor, das texturas, dos sons, da apresentação do prato. Há uma participação global que permeia todo o processo”.

A ideia é expandir as percepções sensoriais dos consumidores com projetos que ele chama de “homeopáticos”: simples, mas que funcionam e trazem bem-estar. Esse pensamento é super atual e estreio no Feito Casulo nas férias da Jana Hoffmann selecionando peças e falando exatamente sobre o tema que adoro: design!

mangue

Mesa Mangue, de Roque Frizzo e inspirada nos manguezais brasileiros, conquista prêmio na 1ª edição do Prêmio W’ Award, do Instituto de Arte e Cultura de São Paulo. A peça fabricada pela Saccaro tem edição limitada.

 

SJ_mj_bank

Jader Almeida faz alta costura no mobiliário. E não é à tona que arremata cada vez mais prêmios: na foto a mesa Bank, vencedora na categoria Mobiliário, do 28º Prêmio Museu da Casa Brasileira.

 

ipsilon

Cansados da mesmice, André Ramos, Altino Alexandre e Maurício Scoz criaram a Ipsilon para produzir peças em chapas de aço para o público masculino – querem ajudar os marmanjos a fazer a decoração de suas casas. Taí, gostei! Vale dizer que a cadeira Alpha e a luminária acumulam prêmios do Museu da Casa Brasileira e Design Catarina.

ipsilon Cadeira Alpha e Lumin-ria Echo

Cadeira Alpha e luminária Echo, Ipsilon Design.

 

Batedeira Patricia Bonaldi

A estilista mineira Patrícia Bonaldi customizou o produto mais icônico da marca KitchenAid: a Stand Mixer, com a estampa inspirada na coleção de inverno 2015. A batedeira ganhou seu consagrado design em 1936, assinado por Egmont Arens, garantindo espaço no MoMA – Museu de Arte Moderna de Nova York.